Personare Ads

27 de julho de 2016

Pausa para um café - Bora darmos uma de Amélie?


Quem me conhece sabe que eu não bebo café puro, mas não abro mão de uma cafeteria. Adoro café com leite, chocolate quente, chá (quente e gelado), pãezinhos, essas coisas. Mas mais que as comidas e bebidas, eu amo o ambiente das cafeterias em si. Acho que, em geral, são ambientes mais calmos, que convidam ao relaxamento, quando você está à toa com um livro ou com amigos; bem como à concentração quando se está trabalhando. E como de uns tempos para cá, eu venho tentando adotar o carpe diem como estilo de vida, acho que cafeteria super combina comigo. =)
No período que passei na Argentina, na medida do possível, fiz a festa! ADORAVA alguns cafés que tinham por lá, e tinha até o meu favorito, onde eu ia toda semana e os funcionários até já me conheciam! Hehe. Ainda falarei dele por aqui. 
Pouco antes da minha volta ao Brasil, uma amiga que eu fiz por lá ficou sabendo que Amélie Poulain é o meu filme preferido, e me chamou para conhecer o Amélie Petit Cafe. GENTE, eu amei esse lugar! 


Na minha opinião, o café é mais inspirado no conceito que na estética do filme. Porque em termos de estética, a decoração do café é bem mais fofa, com detalhes provençais, muito branco e um toque de cores fortes como o turquesa e o vermelho. E com fairy light para tudo quando é lado. Uma fofura sem fim!
Uma coisa bem curiosa desse café, é que o espaço não é único, como é comum em estabelecimentos comerciais, parece mais uma casa com mesas e cadeiras em vários cômodos. 

Ó só alguns detalhes apaixonantes:


Olha essa parede aí em cima e me diz se eu não tô certa quando digo que esse café te convida a relaxar?

E essa prateleirinha abaixo, não é uma fofura?


Reparem nas luminárias - cestas. E reparem também na fairy light ali ao fundo. Mais aconchegante, impossível!



 Com relação à comida, é mais caro que o café que eu ia toda semana, e as coisas são bem gostosinhas. Mas confesso que apesar da comida boa, o lugar me conquistou mais pela vibe que pelo paladar. 

Daí, quando eu achava que já estava tudo lindo e maravilhoso, veio a conta:


GENTE, alguém já viu conta desejando ao cliente um lindo dia? Morri! 

Ah, e antes que alguém caia para trás com os 299 aí em cima, é em pesos argentinos e tem a consumação de 2 pessoas, okay? 


Gostaram? Agradeçam à Candy, pessoa que me apresentou esse café! =)  A Candy é artista, pinta, faz mosaico e tem uma página no facebook, o El Mundo de Candy Uranga, onde posta alguns de seus trabalhos.




Amélie Petit Cafe

Endereço: San Lorenzo, 720 - Rosario, Provincia de Santa Fe. Fica bem próximo ao Monumento da Bandeira, um dos principais pontos turísticos de Rosario.


E aí, aceita um café?
 

15 de julho de 2016

Projetinho de 5 minutos: Como fazer bandeirola de foto e ter uma parede cheia


Quem me conhece sabe que parede pelada não é muito a minha praia. Não preciso ter necessariamente uma parede carregada (embora já tenha dito uma), mas tem que ter algumas coisinhas que façam um afago na memória e na minha identidade.



Por isso, assim que recebi as fotos estilo polaroid da Phosfato (é muita fofura essa moldurinha, gente!), fiquei pensando numa forma de usá-las na parede, que fugisse um pouquinho do tradicional. Como esses dias, me dei conta de que as bandeirolas estão na moda, e são quase sempre feitas com tecido. E também, queria muito usar os canudos de papel, que trouxe de Rosario. Então, porque não fazer uma espécie de bandeirola para foto?
O melhor é que este é um daqueles projetinhos de 5 minutos que tanto adoramos por aqui! =)

Precisa de pouquíssimos materiais, ó só:



- Fotos Phosfato
- Canudo de papel
- Fio/ barbante/ linha
- Washi tape/ fita isolante
- Tesoura
- Uma dose de amor!



O passo a passo é bem simples. Basta enviar o fio por dentro do canudo e dar um nozinho para depois você pendurar, daí você ajusta a alça do tamanho de sua preferência. Eu acho que quanto menor, mais fofo fica. 
E depois, com a ajuda da washi tape, você prende a foto no canudo, como mostra a imagem acima. E depois, é só usar a Washi Tape para prender a alça na parede! Assim, pá-pum! E nem precisa furar a parede! =)

Aproveitei para fazer um mix: fiz bandeirola para foto, para aquarela. Fiz moldurinha para outras fotos com washi tape; outras foram sem moldura mesmo, presas com a fita na parte de trás; e inseri 2 postais de viagem no meio. 

O melhor dessa técnica, é que como ela não estraga parede, você pode mudar as fotos sempre que desejar. E em 5 minutos, você sempre poderá ter uma parede nova!


Se fizer a bandeirola de fotos, me mostra? Se fizer moldura com washi tape também! Você pode mandar as fotos por e-mail, pela fanpage ou marcar no instagram com a #casadeamados . 


*Este post é um publieditorial. No entanto, o blog acredita e se identifica com a proposta da marca e/ou produto.

12 de julho de 2016

Canais do Youtube que me inspiram: E aí, vamos decorar?


Darlene Betolini é uma designer de interiores e comanda o canal do Youtube "E aí, vamos decorar?". Repleto de DIYs, o canal é uma super mão na roda para quem quer decorar a casinha, e está com disposição, porque até móveis, você pode aprender a fazer. O bacana é que mesmo dos projetos aparentemente mais elaborados, como é o caso dos móveis, não é nenhum bicho de sete cabeças, e a Darlene apresenta soluções simples e mostra tudo com clareza. 
Além de coisas para mimar nossa casa, tem também tutoriais pensados para quem tem pets, como um arranhador e uma casinha de cachorro.

Bora dar uma espiada, pra você ver o que é que tô falando!


  

  

  


Eu não consigo escolher o meu projeto preferido, mas super imagino esses porcelanatos numa mesa de jantar na minha casa! Pensando bem... imagino tudo dentro da minha casa! hehe. E você, já visitou o canal e voltou para me contar qual é o seu projeto preferido?

7 de julho de 2016

Wishlist: móveis de design assinado na queima de estoque da Essência Móveis



Minha curta temporada na Argentina chegou ao fim, um pouco antes do esperado devido a um imprevisto, e agora estou na casa de uma amiga que tinha um quarto vago. 
Tenho trabalhado bastante em outros projetos desde que voltei, mas isso não deve ser desculpa para não decorar meu quarto novo, né? Coincidência ou não, a Essência Móveis, onde comprei o cabideiro eames - meu primeiro objeto de design - antes mesmo de ser parceira da marca, está com uma mega promoção de queima de estoque. Tudo que a gente adora em qualquer momento, sobretudo, quando está de casa nova! =)
Selecionei 5 produtos só pra vocês terem ideia do que tem de bom por lá! Mas recomendo ir ao site, que tem de tudo por la´: de sofá cama a objetos decorativos. ;)
Bora à minha listinha?




Quem me acompanha há algum tempo sabe que eu sempre quis uma cadeira Eames para chamar de minha. Acho essa versão de patchwork da cadeira bem interessante, já que ela dá um ar mais alegre e aconchegante.

 

Foi a versão mais clássica dessa cadeira que me fez cair de amores pelo casal Eames pela primeira vez, antes mesmo de ter o cabideiro. Por isso, ela não poderia ficar de fora da minha listinha de favoritos. =)



3) GAVETEIRO ZIG ZAG

Ultimamente cismei com verde menta, e já gosto do turquesa há algum tempo. Não foi à toa que esse gaveteiro chamou a minha atenção assim que o vi. Não é uma fofura essas bolinhas e esses zig zag coloridinhos?



4) ABAJUR POLÁRIS 

Uma das coisas que eu mais gosto na decoração é de misturar o moderno e o antigo. O arrojado e o clássico. Por isso acho o abajur poláris bem interessante: tem um design inspirado nas formas clássicas que fazem um contraponto à transparência mais contemporânea. 
Quem mais é fã desse contraste?




5) POLTRONA EAMES

Não tenho espaço para essa poltrona onde estou morando agora, tampouco no meu apê. Mas sonhar sempre é permitido! Desde cedo, eu tenho o hábito de ler bastante, tanto que tinha um cantinho de leitura modesto no apê. O dia que eu tiver mais espaço, certamente, essa poltrona entra para a lista de coisas a comprar. Não é barata, mas como não será minha primeira casa e já tenho móveis e eletrodomésticos, fica mais fácil investir num sonho de consumo. =) Alguém se imagina sentado nela, com uma luminária de pé ao lado e devorando um livro delicioso? Eu me imagino!





Esses produtos que eu mostrei são apenas os 5 que eu selecionei para mostrar a vocês e contar o porque eu gosto de cada um deles. Mas tem bastante produtos, e como os descontos estão chegando a até 70%, há chance dos produtos acabarem rápido. Então recomendo dar uma espiadinha o quanto antes. 

Depois voltem para me contar qual é o seu produto preferido! A pessoa aqui morre de curiosidade!



*Postagem com conteúdo comercial.

6 de julho de 2016

DIY: como fazer um álbum de fotos para fabricar memórias



Recentemente fez 1 ano que eu e as meninas do DIY Coletivo nos reunimos em Barcelona, para passarmos dias incríveis juntas, e levar amizades virtuais para o mundo real. Quem acompanha o blog há mais tempo sabe o quanto essa viagem foi especial para nós. Mas se você é novo por aqui, e está perdido, dê uma espiada aqui.
E acredita que até agora praticamente não tinha impresso praticamente nenhuma foto? Só imprimi uma, para colocar no porta retrato de garrafa (o passo a passo dele você pode ver aqui). Sabe quando a gente vai adiando, adiando? Pois é, isso também pode acontecer na casa dos profissionais da memória.  =P



Por isso, adorei conhecer a Phosfato, que tem uma proposta diferente das lojas comuns que fazem impressão de fotos.Na Phosfato, você faz uma assinatura mensal, e escolhe um dos pacotes disponíveis: mini pack (6 fotos) , smart pack (9 fotos) e elephant pack (12 fotos). E o ideal é subir o máximo de fotos possíveis dentro do limite permitido - sabe porquê? Porque você não escolhe as fotos que vai receber. É o sistema quem "escolhe", através de sorteio. Ou seja, quanto mais fotos você sobe, maior será a surpresa. É uma forma de resgatar aquela surpresa e a vontade de ver logo as fotos que tínhamos na época da fotografia analógica.  Juro que é muito legal não saber exatamente o que vai chegar nas suas mãos!
Outro ponto positivo da Phosfato é receber as fotos em casa, bem cômodo. =) Quantas vezes eu andei com as fotos no pendrive e nunca parei para imprimir porque estava sempre correndo? 

Descoberta feita, era hora de ter as fotos de Barcelona em papel, né? Como eu queria muito fazer um albinho para essa viagem, na hora de subir as fotos no site, subi praticamente todas as fotos que eu tinha só dessa viagem. 

Eu não sou expert em scrapbooking, e esse álbum que eu fiz está ao alcance de qualquer um que tenha um estilete em casa. Não é difícil de fazer, e os materiais são bem simples:

- Papel de scrap (Pode substituir pelos que você preferir.  Só recomendo que evite papelão, papel pardo, que ajudam as fotos a amarelar mais rápido).
- Estilete
- Régua
- Fita dupla face
- Grampeador
- Washi tape (pode substituir por outra fita colorida - talvez a isolante funcione)
- Coisinhas para decorar (carimbo, adesivos, rotuladora, canetinhas, etc)

Anotou os materiais? Bora ao passo a passo!



Passo 1/2: Calcule a medida das páginas do seu albinho. Caso as suas fotos não sejam todas do mesmo tamanho, esteja alerta para que a página comporte o tamanho de qualquer uma delas. A minha, eu fiz com 13x13cm.

Passo 3/4: Com o estilete, recorte as páginas. Para dar uma bossa, usei duas folhas de cores diferentes, assim, as páginas são se intercalando.



Para fazer a cantoneira que segurará as fotos:

Passo 5: Recorte quadradinhos. Os meus tinham 2x2cm.
Passo 6: Dobre duas pontas para dentro, formando um triângulo.
Passo 7/8: Recorte a sobra, de forma que fique apenas o triângulo.




Eu fiz as cantoneiras usando as duas cores das páginas, pensando em destacá-las, em vez de escondê-las. Assim sendo, as páginas beges receberam cantoneira verde e vice-versa.




Passo 9: Crie uma margem nas páginas, para você ter onde grampear depois. A minha tinha 0,5 cm, bem pequena mesmo. Mas se você se sentir inseguro para grampear num espaço tão pequeno, faça uma margem maior.

Passo 10: Com a ajuda da fita dupla face colada no verso da cantoneira, coloque suas fotos nas páginas, sempre respeitando a margem. Se quiser, pode usar a frente e o verso da folha, como eu fiz.

Passo 11: Grampeie as páginas. Atente à margem, para não comer o espaço que você reservou para as fotos.

Passo 12: Passe a washi tape pela margem, para esconder os grampos e dar melhor acabamento ao projeto.


Passo 13: Por fim, decore a capa como você quiser! Eu usei adesivos e a rotuladora analógica. Mas você pode usar canetinhas e desenhar, escrever; carimbar..... para a imaginação, o céu é o limite! Apenas recomendo que caso você use materiais que façam sujeira como tintas, que retire as suas fotos do álbum e recoloque depois que a sua capa estiver pronta.


Pronto! Agora é só se deliciar com as suas memórias! =)


Gente, eu tô morrendo de amores pelo meu álbum! É como se eu revivesse aqueles momentos mágicos tudo de novo!

Na foto à esquerda: Karen, Thamyrez, eu, Erica e Carla. À direita: eu, Erica, Thamyrez, Carla e Karen.


Estão vendo o porta retrato turquesa? Então, é a própria embalagem da Phosfato, que vira um porta retrato! Não é um charme? Aí aproveitei e coloquei a minha foto na Pedreira, já que essa é uma das únicas fotos que consegui tirar sem uma multidão de turistas atrás. Em outras palavras: uma foto digna de porta retrato.

E você, costuma imprimir suas memórias? Já fez algum albinho para guardar as lembranças de um momento especial?




*Este post é um publieditorial. No entanto, o blog acredita e se identifica com a proposta da marca e/ou produto.

5 de julho de 2016

Resumo do mês: junho



Amanhã ao meio dia teremos um DIY por aqui! =) Mas antes, que tal verificar se você perdeu algum dos posts de junho?


- Antes e depois: 4 dicas para renovar a sala de jantar
- Dicas rápidas: como decorar a parede em 1 segundo
- Pausa para o café - Um café turco, por favor
- 7 dicas para decorar quarto com pouca grana
- Que tal frases estimulantes na decor?


Qual desses posts foi o seu favorito?

30 de junho de 2016

Que tal frases estimulantes na decor?


Uma coisa que começou a me chamar a atenção na decoração recentemente é frases e palavras. Não que eu já não gostasse, mas de uns tempos para cá, as mensagens em letras ganharam um espaço cativo no meu coração. Acredito que seja porque comecei a me preocupar mais em controlar meus pensamentos e vibrar no positivo o máximo possível. E também, porque algum tempo atrás, a grande maioria das frases e palavras que eu via ou eram em inglês ou em francês, e eu gosto de coisas feitas no nosso próprio idioma. Porém, creio que as frases em português vêm se popularizando no Brasil, sobretudo depois do sucesso de Felipe Guga e de Pedro, do Um cartão.
Acho que ter mensagens que nos motivam bem à nossa frente, em algum lugar da nossa casa, serve de lembrete. E passei a desejar ter uns lembretes. Mas queria fazer os meus. E pintei o primeiro, em aquarela, que é esse aí da foto. Okay, não está em português, mas é latim, que deu origem ao nosso idioma, então está valendo! Rs. 
Gosto muito do significado de Carpe Diem. Vivemos numa sociedade tão acelerada, que esquecemos de vivenciar o momento, o tempo passa e a gente nem vê. Então, acho importante "carpediarmos" para que possamos viver, pelo menos um pouco, e não apenas existir. 

"Mas, Ju, o que os cactos estão fazendo aí?" 

Bem.... nada especificamente. Coloquei cactos simplesmente porque gosto deles, e olhar para eles na parede me faria feliz. Mas se desejar um significado pro desenho também, podemos dizer que ficar olhando cactos pode ser uma forma de viver o momento. hehe.
Ainda quero pintar mais algumas mensagens e formar uma composição. A próxima será "Gratidão" e as outras, ainda não defini. Quando fizer, volto para mostrar! =)

E você? Gosta de mensagens na decoração? Qual você já usa ou colocaria?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...