Personare Ads

28 de julho de 2013

Inspiração - deu branco!

Acho que todo mundo está careca de saber que eu curto um colorido na decoração. E que ambientes brancos ou neutros demais tendem a me remeter a hospital ou a um escritório sério e sem personalidade.
Mas por outro lado, eu acredito que radicalismo não leva ninguém a lugar algum. Por isso, quando eu vi essa casa, na Decorar Mais por Menos, resolvi mostrá-la para vocês. É uma decoração, cujo branco predomina, mas não me remete a hospital e moraria fácil, fácil aí!

Vejamos porque:

 
1- Quadros trazem personalidade ao ambiente, sempre.
2- Almofadas coloridas dão um toque de cor.

 
3- O móvel escuro na lateral traz calor ao ambiente. E um clima de "aqui tem história".



 
4- Enfeitezinhos na estante cumpre a mesma função das almofadas: o tal toque de cor.
5- Preciso mesmo comentar essas pipas na parede? Adoro gente que sai do lugar comum!
 

 
6- Ah, livros... tem como não ter vida?
7- De novo, um móvel escuro e um quê de "aqui tem história".

 
8- Morri com os sapatinhos emoldurados! Que amor!


9- Não precisa de muito dinheiro pra decorar a parede. Basta um pouquinho de criatividade e colocar a mão na massa. Fica aí uma ideia para você que está com as paredes vazias: pinte uns cabides!
 
 
Moral da história: nem sempre o branco e o neutro precisam ser sem graça. Porque a graça na sua casa é você que coloca, com detalhes aqui e acolá.

18 de julho de 2013

Era uma vez um armário...ou dois?

 
Antes de qualquer coisa, se concentre nas duas imagens abaixo.
 
 
 

Sacou? Não, você não pirou na batatinha. Sim, é o mesmo armário nas duas imagens. Sim, um armário de escritório virou dois de cozinha. Mas como é que pode?
Calminha que eu conto pra vocês.

O armário preto com cara de arquivo ficava na dependência do apartamento anterior da Sany e por ter tranca, guardava coisas que a Penélope, a filha de 2 anos, não podia mexer. Mas a família se mudou, a planta do atual apartamento é bem diferente e o tal armário de escritório não coube. Mas jogá-lo fora não era uma ideia lá muito animadora.
Sany ficou um tempinho com esse dilema. Um belo dia, me escreve: "Ju, descobri que o armário é dividido em 2, ele tem apenas um tampo comprido. Estou pensando emu transformá-lo em 2 e cortar o tampo. O que você acha?"  Minha resposta não poderia ser outra: vai fundo!


A ideia inicial era serrar o tampo. Mas não houve necessidade, o marido apenas o retirou e ele foi pro lixo (o tampo, não o marido, por favor!rs). Pausa para admirar a gracinha da Penélope brincando de se esconder e sair de dentro do armário.
 
Armário 1
 
 

Essa tábua de madeira já existia na casa e tinha exatamente as mesmas dimensões do armário partido. Virou o novo tampo. A tranca foi retirada (as coisas que a Penélope não pode mexer tiveram que ser remanejadas). O próximo passo foi o contact preto de bolinhas brancas. O casal é fã de galinhas d´angola. Tudo a ver, né? Por último, esse puxador tristonho cedeu lugar às bolinhas brancas mais felizes.




Armário 2

A moradora anterior tinha deixado essa mesa no apartamento:


Como a Sany é boleira, o tampo da mesa seria muito útil. Mas a mesa não ajudava a fazer o espaço render. Então, porque não dispensar a mesa e reaproveitar o tampo? Mas como?
Simples, simples! Sabe a outra parte do armário que ficou sem o tampo lá em cima? Pois é!
Contact de poás nele também. Neste, a Sany preferiu dispensar os puxadores.



Agora fala pra mim: a Sany não merece um monte de palmas?

Ainda sonho em mostrar essa cozinha inteira para vocês!

10 de julho de 2013

Pequenos projetos que você não viu

Sabe quando você gosta de algum projeto e resolve repeti-lo? Então, isso tem acontecido pelas bandas de cá com uma certa frequência. Repito algumas coisas, faço releitura de outras, seja para mim, seja para dar de presente. Só que eu já postei o tutorial aqui em algum momento e nem faz sentido ensinar outra vez.
Surgiram outras situações também. O fato é que tem coisas que eu fiz/ aconteceram e não vieram parar aqui. E hoje me deu vontade de mostrar para vocês aquelas peças que não foram estrelas por um dia aqui no blog, mas que nem por isso receberam menos carinho.

Quadrinhos

 
Esses quadrinhos foram feitos para o projeto da minha lavanderia, que foi publicada no Casa da Id&a, da Manu Mitre, lembram? Post aqui.
Passo a passo: O das janelas e o casalzinho é uma combinação de tecido e cola branca no fundo, e para prender as pecinhas de mdf, usei cola quente.  O vestidinho foi feito com feltro e colado com cola quente. O da coruja e das florezinhas são pinturas em stencil feitas no papel paraná, nesses casos, eu mantive o acetado (sabe como é, moldura barata do Saara não vem com vidro).
 
 
Luminária para vela

 
Quem segue o blog no instagram (@casadeamados) viu essas imagens. É uma luminária para vela que fiz para uma pessoa querida que disse que queria ter uma coisa feita com as minhas mãos. O passo a passo é praticamente o mesmo da luminária que já mostrei aqui. Só que dessa vez eu usei filtros de café usados e para arrematar, usei um pedaço da mesma renda da outra luminária, fiz um lacinho e passei cola branca para "plastificar". A última foto é o efeito dela no escuro, com uma vela LED vermelha, fica assim mesmo, não é efeito da foto! Mas na hora de presentear, coloquei uma vela aromática, achei mais simpático.

Arranjo

 
Bem, esse não é exatamente um projeto. Digamos que foi um acidente que deu certo. Aqui em casa eu tenho duas jardineiras entre as varandas, e quando me mudei, só tinha terra dura nelas. Como minha mãe  sempre gostou de plantar (mesmo sem entender bulhufas de jardinagem), eu dei a ela total liberdade para mexer nas minhas jardineiras. Ficou lindo no início, mas como fui descobrir depois, apesar desse apartamento ser bem claro e arejado, aqui bate pouquíssimo sol (parece contraditório, mas é isso mesmo). Somado a isso, eu levei um tempo para aprender a lidar com as plantas. Resultado: um dos buchinhos morreu. Morreu, e eu, só de preguiça, não tirei ele de lá. Foi ficando, ficando e... adivinhe! Ele desidratou! E eu fiquei apaixonada! Como é que eu ia jogar fora, gente??  Fui atrás de um vaso para exibi-lo na minha sala, e fiz questão que fosse transparente para a raiz aparecer. Agora ele fica na mesinha do cantinho de leitura. Ocupa o lugar do abajur da vovó, que foi remanejado depois que a luminária de pé chegou.
Ah, e só para constar: aprendi a lidar com as plantas e não matei outra, ok? rs.
 
 
Joguinhos americanos





Não gente, eu juro que não abri uma fábrica! Mas é uma coisa tão prática e tão útil para presentear alguém.  Laura, a menina da primeira foto, é uma apaixonada assumida por caveiras. E um belo dia, achei essa estampa da Alkor e não tive como não lembrar da minha amiga. Então, o joguinho americano foi uma desculpa para usar o papel adesivo de caveirinha.
O segundo e o terceiro, foram feitos com contact. Esses foram para presentear amigos meus que contribuíram com o layout novo do blog: a Joyce, com a foto do perfil; e o Ryanddre, com a primeira frase da descrição do perfil. Nesse caso, a escolha do jogo americano foi para padronizar o "premiozinho", e este era um objeto que poderia ser útil para ambos. Mas não conta para ninguém, tá? É que eu ainda não dei para os meninos (estou fazendo uma oração bem forte aqui para que eles não vejam este post antes de receberem o presentinho... me ajudam a engrossar essa corrente?)
Falei do primeiro joguinho que fiz nesse post.
Passo a passo aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...