Personare Ads

28 de novembro de 2013

(Tentando) colocar a casa em ordem

Sou virginiana. Em alguns aspectos, acho que tenho a cara do signo. Mas quando se trata de organização... cof cof.. sai de perto! Tá certo que eu não sou a pessoa mais bagunceira do mundo, e as visitas jamais viram a minha zona (salvo aquelas que já são de casa). A minha bagunça sempre foi do tipo que dá para varrer para debaixo do tapete - de catar tudo e tacar dentro do armário. Me lembro da minha mãe dizendo: "JULIANA! Seu quarto está me fazendo mal!" rsrs. Daí eu ia lá e varria a bagunça pro armário e para as gavetas.
Saí de casa e não mudei muito. A sala, até que eu mantinha maior parte do tempo arrumada. O banheiro e o quarto - sobretudo a área de trabalho - sempre foram meu maior problema. Daí, acompanhando blogs que abordam organização, principalmente o Organize sem Frescuras! e o Tu Organizas, descobri que arrumação e organização são coisas diferentes. Minha mãe é arrumada, então as coisas para ela funcionam com arrumação. Mas eu sou zoneada e só arrumar nunca daria certo, que logo depois eu desarrumaria de novo, que aliás, foi o que sempre aconteceu. Eu preciso de organização, ou seja, de critério.
 
Com a Rafa, do Organize sem Frescuras!, descobri o poder das caixas organizadoras. Em agosto, entre uma viagem e outra, resolvi fazer o primeiro teste, com os meus esmaltes. Ó só como ficou!
 
 
Antes, eles ficavam dentro dessa bolsinha vermelha, o que não favorecia a visualização das cores que eu tenho e alguns que iam ficando no fundo, eu acabava usando bem menos.

 
 
Quando eu vi que os esmaltes deram certo e eu não os baguncei de novo, fiquei animada. Mas meio que parei por aí.
 Com o passar do tempo, eu fui percebendo que precisava fazer meu tempo render. Para trabalhar fora oito horas por dia, cuidar do blog, estudar, escrever, desenhar, pintar, ler. E estava impossível! Sempre fui uma leitora voraz e o número de livros lidos esse ano caiu drasticamente. Também desenhei e pintei muito menos. Foi então que eu percebi que perdia um tempo precioso guardando coisas que eu tinha deixado espalhadas pela mesa, ou procurando objetos perdidos nas gavetas.
Fora que eu sempre tive o incentivo da Rafa, seja com os posts ótimos dela, bem como com os elogios carinhosos que ela sempre faz quando vê foto de algum canto arrumado por aqui.
Então, resolvi começar MESMO. Comprei zilhões de caixas organizadoras e fui colocando em prática o que tinha aprendido. Não é a organização de um personal organizer, mas para uma zoneada, até que eu acho que não estou indo tão mal...
 
 
Bandejinha na bancada: nesse caso, não é para não perder as coisas, o efeito é mais visual.
 



Gavetas do banheiro: todas seguiram mais ou menos o estilo da foto abaixo. O que eu uso mais fica na caixa da frente e o que é de uso esporádico, na caixa de trás. Não tem foto do antes, Juliana? Tem não gente... se eu colocasse aqui, vocês sairiam correndo e ligariam urgente para a equipe do Santa Ajuda. hehe. Tenho coragem não!



Gavetas da escrivaninha: eram o meu maior problema. Foi justamente aqui que tive mais trabalho. Não está muito bonito visualmente, mas pelo menos, estou conseguindo achar as coisas e colocá-las de volta nos seus devidos lugares.





Acessórios: Os colares e os brincos ficavam numa caixa, o que caía no mesmo problema dos esmaltes : dificultava a visualização.  Daí arrumei ganchos adesivos para os colares e os pendurei na porta do armário, e usei forma de gelo para os meus brincos. Quanta diferença! São muitos brincos e estava fogo achar os pares na caixinha, tudo junto e misturado.



Caixa decorada: ganhei essa caixa da minha prima, e achei muito linda. No primeiro momento, não sabia o que guardar dentro dela. Como não é grande, resolvi usar para guardar o termômetro e os pouquíssimos remédios que tem aqui em casa.

 
Ainda há um longo caminho a percorrer, mas acho que já é um bom começo. E o mais legal é que quando a gente organiza, é mais fácil manter a casa arrumada e a decoração se sobressai. Como eu já disse aqui uma vez, casa não é coisa para inglês ver... então eu estou achando super bacana conseguir apreciar melhor a decor do meu apê. ;)
 

E vocês, já colocaram em prática essas dicas em casa? Ou mesmo, outras dicas que tenham aprendido nos blogs de organização e que eu não citei? Têm algum critério que criaram sozinhos? Compartilhem com a gente?
 
 
Dedico esse post à Rafa, pois sem ela, eu não teria chegado até aqui.


26 de novembro de 2013

A casa do Bê e do Juarez

Alguém aqui lembra de quem foi o veterano que encheu a sua cara de tinta e te levou para pedir dinheiro na rua? Eu lembro. Lá se vão mais de oito anos, mas não tem como me esquecer daquele dia  em que fui pega no trote e fui pedir dinheiro na Praça Saens Peña com a supervisão do Bê. Porque foi ali que surgiu uma bonita amizade. De muita zoação, comida japonesa, joguinhos pela madrugada até eu "tombar, feito um patrimônio histórico", e até umas bronquinhas quando necessárias.
Mas ao mesmo tempo que a museologia me presenteou com amigos incríveis, ela mandou alguns deles para longe de mim. O Ry foi o primeiro (veja a casa dele aqui e aqui). O Bê foi para Brasília pouco tempo depois. E é essa casa brasiliense que está no xeretando casas alheias de hoje.
Quando eu recebi as fotos, fiz umas perguntas, vou manter o máximo possível as palavras do Bê na íntegra.



Manta do sofá: " Foi feita pela minha madrinha, Marcia Lorena, que junto com a minha mãe é dona do Atelier RoLo Arteiras. Minha mãe trabalha mais com bonecas e dá workshops e minha madrinha faz mais trabalhos com patchwork. " 
Quem quiser conhecer mais o trabalho delas, é só clicar aqui.

Mesinha lateral, feita com tronco: "É um banco, na verdade. Eu e Juarez que o fizemos de mesa de canto para por o abajur. Acho que deu um tom rústico. "

Quadro: "É da artista naif Lourdes de Deus. Ela é de Goiânia. A Lourdes, junto com o marido dela Waldomiro de Deus, são dos mais conhecidos artistas naif do Brasil, atualmente. Eles fizeram uma exposição aqui no Museu Nacional dos Correios com a venda dos quadros. E eu comprei esse pela delicadeza das flores. Esse quadro vai mudar de lugar. Ele na verdade tinha acabado de ser comprado quando Juarez tirou a foto. Estamos pensando se botamos acima da cama ou acima do sofá, rs."

Ai gente, me derreti. Para quem não sabe, adoro arte naïf e este foi o tema da minha monografia de graduação.

Puffs: "Os puffs são de uma artista chamada Ana Maria. Ela é daqui de Brasília. São peças únicas que eu ganhei da minha prima Sonia."



Matrioskas: "Um dos países que eu tenho mais adoração de cultura é a Rússia. As matrioskas são bonequinhas que na verdade, além de remeter à cultura russa que me chama atenção, elas são as matriarcas das famílias russas. Essa coisa me faz lembrar de três pessoas extremamente importantes na minha vida e que estão longe: mãe, vó e madrinha, que de certa forma são as matriarcas na minha família ne?!"

Livros e Catálogos: Uma marca sua: Frida Khalo. Tem alguma do Juarez aí?
"O Juarez na verdade não tem uma marca específica. Na verdade eu deixo ele livre para criar as organizações em casa. O que ele curte muiiiiito e que toda vez que tem ele traz algo é o Cirque du Soleil. Então na mesinha tem os catálogos do Varekai e do Corteo. Flores tb. Sempre tem porque ele gosta de ter em casa!"



Cafeteira e bebidas: "Eu ammmmmmoooooooooo café. Essa cafeteira ganhei de casamento da minha mãe. Juarez não gosta não. Então essa parte da cafeteira e das bebidas é território meu. E dentro do armário tem também narguilé. Então é uma coisa meio cult-boêmio."



Cozinha: Porque cozinha também merece amor, né? Nada como panelas divertidas e um divino espírito santo feito pela mãe do Bê com CD velho. Ó o reaproveitamento aqui, gente!



Fotos: Juarez Galdino.

Escritório: o Bê não disse no e-mail, mas eu sei que os pinguins são dele! hehe. Me lembro deles, no apê do Rio. Achei a mesa bem organizada e clean, do jeito que eu não consigo manter a minha (que é cheia de tintas, pincéis, lápis, tesoura, estilete e por aí vai...).



Os donos da casa:






Essa foto  abaixo é da nossa colação de grau, em 2009. Numa época que já sabíamos que a museologia costuma levar nossos amigos para longe, mas ainda ignorávamos quem iria para onde... e pouco tempo depois, estávamos todos com vida nova, casa nova.
Saudades do Bê. Saudades desse abraço!
Está vendo o menino de camisa listrada aí atrás? É o Ry, que também se formou com a gente. ;) 
Foto: Ana Morena Capute.  Edição: Juliana Amado.



Acho que quem gosta um ambiente mais clean curtiu o xereta de hoje que é bem diferente dos anteriores, né?
O mais importante está aqui e em todos os xeretas: sua casa tem que ter a sua cara, a sua marca. Contar a história dos moradores.

E você? Encontra seus gostos e suas histórias espalhados pela casa?



21 de novembro de 2013

Experiência com compra virtual - Toda Coisinha

 
 
 
 
Vocês já sabem que quando faço alguma compra virtual, gosto de vir aqui compartilhar minha experiência.  Mas o relato do post de hoje é muito especial.
 Quem é rato de blog deve conhecer o Dona das Coisinhas, da Zilah. Um blog cheio de amor e coisinhas fofas.  Recentemente, a Zilah abriu uma loja virtual, a Toda Coisinha. A lojinha é linda, gente! Não resisti! E aproveitei que o meu chaveiro estava mais pra lá que pra cá e escolhi um de câmera fotográfica. Se eu defendo que a minha casa tem que ter a minha cara, porque meus acessórios e meu chaveiro não deveriam ter?
 
Nessa compra especificamente, eu tinha certeza que não levaria calote. O que poderia acontecer, seria um problema nos Correios, mas isso seria perfeitamente resolvível, já que a loja manda por e-mail o código para rastrear o produto.  Aliás, achei essa parte super organizada, do nível das lojas grandes, sabe? Recebi e-mail de confirmação de pagamento, avisando da postagem com o código de rastreio e o final, dizendo que o produto tinha chegado ao endereço informado.
Eu sabia que a Zilah é fofa, caprichosa, mas confesso que não esperava essa produção toda da embalagem, cheia de carinho e com um ar tão artesanal. Tive até pena de abrir! rs. Vou parar com blá, blá, blá. Veja com seus próprios olhos!
 




Acredita que esse chaveirinho tem flash? É só apertar nesse botãozinho aí, ó.  Sim, eu "tô toda coisinha" com o meu chaveirinho novo!



Lá na loja tem coisas para casa também. Tem descanso de copo, paliteiro, objeto de decoração, bandeja. E tem acessórios para quem gosta de fotografia viagens e  faça-você-mesma, tipo...eu!



Esse post não é um publieditorial.

20 de novembro de 2013

DIY coletivo - edição de natal: Copo dos desejos


Quem me acompanha no facebook ficou sabendo que essa semana eu traria uma novidade para vocês.


Já ouviram falar do DIY Coletivo? A equipe SOS Decor é composta por blogueiras que escolhem um tema por mês e fazem projetos com o intuito de inspirar todos os leitores a decorarem suas casas. Hoje, o projeto chega à terceira edição. E a primeira em que eu participo (obrigada pelo convite, meninas!).
O melhor é que se vocês se inspirarem em um dos nossos projetos, poderão mandar foto para publicarmos na fan page. As regras estão aqui.

O tema desse mês? Com a proximidade do fim do ano, não poderia ser outro a não ser natal, não é mesmo? Mas não vale gastar todo o salário na empreitada. O valor máximo a ser gasto é 15 dinheiros.

Eu já tenho uma árvore de natal. Já tenho uma vela enfeitada. Já tenho uma guirlanda.  Já tenho um Papai Noel. Então, o que faltava? Pensei na meia. Mas a meia é uma forma de pedir presente. Porque não distribuir também? Foi aí que tive a ideia do copo dos desejos. Para você colocar dentro as coisas que você deseja para si e para as visitas!

E o que saiu foi isso:





Quer fazer igual? É "simplinho".

Você vai precisar de:

- Copo de alumínio - 1,75
- Lacinhos - 1,90 o pacote
- Adesivo de scrap - 9,90 o pacote
- Pedaço de juta - 0,00*
- Fita dupla face - 0,00*
- Cola quente - 0,00*
- Tesoura - 0,00*
- Papel paraná - 0,00*
- Caneta/ pillot - 0.00*

Total: 13,55

* Itens sem valor são coisas que já tinha em casa, portanto, não entraram na conta


 
 
1- Esse copo de alumínio eu comprei numa loja de tudo por 1,75 durante as minhas férias em Gravatá - PE. Mas você pode usar outro tipo de recipiente.
 
2/ 3 - Use a fita dupla face para fixar a juta ao copo
 
4 - Coloque o adesivo. Esse foi meio caro, mas você pode substituí-lo perfeitamente por apliques que você encontra em armarinhos.
 
 
5 - Use a cola quente para prender o lacinho.
 
6 - Repita os passos 4 e 5 no outro lado.
 
O copo está pronto. Deixe-o um pouco de lado. Agora é hora dos desejos.


7- Pegue uma caneta grossa ou um pillot para escrever o que você deseja para as visitas. Eu usei como suporte o papel paraná, mas você pode usar outras opções. O importante é que o papel seja encorpado.


8 - Recorte suas palavras. Você pode escrever quantas quiser e também pode repeti-las tantas vezes quantas desejar.


Tchraaaam! Agora, quando as visitas chegarem, peça para elas fecharem o olho e pegarem uma palavra no copo dos desejos. E a palavra que ela tirar, é o que você deseja para ela no natal. ;)
É uma brincadeirinha, mas pode mostrar o seu desejo sincero, porque não?


Vem ver o que as meninas do SOS Decor aprontaram! Clique nas legendas para ver os referidos posts.

A Erica apostou numa guirlanda muito fofa. Tem até nome!;)

 
 
 
A Stephany deu uma ideia bem bacana de árvore de natal que foge do lugar comum.
 
 
A Carla fez um centro de mesa iluminado. Quem não quer um natal com luz?
 




 

E aí, se anima a encher a sua casa de amor pro natal?

17 de novembro de 2013

Banheiro pode - e deve- ser decorado

Quando se fala em decoração de casa, a maioria das pessoas pensa logo em sala, quartos e quiçá, varanda. Banheiros, cozinhas e lavanderias costumam ser esquecidos. Claro que devemos priorizar a sala e os quartos, já que são ambientes onde passamos mais tempo, mas e depois?
No banheiro, bem como na cozinha, as pessoas costumam colocar um armário e se contentar com isso. Ou no máximo, quando o sujeito faz uma obra na casa, pensa nos revestimentos, coloca pastilhas de vidro. Mas o que eu quero mostrar hoje é que podemos decorar o banheiro. Só decorar, sem ter que encarar obras. Sei que muitos moram de aluguel e quebradeira é impensável. Outros já têm apê próprio, mas não tem verba para reformas. Há também, gente como eu, cujo apê passou por obra há poucos anos.
Vem ver as inspirações?


Tecido adesivo num pedaço de parede. E quanta diferença! Como banheiro é um lugar úmido, é importante impermeabilizá-lo com cola. Mas não tenho certeza se isso resolveria. Na dúvida, contact e vinil adesivo podem substituir.

Imagem: Minha Casa


Esse segue a fórmula: tinta + espelho estiloso + luminária simples + arranjo de flores = VIDA!

Imagem: Minha Casa

Esse é o banheiro da Vivi, do Decorviva. Cobogós feitos com contact, quadrinhos, mãozinha colorida. Agora me diz: não é outra coisa?

Imagem: Decorviva

Quadros, flores e armário amarelo. Tem medo de se arrepender? Compre branco e abuse do contact.

Imagem: Minha Casa


Esse é o banheiro da casa da Zilah, do Dona das Coisinhas.  Ela fez um post mostrando como se deu a decoração com 80 reais. Espelhinho colorido, mimos na prateleira. Não precisa de muito! Pequenos detalhes já fazem diferença.

Imagem: Dona das Coisinhas

Escadinha como porta toalha: muito amor. E essa cortina de bolonas? Reparou também no tapete de crochê?  Há tanta beleza na simplicidade, acredite!

Imagem: Casa Chaucha

O seu vaso sanitário tem caixa? Porque não aproveitá-la?

Imagem: Casa Chaucha

Imagem: Casa Chaucha


 Branco + cortina colorida + cesta de palha + flores.

Imagem: Casa Chaucha

Objetos decorativos também podem morar no banheiro! Prestou atenção nos puxadores? É um pequeno detalhe, mas como o armário é branco, ele se destaca e dá um toque e tanto.

Imagem: Casa Chaucha

Imagem: Casa Chaucha

Os mais ousados também podem se divertir... é só soltar a imaginação!

Imagem: Casa Chaucha

Espelhos com moldura colorida, caixote organizando produtos, objetos decorativos, adesivo nos azulejos. É bem simples, mas não é um amor?

Imagem: Casa Chaucha

Imagem: Casa Chaucha

Ainda duvida do poder da tinta e dos quadros?

Imagem: Casa Chaucha
 
 
Esse é da Stephany, do Feita com muito esmero. As mudanças foram feitas com menos de 50 reais. Moldurinha nova, flores, quadrinhos e muito amor levantaram o astral do ambiente. 
 
Imagem: Feita com muito esmero

Imagem: Feita com muito esmero

E você, o que faz para decorar o seu banheiro? Conta para gente?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...