Personare Ads

28 de fevereiro de 2014

DIY Coletivo - Tecido: por um rack mais frufru



Cá estamos nós, lançando mais um tema para o DIY Coletivo. O tema do mês? Tecido. Que cá pra nós, oferece possibilidades mil. Existem infinitas opções de estampas que servem para muito mais que fazer roupas, né?

Um dos primeiros posts do blog foi a reforma do meu rack, que pedi para o marceneiro diminuir e depois, deixei-o com uma cara mais de Juliana com contact de bolinhas e um puxador branco. Mas na última vez que fui a Tiradentes, me apaixonei por um puxador e comprei dois. Desde então, andava com vontade de reformar o rack de novo. Ainda sou apaixonada por bolinhas, mas como já comentei aqui, ando numa fase meio romântica, nutrindo uma queda por flores e frufrus. Daí, o tema do mês fez sair do papel o projeto que tinha em mente já há alguns meses. O projeto de romantizar o rack. rsrs.

Ele era assim:

Março/2013

Para reformar o seu móvel, você precisará de:
  • Tecido
  • Tesoura
  • Cola branca
  • Cola pano
  • Estilete

Já separou os materiais? Bora começar?


1- Retire puxador e o contact da superfície.  
2- Caso fique cola em algumas partes, sem estresse. Flanela e Veja dão conta do recado. 
3- Eu calculei o tamanho do tecido no olho mesmo, colocando-o em cima da porta (pedaço a ser reformado).
4- Recorte. Uma dica boa que aprendi com a Zilah, do Dona das Coisinhas: tenha uma tesoura só para tecido. Faz diferença, acreditem!


5/ 6 - Para colar, use a cola branca escolar e espalhe com pincel. Não dilua.
7 - Pressione o tecido e vá empurrando em direção às extremidades, como você faria com contact. Sim, sua mão vai ficar melequenta, faz parte. rs.
8- Passe um fio de cola branca na lateral.



9 - Puxe o tecido para fixá-lo bem na lateral.
10/11/ 12 - Com a cola pano, faça o acabamento. Repita o processo em todos os lados. Espere secar.


13 - Com estilete, faça um furo onde está o buraco pelo qual passará o puxador.
14 - Recorte as sobras. Foco no acabamento nessa hora.
15 - Impermeabilize o tecido com a cola branca. Tem gente que dilui a cola nessa parte, mas eu não o fiz. Espere secar.
16 - Coloque o puxador. E..... está pronto! =)


De perto. Ali atrás, a cortininha que esconde toda a parafernália dos fios.


Não é um projeto rápido, porque tem que esperar a cola secar antes de partir para as próximas etapas, mas é bem fácil, acredite. Fiz as duas portas em uma tarde.

Quanto à cortininha, que esconde o amontoado de fios, eu ensinei a fazer nesse post aqui.
Se quiser ver o primeiro processo de reforma do rack, clique aqui.

Que tal dar uma espiadinha nos projetos dos outros participantes oficiais desta edição?


Feita com muito esmero
Home Sweetener


Pot.pourri da Karen

The Blue Post

























Participe você também!!! É só dar uma espiadinha nas regras, na página do DIY Coletivo.

25 de fevereiro de 2014

Inspiração: luminárias de teto

Como muitos de vocês sabem, eu faço ginástica artística. Não para competir, é só uma forma de fazer exercício e me divertir. Mas que acabou se tornando uma grande paixão. O engraçado é que eu comecei já adulta, com 22 anos, mas acho que não sei mais viver sem.
Recentemente, percebi que estava cada vez mais difícil treinar: meu pé doía e eu saía do ginásio quase mancando. Procurei um médico e descobri que estou com fascite plantar. Tomei antiinflamatório por 5 dias e comecei a fazer fisioterapia. Não parei de treinar esses dias, parei só as acrobacias e tudo que envolve impacto. Tem outros exercícios que dá para eu fazer, como barras, fortalecimento de braço e abdômen, ponte. Mas como o que eu gosto mesmo é de pular, fazer mortais, eu estou fazendo tudo bonitinho, indo para a fisio duas vezes por semana.
Essa historinha toda é só para dizer que no caminho para a clínica tem uma loja de lustres e luminárias. Daí, me deu vontade de pesquisar inspirações de luminárias de teto (estou usando o termo teto, porque nem todas são pendentes). Confesso que eu não pensei muito quando comprei a minha. Na época, eu meio que comprei correndo, porque queria aproveitar que o pedreiro viria pintar a casa e fazer uns pequenos reparos que foram necessários e pedir para ele instalar para mim. Eu sabia que queria uma pendente neutra, mas não cheguei a pesquisar modelos (uma vergonha, eu sei). Até que deu certo, eu gosto bastante da minha, mas não recomendo que você faça a mesma coisa, o risco de se arrepender é grande, a menos que você bata o olho e se apaixone, o que não foi o meu caso.

Tem modelos mais clássicos, mais clean, ao estilo faça-você-mesmo. Inspire-se:

















E aí, qual te agrada mais? Eu gosto de praticamente todas! =)


Imagens: Casa Chaucha e Pinterest (1,2,3,4,5)

20 de fevereiro de 2014

Quem tem pouca verba pode ter uma sala de estar legal?

Vocês sabem que uma das coisas que mais gosto de mostrar aqui são ambientes decorados com pouca verba. Porque se é com pouca verba, está ao alcance de todo mundo, dá menos chance para mimimi e maior a probabilidade da galera colocar amor nas suas casas, não é?
Já falamos da sala de jantar, cozinha, quarto, quarto de criança e banheiro. Agora é a vez da sala de estar! 

1) Tenha um sofá de qualidade

"Ih, a garota pirou. Alguém fala pra ela que um sofá de qualidade é caro e não cabe no nosso humilde bolsinho não!" Não gente, não pirei. Não estou falando para você comprar um sofá que vá durar todo o tempo de vida do seu Matusalém, esses sim, sei que estão fora do meu alcance e do da maioria. Mas um sofá de má qualidade não vai durar quase nada. Minha prima, quando casou comprou um de qualidade duvidosa, e em 1 ano já tinha um buraco no assento. Como diria meu pai, o barato que sai caro. 
Então, é preferível que você pague um pouco mais num sofá para que não tenha que comprar outro em tão pouco tempo. Se o dinheiro está curto, não joguemos no lixo. Pesquise as formas de pagamento, divida em parcelas que caibam no seu bolso. Se ainda assim estiver difícil, economize e compre um pouco mais tarde.
Caso você conheça alguém que esteja se desfazendo de algum sofá que tenha uma estrutura boa, mas que está velho e rasgado, aproveite! É melhor estofar um sofá antigo, durável, mesmo que a reforma custe o mesmo preço de um novo baratex.


2) Recorra ao palete

Se a verba estiver muito curta e você precisa de um sofá para ontem, pode recorrer aos paletes e ao faça-você-mesmo. Mas o sofá de palete não serve só para quem está num momento de vacas magras, pode ser também uma questão de estilo. Você pode usá-lo na cor crua, com verniz, pintado na cor de sua preferência.
Aqui vale uma pequena observação: eu não colocaria rodinha, a menos que tivesse uma trava. Porque não deve ser nada legal querer se esparramar no sofá e sofrer um pequeno acidente.




Para que gosta de sofá com braço.




3) Quase tudo pode ser rack

Nem todo mundo tem tevê na sala, mas acredito que a maioria das pessoas tem. Se esse é o seu caso, relaxe, que quase tudo pode ser rack. Você pode fazer um com caixotes de feira, paletes... pode também usar aparador, buffet, armário de aço. E ao contrário do sofá, que precisa oferecer conforto, o rack não exige tanta qualidade, então, você pode pesquisar um que caiba no seu bolso sem medo, e tem mais liberdade para improvisar. Já vi até armários de cozinha usados como rack em revistas de decoração.


Aparador + palete

Prestou atenção no rack, feito com estante de aço?


4) Lugar extra é bem vindo

Mesmo que você não seja uma pessoa muito festeira, de vez em quando recebe visitas, certo? Então, um lugar extra é sempre bem vindo. Poltronas costumam ser lindas, mas também, mais caras. Porém, cadeiras e puffs podem substituí-las com dignidade. 







5) Tinta pode fazer toda a diferença

Não estou dizendo que condeno as salas brancas e que você tem que pintar a sua. Mas dependendo da vibe que você quer, tacar tinta, nem que seja numa única parede, modifica o ambiente e de uma forma barata.



Notou que a parede da janela levou uma cor diferente? É só meia parede, mas foi o suficiente para fazer efeito.


6) Apele para papel de parede/ tecido

Papel de parede já foi um item caro. Mas hoje em dia há opções acessíveis mundo afora. Mas se ainda assim, você acha caro, há a possibilidade de usar tecido. Está cheio de tutorial na internet. Então, se você sonha com uma parede estampada, você pode tê-la. ;)


Acho que esses tijolinhos são de verdade. Mas já vi essa estampa em papel de parede e em tecido também.

7) Invista nos detalhes

Detalhes decorativos dão personalidade ao ambiente. Dependendo dos quadros/ enfeites/ almofadas que você colocar, o ambiente passará uma "mensagem". Pode puxar pro retrô, pro divertido, clean.. ou pode ser uma mistureba do que você é. E esses detalhes não precisam ser caros. Se você não pode ter uma Beatriz Milhazes que custa quase 2 milhões, pode ter uns pôsters impressos em casa, uma tela forrada com tecido. 







8) Bônus

  • Aprenda a fazer um tapete com pouca verba, no Homens da Casa, aqui.

  • Aprenda a fazer um quadrinho com caixa de pizza (quase nada de verba), no Organize sem frescuras, aqui.

  • Aprenda a fazer uma mesa com placas de aramado, no Decora, aqui

E aí, se animou a decorar sua salinha? Conte pra gente! =)


Imagens: Minha Casa/ Casa Aberta (1, 2, 3)/ Pinterest (1,2,3,4,5,6,7,8)/ Bonjour Vintage/ Arrumadíssimo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...