Personare Ads

26 de agosto de 2014

Home office na sala? SIM!



O mundo, a sociedade vem mudando, todos nós sabemos. E com essas mudanças, trabalhar em casa passou a ser uma coisa muito comum. Só que além de sermos a geração daqueles que se aventuram a ser freelas ou ter o próprio negócio, somos também a geração do "apertamento". Não sei quem inventou esse neologismo, só sei que ele cai superbem. Daí surge o problema: a casa é pequena, mas tem que ter espaço para trabalhar. Nada daquela história de sentar no sofá com o notebook no colo, porque né.. nem preciso dizer o que vai acontecer depois.
Você que mora num apê de dois quartos, mas um deles é ocupado pelos filhos, como faz? E você, que mora num quarto e sala, como faz? A saída mais comum é colocar uma escrivaninha no quarto, como nossos pais faziam quando ainda estávamos na época de fazer lições escolares. Mas quem trabalha em casa sabe o quão terrível é dividir o espaço de trabalho com o de dormir. Ok, eu sei que tenho um emprego onde bato ponto todos os dias, mas tenho um blog e isso às vezes me toma muitas horas do dia; fora que sempre precisei de um espaço de trabalho para fazer minhas artes. E também, tenho amigos freelas e professores universitários que trabalham maior parte do tempo em casa; por isso consigo ter uma ideia desse universo.
Esses dias estava comentando com a minha mãe que uma das coisas que me incomodam no apê, e que não terá solução a curto prazo, é ter que dividir o espaço de trabalho com o de dormir. E que se eu não tivesse pegado tanto mobiliário planejado, acho que teria arrumado um jeito de fazer um escritoriozinho na sala. Daí mamy soltou essa:

- Ah, minha filha, escritório na sala?! Mas isso não ficaria tão feio?

Feio?! Eu já tinha visto tanta inspiração bacana por aí, na internet, nas revistas que coleciono. Daí me dei conta que assim como minha mãe, muita gente deve achar estranho ter um cantinho de trabalho na sala de estar e/ou jantar. Por isso, resolvi catar algumas imagens que mostrem que sim, é possível ter um escritório na sala sem ficar grosseiro.

Claro que se fosse o meu caso, eu não poderia permitir que a bagunça - que volta e meia faço na minha mesa - se manifestar.  (Abafa, rsrs).

Agora chega de blá blá blá e vamos às imagens!












Não é tudo um amor, a coisa mais fofa do mundo? Mas de todas as inspirações, prefiro as mesas encostadas na parede. Acredito que assim, eu teria mais concentração para trabalhar. E também, por que isso me daria a possibilidade de colocar prateleiras ou nichos para facilitar no dia a dia, já que no meu caso, o uso do espaço não se limitaria ao computador. Eu preciso de lugar para os lápis, tintas e pincéis, né?


Alguém aqui trabalha em casa e tem o home office na sala?


Imagens do Pinterest, aqui.

21 de agosto de 2014

Comprinhas de viagem - como encher a casa de amor

Depois de alguns dias fora do ar, estou de volta, com as baterias recarregadas! É tão gostoso sair um pouco da nossa realidade, vivenciar novas experiências, experimentar novos sabores e saberes.
Dessa vez, meu destino foi Portugal. Lugar incrível, onde me senti extremamente acolhida pelo povo. Não vou entrar nos detalhes da viagem em si - a menos que vocês peçam - o que quero dizer é que viagens costumam trazer boas lembranças pelas experiências únicas que proporcionam. E, se eu defendo que nossa casa deve ter a nossa cara e ter a capacidade de nos fazer sorrir ao olhar para certos objetos, porque não decorá-la também com artigos trazidos de viagens?
É sobre isso que vamos falar agora: o que comprar? Porque comprar? Como usar as compras na decoração?

É claro que fiz umas comprinhas em Portugal. Vou mostrando minhas aquisições, e a partir daí, vamos debatendo.

1) Boneco articulável da Ikea:


Esse boneco é bem famoso no universo da decor. Fazia tempo que queria um desses para transformá-lo num ginasta, mas só encontro a preços salgados aqui no Rio. Eis que ao chegar em terras portuguesas, descobri que em Lisboa tem uma Ikea  - uma loja de decoração tipo Tok Stok, Etna e afins - e claro, fui dar um rolé por lá. Encontrei o bendito boneco por menos de 7 euros.
Não é exatamente uma lembrança de Portugal, mas como diria a Zizi, do Dona das Coisinhas, era uma oportunidade única. E oportunidade única não se perde, se agarra. Quando é que eu ia encontrar esse boneco a esse preço outra vez?
Então fica a dica: esteja sempre preparado para oportunidades únicas.

2) Artigos aromáticos:


Eu adoro coisas cheirosas: incenso, velas aromáticas, difusor... e o cheirinho gostoso me atraiu para as prateleiras onde estavam esses produtinhos. Eram baratos (cerca de 1,50 cada) e pensei que poderiam me dar possibilidade de montar um arranjo fofo. As pétalas, eu até já tinha visto por aqui - embora não a esse preço tão acessível - mas o canudinho para mim foi novidade.

3) Quadrinhos de azulejos:


Vocês sabem que parede cheia é o forte da pessoa aqui né? E azulejos também. Daí a pessoa viaja para um lugar que tem azulejos famosos. Não tinha como voltar sem um quadrinho feito com o dito cujo, né? Comprei primeiro o da caravela, porque gostei da estampa e achei tão português, mesmo sem registrar as tão clichês obras arquitetônicas (que costumam estampar artigos turísticos). Mas, no último dia de viagem, em Lisboa, fui para a Torre de Belém e me encantei com lugar! Fiquei horas ali, só "carpediando", apreciando a vista sabe? E foi lá que, pela primeira vez, ouvi um peixe pular! Isso, para um deficiente auditivo, significa muita coisa.
Queria sair de lá com alguma lembrança. Porque aquelas horas que passei ali, sentindo o sol me fritar (voltei bicolor, hehehe), foram o ponto alto da viagem. Acabei saindo com mais um quadrinho de azulejos, porque de tudo que eu vi lá, foi o que mais gostei. Farei uma composição com os dois. Toda vez que eu olhá-los, vou me lembrar daquele momento que, se eu pudesse, pararia no tempo. E meu coração ficará agradecido pela chance que eu tive de vivenciá-lo.

4) Postal:



É barato, tem em qualquer lugar do mundo e é super fácil de ser usado na decor. Uma moldura das lojinhas de 1,99 o transforma num quadrinho em menos de 5 minutos. Tente imaginar uma composição com postais diferentes, de diversos lugares; não ficaria super bacana?
Eu particularmente, prefiro os desenhados, pintados às tradicionais panorâmicas. Mas isso vai do gosto de cada um.

5) Ímãs:


Ok, ok... ninguém precisa trazer 3 ímãs de um mesmo lugar, mas... não resisti! Eles faziam preço promocional para quem comprasse 3, tinha de azulejo, tinha esse efeito aquarelado e o tradicional galo não poderia faltar. E sabe o meu amor por paredes preenchidas? O mesmo se aplica à geladeira, já viu, né?
O bom é que ímãs também costumam ser itens baratos e fáceis de trazer já que são pequenos.


E vocês, costumam encher a casa de amor, com lembranças de viagens?

8 de agosto de 2014

De férias!



Como qualquer ser humano, preciso de férias. Sou daquelas que gosta de sumir do mapa, manter o mínimo de contato com o mundo real.
Estou de férias no meu trabalho desde o início da semana, mas ainda liberei 2 posts para vocês e compartilhei algumas ideias bacanas que vejo por aí na fanpage. Mas viajo no domingo, e como sempre, não levarei computador. E eu não tenho o aplicativo do facebook no celular. Então, nos próximos dias, nada de posts e compartilhamentos.

Porém, o bloguito tem instagram e twitter. Se durante os meus passeios eu achar alguma imagem inspiradora, algum restaurante bacana e aconchegante, se a decor do hotel for legal,  compartilho nesses dois veículos. Ambos são: @casadeamados

Para quem não tem os aplicativos no celular, dá para acompanhar aqui:

Instagram
Twitter


Não me abandonem! rsrsrs.  Dia vinte e pouco tô de volta!


Enquanto isso, quero ver todo mundo enchendo a casa de amor!

7 de agosto de 2014

Faça você mesmo: pote de vidro decorado com metal


Não é todo dia que tenho ideias bacanas para colocar em prática e depois vir aqui mostrar para vocês. Tem vezes que eu copio na cara de pau mesmo, e não vejo mal nenhum nisso. Primeiro, porque copiando, muitas vezes, descubro novas técnicas e exercito o trabalho com as mãos da mesma forma. Segundo, porque os tutoriais estão aí pela net, para copiarmos, aprendermos, e a partir daí, exercitarmos a nossa criatividade. Feio é copiar e não dar os devidos créditos. ;)
Estou precisando rever a organização do meu home office, algumas necessidades minhas estão mudando, e algumas coisinhas estão começando a ficar sem lugar por aqui. Eis que algumas semanas atrás, a Gabi, do ScrapBi publicou um tutorial de um pote de vidro decorado com metal. Achei tão lindo, tão chique e com uma técnica que eu nunca tinha visto. Resolvi tentar!

Olha o pote da Gabi, que coisa mais linda!

Imagem: ScrapBi

O passo a passo está aqui.

Eu não tinha tantos metaizinhos, usei só um clips em forma de coração e resolvi brincar fazendo relevos com a fita crepe. Não chego aos pés da Gabi, mas para uma primeira tentativa até que eu gostei do resultado. Pretendo brincar mais com essa técnica e aperfeiçoá-la. É uma maneira diferente das mais corriqueiras de decorar potes de vidro, né?



Agora as minhas washi tapes têm lugar certo!

Pendência: dar destino certo pros carimbos, pras fitas...

5 de agosto de 2014

DIY Coletivo - repaginando cabeceira



Há alguns dias comentei aqui que ando meio insatisfeita com a minha cabeceira, que gostaria de reformá-la, mas não sabia como, e mostrei algumas ideias de DIY para quem não tem o mesmo problema que eu (veja aqui).
Quando me dei conta de que o tema do DIY Coletivo desse mês seria Operação ressurreição: trazer de volta à vida um móvel mortinho, pensei: "lascou-se, não tem mais móvel mortinho nessa casa... acho que vou catar um móvel alheio". Eis que a Carla, do The Blue Post, nossa companheira de equipe, chamou a minha atenção para a cabeceira. Ok, ela está longe de ser um móvel mortinho, mas era um móvel que eu andava querendo repaginar... então, porque não?
Fiz um projeto tão, mas tão simples, que qualquer criança de 2 anos faz. Mentira, porque tem que usar estilete, mas você entendeu! rs.

Vamos lá?

Ela estava assim:



Nunca entendi para que serve esse treco branco, preferia que fosse tudo de madeira, mas enfim...


Sabe aquele bendito salvador de todas as horas? Acertou quem pensou contact ou papel adesivo. Não é mistério para ninguém que eles são o xodó daqui de casa. =)
Cortei várias tirinhas do tamanho do vão branco, no caso, 2cm. Depois, foi só colar. E "cabô", assim, pá pum!


Ficou assim!



Só não vou dizer que estou com cara de menina feliz, como sempre digo, porque não era bem isso que eu queria. A primeira ideia que eu tive não foi bem essa e tinha me agradado muito mais, mas deu errado! BUÁÁÁÁÁÁ!  Fiz tudo bonitinho, saí e quando voltei, estava tudo se desfazendo - em casa de blogueira nem tudo são flores e as coisas vão por água abaixo aqui também. Mas como sentar e chorar não leva a lugar algum, pensei num plano B, para conseguir participar dessa blogagem coletiva e inspirar vocês de alguma forma.
Se eu conseguir solucionar o que deu errado, trago a minha cabeceira de volta para vocês! ;)


Para ver o que as outras participantes oficiais desta edição aprontaram, é só clicar nas imagens abaixo! 


The Blue Post
Pot-pourri da Karen






Home Sweetener






3 de agosto de 2014

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...