Personare Ads

30 de setembro de 2014

Inspiração: paredes coloridas e monocromáticas




Estou assistindo Friends pela segunda vez (quem nunca?). Dessa vez, me chamou a atenção que não são apenas os cômodos da casa da Mônica - onde se passa grande parte do seriado - que são pintados de uma só cor. Isso se repete no apartamento do Ross, irmão da Mônica. Daí me lembrei que no finalzinho dos anos 90, a casa dos meus pais era assim - todas as paredes dos cômodos de uma cor só, menos o meu quarto, porque pedi papel de parede com estampa de nuvenzinha onde a cama ficava encostada.
Tirando o branco (que não conta, estamos falando de cor!), isso é tão pouco usual na decoração. Geralmente as pessoas escolhem uma parede para destacar e pintam apenas ela com uma cor diferente; ou então, escolhem 2, 3 cores diferentes, mas que se complementam (veja um exemplo no Decorviva, aqui). Mas o fato de ser pouco usual não quer dizer que seja uma ideia ultrapassada, que não seja bacana.
Pensando nisso, selecionei algumas imagens com paredes coloridas e monocromáticas para que vocês possam se inspirar, e quiçá, perder o medo de derrubar o balde de tinta em todas as paredes.












Viu as imagens, se apaixonou, mas continua com medo de enjoar?

Então aí vai umas dicas:
  • Escolha uma cor que você realmente goste, não aquela que fulano falou que é bonita ou que está na moda.
  • Se estiver receoso, evite cores fortes, escolha uma mais suave; como a do apê da Julia e do Rafa, que já apareceu aqui.
  • Cansou? A solução não é nenhum bicho de 7 cabeças: é só pintar de novo! 

Alguém aqui tem algum cômodo pintado de uma cor só (não, branco não vale!) ou pretende ter?


Imagens: Pinterest (aqui) e Casa Chaucha ( 1//2//3//4 )

28 de setembro de 2014

O blog nas redes sociais




Uma das melhores coisas de ser blogueira é a troca de energias que um blog nos proporciona. É aprendizado diário, já que para blogar temos que pesquisar, e pesquisa sempre gera aprendizado. Mas mais do que isso,  blog pode - e deve- ser um ambiente de interação. Porque é com a interação que a gente dividindo, acaba multiplicando o conhecimento.
Mas a gente sabe que para isso é acontecer é necessário que vocês fiquem por dentro das novas postagens, já que não é todo mundo que tem tempo de ficar entrando todos os dias num blog para ver se tem coisa nova, não é mesmo? Muita gente acha que o facebook cumpre bem essa função, quando avisamos por lá que tem post novo, mas não, não cumpre. E como eu tenho reparado que a interação tem aumentado nas últimas semanas, resolvi trazer um pouco das redes sociais do blog, de forma que vocês saibam de todas as possibilidades de ficarem por dentro das novidades, e escolham uma(s) dela(s) ( ou todas elas! rs).



O facebook foi a primeira rede social do blog, e a que eu acreditava lá no início que seria a mais eficiente e suficiente, pelo simples fato de que a maioria das pessoas têm uma conta lá. Tanto que demorei um tempinho considerável para me render às outras redes.
Porém, se por um lado, o facebook permite que mais pessoas sigam a minha página pelo maior contingente de usuários, por outro, ele limita a interação. Eles têm uma política de restrição de visualização do conteúdo que o dono da página publica. Ou seja, a grande maioria dos leitores que me seguem não vêem o que eu publico, a menos que eu patrocine a minha postagem. 
No facebook eu costumo divulgar as postagens do blog assim que as publico, e também compartilho conteúdos de outras páginas que acho interessante ou que complementam as coisas que abordo por aqui.
Para minimizar a probabilidade de você ficar por fora das publicações, há duas possibilidades:

1) Vá à página e configure para obter notificações, como mostra a imagem abaixo:




2) Siga as outras redes, mais confiáveis.

Para ser direcionado à página, clique aqui.


Depois do facebook, é a que eu mais uso. Talvez seja a minha preferida, por me permitir sair um pouco da divulgação. Lá de vez em quando eu anuncio que tem post novo, mas o foco são as inspirações. Coisas da minha casa, coisas por aí. Flores, objetos para casa que acho bonitos, dicas rápidas, algumas pinturas, bastidores de gravação, materiais de faça-você-mesmo.
O bacana de lá é que dá para interagir com vocês de uma forma bem simples. Na postagem do corredor, por exemplo, teve gente que me marcou no insta para mostrar o seu próprio. Assim, vamos aprendendo todos juntos, inspirando uns aos outros!

O perfil é @casadeamados e você pode visualizá-lo aqui.



Nunca pensei em ter twitter, confesso. Mas esse ano, observando a política do facebook, achei que valia a pena ter mais um lugar para divulgar as postagens. Tem pouquíssimo tempo que comecei a usá-lo, e só agora é que estou mais presente por lá. Eu o uso de forma semelhante ao facebook: divulgo minhas postagens e também compartilho (retweeto é um verbo estranhíssimo pra mim) coisas bacanas que eu acho que podem nos inspirar e acrescentar algo a nossas casas.

Da mesma forma que o instagram, o perfil é @casadeamados e você pode visualizá-lo aqui.



O Google Plus não foi exatamente uma escolha. Ele existe em função das minhas contas do Google, inclusive esse blog. Mas aí percebi que ele pode servir de alternativa bacana para quem não tem facebook e twitter. Ele é pouco usado ainda, mas praticamente todas as postagens estão lá, e como ele é bem organizado, você não se perde. É bem fácil de visualizar e escolher o post que você quer ler. 
Para ver o meu perfil, e segui-lo é só clicar aqui.


Para quem é rato de blog e acompanha vários ao mesmo tempo, essa é, disparado, a melhor rede social. Não promove tanta interação como as demais, mas é uma chance das boas de juntar todos os blogs que você acompanha num lugar só, e assim, ficar por dentro cada vez que alguém postar , de uma forma muito prática. E eles ainda mandam por e-mail com o resumo dos posts da semana. Eu uso e me ajuda pra caramba, principalmente quando quero acompanhar blogs com postagens muito frequentes, como o Apartment Therapy.
Quer segui-lo? Basta vir aqui.



Eu uso muito o pinterest para pesquisa. Seja para os posts, seja para catar inspiração. Ainda não pinei nenhuma imagem minha lá, mas costumo fazer painéis com assuntos já abordados aqui no blog, e outros que não falei por aqui, mas já foram muito falados pela internet afora. Gosto de deixar essas imagens agrupadas lá, como fonte de inspiração para mim e para vocês. Não tem muita coisa ainda, mas a tendência é ir aumentando a quantidade de fotos e painéis, já que a nossa busca por inspirações nunca pode se esgotar, não é mesmo?
Para conferir, clique aqui.


Agora, se você não é adepto de nenhuma rede social, sempre há a possibilidade de recorrer ao bom e velho e-mail. Você pode assinar o feed, na lateral do blog, e pode me escrever, seja para tirar alguma dúvida, seja para dar um oi ou fazer um simples comentário.

Por hoje é isso. Nos falamos por aí!

23 de setembro de 2014

8 Dicas para valorizar o corredor




Sempre me chamou muito a atenção o fato das pessoas se preocuparem em decorar a sala e o quarto, e se esquecerem de que cozinha, banheiro e varanda também fazem parte da casa e merecem carinho. Se as pessoas costumam esquecer de decorar ambientes onde passam algum tempo, mesmo que não seja muito, imagine a situação do pobre corredor que é só um lugar de passagem?
Pode ser um lugar de passagem, mas faz parte da casa, gente! E como tal, merece amor, carinho e capricho. O melhor é que não é preciso de muito para decorá-lo!

Eu ia separar as imagens por dicas, mas como tem imagem que tem mais de uma dica, resolvi mudar a proposta do exercício. Por mais que a decoração nas fotos pareça inacessível para você, preste atenção em todas elas. Procure que lição você pode tirar de cada uma. E lá em baixo, dou as dicas, combinado?






















Olhou tudo com calma? Sim?! Então vamos às dicas! ;)

1) Móvel estreito em prol da funcionalidade

Para quem tem algum espaço, mesmo que pouco, um móvel estreito pode ser um aliado. O corredor deixará de ser apenas um lugar de passagem e passará a ser um lugar onde você pode guardar umas coisinhas. Mas atente para não atrapalhar a circulação.

2) Dê destaque ao chão

Tapetes ajudam muito a levantar o astral de um ambiente. Mas se você tiver crianças pequenas ou idosos em casa, se o imóvel for próprio e a planta permitir, que tal um piso diferente, daqueles bem estilosos?

3) Invista nas prateleiras estreitas

Elas praticamente não ocupam espaço e você pode pendurar fotos de família e viagens, placas decorativas, pôsteres. A vantagem das prateleiras é que elas deixam a decoração bem versátil: você pode trocar as coisas de lugar tantas vezes quantas desejar.

4) Tenha uma "galeria de arte"

Não precisa ser arte de verdade, daquelas datadas e assinadas, que colecionadores comprariam. Nem todo mundo tem dinheiro pra isso ou tem amigos artistas. Mas você pode enquadrar um desenho seu, uma foto que você fez ali na esquina e amou, a carta que seu filho escreveu para você assim que começou a se alfabetizar, uma imagem bonita que viu numa revista, uma réplica da Monalisa que pegou num museu. Em outras palavras, encha as suas paredes, abuse dos quadros.

5) Valorize o fundo

Na maioria das vezes, o fundo do corredor é a primeira coisa que a gente vê. Por isso valorizá-lo é uma boa ideia. Você pode fazer isso com um adesivo de parede, uma pintura diferente, um móvel como aparador ou estante, ou até mesmo, uma planta.

6) Recorra a tinta ou a papel de parede

A proposta aqui é valorizar o que já é pequeno mesmo e dar destaque àquilo que passaria desapercebido. Mas se você tiver medo de se cansar, que tal pintar o teto?

 7) Ganchos quebram o galho

Se eles forem estilosos, darão uma graça ao corredor, e ainda podem te dar uma mãozinha se não tiver onde pendurar a bolsa ou mochila do dia a dia.

8) Aposte numa luminária bacana

Não importa se você comprou ou preferiu fazer você mesmo, o importante é lembrar que o teto também faz parte do corredor e consequentemente, da casa.


 Aqui em casa...


Das oito dicas acima, aqui em casa eu uso duas - investi num papel de parede (que na verdade é tecido adesivo - mas poderia ser contact ou tecido comum) e transformei numa galeria de arte. Como tenho muitos amigos artistas e já tinha algumas obras antes mesmo de ter uma casa, foi meio caminho andado. Tem coisa aí que é de minha autoria, e coisas que adquiri depois. E ainda tem quadros que ainda faltam ser pendurados.
Como vocês podem ver, meu corredor é MUITO pequeno, por isso fui criticada por uma pessoa: "mas você colocou um tecido escuro aí, não se pode colocar cor escura num ambiente pequeno". GENTE! Ninguém é obrigado a gostar da minha parede, gosto é gosto e cada um tem o seu. Mas o que eu acho válido lembrar é que na decoração não deve existir regras rígidas, apenas dicas. Segundo, de fato há esse conceito de que cores claras ampliam o ambiente, mas nem sempre temos a necessidade de ampliá-lo só porque ele é pequeno. Assumi meu corredor do tamanho que ele é, e resolvi destacá-lo.

Para quem não sabe, o primeiro vídeo do canal do blog foi sobre a decoração desse corredor, com direito a antes, durante e depois! Ó só:




E aí, qual das dicas você encontrou sozinho? Encontrou mais alguma que eu não mencionei? Qual delas você usa/ pretende usar na sua casa? Conta pra gente aí nos comentários! =)

Imagens do Pinterest, aqui.

21 de setembro de 2014

Projetinho de 5 minutos: por uma casa mais cheirosa


Logo assim que me mudei, quando ainda não tinha quase nada para decorar a casa, peguei uma garrafa vazia de licor, um pedaço de tecido de bolinhas que tinha sobrado de uma almofada e fiz um enfeitezinho para o rack. Fiz mais para quebrar o galho, mas acabei gostando e ele ficou aqui por 2 anos.
Mas aí viajei nas férias, trouxe apetrechos novos e resolvi mudar!

ANTES

Quando estive em Portugal, fiz umas comprinhas na Ikea (veja aqui) e uma delas foi pétalas e cascas aromáticas. Adoro coisinhas cheirosas e estava doida para usá-las. Daí a ideia de um enfeite novo para substituir a garrafa.

Para fazer, não tem mistério algum. Basta um vidro de produto em conserva, despejar o produto lá dentro e uma rendinha para disfarçar a rosca da tampa. O custo? Em euros, 1,50 - que foi o preço do pacote das cascas/pétalas. E só, o resto foi reaproveitamento.

Com a mudança, o cantinho dos meus DVDs ficou assim:


A propósito, mais alguém aqui nasceu nos anos 80 e lembra do Pense Bem? É um dos meus xodós!
Ah, e sim... eu assisto desenho animado até hoje e tenho dvds da Disney, Luluzinha, Pica pau e afins. (abafa! rs)



Gente, eu estou apaixonada pelo cheiro que sai desse troço! Estou tão feliz com a pequena mudança! O melhor que é foi barato, levou beeeeem menos de 5 minutos e ainda me deixou com um sorrisão no rosto.

Agora me diz: não é verdade que para dar um tapa na decoração não precisamos de muito?

18 de setembro de 2014

Faça você mesmo: Dinossauros na estante - aparador de livros



Quando eu estive em Lisboa, aproveitei para visitar uma feira de antiguidades e trouxe bichinhos de plástico e playmobil para fazer arte. Inclusive, quem segue o blog no instagram viu a foto dos bonitinhos.

Eu tenho um amigo que além de gostar de dinossauros, é viciado em literatura fantástica, tanto que quando ele morava aqui no Rio, vivíamos trocando livros emprestados (eu pegando mais os dele que ele os meus, mas ok). Ainda fazemos isso, da forma que os quilômetros que nos separam permitem. Eis que assim que cheguei de terras portuguesas, o dito cujo me manda uma mensagem: "Tô indo pro Rio em setembro, vou passar seu aniversário com você!"

Epa. Os dinossauros nem tinham esfriado dentro do armário e já era hora de tirá-los de lá. Hora de fazer um aparador de livros para o home office do amiguinho.  Hora também de transformá-los em dragões. Talvez vocês digam que dragões têm asas e soltam fogo pela boca, mas deixem a nossa imaginação fértil quieta. Dragões combinam muito mais com a gente e com a história da nossa amizade.


Se quiser um desse também, é fácil de fazer e sai barato. Ó os materiais:


Ficou faltando na foto a cola instantânea ou cola quente; e o verniz spray, que é opcional. 
Optei pela caixa tipo baú, pois acreditei que ela combinava mais com o tema. Baú para mim tem um quê de mistério, que "rima" com literatura fantástica. Mas claro que você pode substituir pelo modelo que preferir.


 

Passo 1: Tinta acrílica não pega no plástico. Por isso é necessário passar uma camada de primer antes. Aproveitei e passei na caixa de mdf também, para precisar passar menos camadas de tinta.

Passo 2: Pinte com a cor de sua preferência e deixe secar.

Passo 3: A tinta dourada/ouro velho deixaria o objeto com uma pegada Glam, e essa não era a minha proposta. Queria que ficasse com um ar envelhecido, e para conseguir esse efeito, usei a cera metálica.

Passo 4: A cera metálica seca praticamente na hora, aí é só colar o dinossauro/ dragão em cima do baú com cola instantânea ou cola quente. Eu preferi a primeira opção. E para finalizar, se desejar, apele ao verniz spray.

Passo 5 (opcional): Se seus livros forem pesados e você sentir necessidade, pode colocar peso dentro da caixinha.

E pronto!



 Esse projeto NÃO é original. Essa ideia tem aos montes na internet. No HomeSweetener, a Erica fez um aparador de livros similar, porém com reaproveitamento de materiais que já tinha em casa, super bacana. Você pode conferir aqui.

Mas essa ideia, do jeito que ficou, eu tive a partir de um vídeo do youtube. Mas sabe quando você vai passando de vídeo em vídeo e depois não sabe mais por quais canais passou? Fuéééééém! Modifiquei um pouco a técnica, já que a pessoa usava tinta spray e também não usava cera metálica, mas queria mostrar o vídeo para vocês. Se eu achar, depois eu volto e mostro, certo?

 


E aí, se animou a colocar mais amor na sua estante?


15 de setembro de 2014

1 casa, 8 dicas



Um pouco antes de entrar de férias, descobri um blog pelo qual me encantei: o americano York Avenue. A autora, Jacqueline Clair, não escreve só sobre decoração, mas tudo lá é inspirador e exercita o olhar, a percepção do belo e daquilo que nos agrada. Jackie é uma amante das artes, e isso reflete no pequeno apartamento em que ela mora, em Nova York. Apartamento esse, que eu acho tão inspirador, que resolvi trazer para vocês, não só porque acho lindo, mas porque tem dicas que podemos muito bem aproveitar!


1) Valorize o corredor

Não é porque o corredor é pequeno e "apenas" um lugar de passagem, que tem que ser desvalorizado. Que tal recorrer a quadros e tapete?
Jackie ainda aproveitou e colocou um gancho super estiloso para pendurar a bolsa. Além de bonito, ficou funcional.



2) Divida o ambiente com estante vazada

Em quitinete é interessante dividir a sala do quarto com estante vazada. Ela permite que a luz chegue ao ambiente inteiro e você ainda ganha espaço para guardar coisas, principalmente se tiver uma boa quantidade de livros.




3) Tenha móveis funcionais

Não é necessário encher a casa de móveis planejados só porque o espaço é pequeno. Invista em móveis que sejam funcionais. Repare que o rack é, na verdade, um buffet e tem espaço para guardar coisas. O mesmo serve para a escrivaninha.


4) "Espalhe" os livros

Livros não precisam ficar num lugar só. Na falta de espaço na estante, escolha alguns para ficarem sobre a mesa de centro, sobre o rack, ou até mesmo, empilhados num cantinho, com ares de obra de arte


5) Misture o antigo/vintage com o moderno

A mistura de móveis antigos customizados com elementos contemporâneos sempre dá um toque bem interessante para a decor.
 



6) Cestos fazem o espaço render

O cesto sob a mesa permite que se ganhe espaço para guardar coisas com elegância. Repare que ele conversa com o tapete e a cadeira do home office.
 
7) Não tenha medo dos objetos decorativos
 
Quadros, flores, plantas, velas, luminárias, almofadas, pequenos objetos podem trazer vida e afetividade para sua casa.
 
 
8)  Invista numa cortina bacana no banheiro

Note que banheiro é bem simples, clássico. A cortina listrada deu uma quebrada no branco. Se na sua casa não tiver blindex, escolha a cortina com cuidado e carinho.
 
 
As imagens são do Apartment Therapy, e você pode ver o post original e mais fotos aqui. Vale a pena clicar, porque tem fotos dos detalhes que eu não trouxe pra cá.
 
Porém, a casa da Jackie também já saiu no Houzz e no The Everygirl. O legal é que apesar do apê ser o mesmo, cada site teve uma abordagem diferente. ;) 

E aí, do que vocês mais gostaram no apê? Eu fiquei namorando o rack e as paredes cheias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...