Personare Ads

27 de novembro de 2014

Projetinho de 5 minutos: antes e depois do porta toalha


Quem me conhece sabe: adoro cacarecos de cabelo. Grampinhos decorados, elásticos fofos e arcos. Para acomodar os meus arcos, uso um porta toalha de bancada. Mas ele é provavelmente de qualidade duvidosa, já que a base enferrujou.
Como reaproveitar é o meu lema, e jogar esse porta toalha fora para comprar outro (que talvez também enferrujasse) estava fora de cogitação.
Ou seja, resolvi customizar, óbvio. O melhor é que não levei nem 5 minutos!

Ó só como ele estava:



De perto. Bem ferradinho, né?




Materiais? Para não dizer que usei só washi tapes, vou dizer que usei também tesoura e estilete. rsrs.

Bem, eu preferi usar três variações de estampas similares entre si (esses três rolos vieram juntos) e fazer uma espécie de patchwork, mas você pode usar uma estampa só, usar duas ou mais... a criatividade é com você. 
Uma alternativa para a washi tape, que não é lá muito barata no Brasil é fazer tirinhas com contact. 




Quando já tiver colado tudo, recorte as sobras da washi tape ao redor do cabo, para dar um melhor acabamento.


Pronto. Vapt-vupt! 


Fiquei apaixonada! Fiz o projetinho para esconder a ferrugem, e no final das contas, achei que o "porta-arcos" ficou bem mais a minha cara, combinando com o meu banheiro frufru!



Viram? Sem desculpas agora para deixar ferrugem à mostra! rsrs


ONDE ENCONTRAR WASHI TAPES:

Rio de Janeiro

Caçula: Rua da Alfândega, 325/327 - Centro.

Papelaria Jardim Largo do Machado: Largo do Machado, 8 - Catete.

Na internet

Toda Coisinha: www.todacoisinha.com


ATUALIZAÇÃO:

Alguns dias depois de publicar este post, achei washi tapes em outra loja no Rio de Janeiro:

Casa Cruz: Rua Ramalho Ortigão, 26 - Centro.

Através dos comentários, a leitora Alessandra Xavier indicou mais duas lojas virtuais:

Comprar Artesanato
Veio na Mala


Alguém aqui já repaginou alguma coisa com washi tapes?

25 de novembro de 2014

DIY: Como decorar vasinhos para suculentas


Em setembro fiz uma viagem rápida para Minas Gerais. Passei na casa da cunhada e roubei várias mudinhas de suculentas. Foi então que comecei a minha coleção. Só que todas as mudinhas vieram praticamente num vaso só, porque não dava para trazer como manda o figurino, então no início estava tudo uma zona.
Mas minha mãe encontrou vasinhos vazios empilhados, prontos para serem jogados fora, acreditam?Todos eles eram pretos, e eu queria que a minha coleção fosse fofinha, delicadinha. Decidi pintar. Só que depois que eu já tinha pintado os vasinhos, ganhei mais suculentas, dessa vez já maiores, o que deu uma bagunçada aqui, porque só metade da coleção estava do jeito que eu queria.
Agora ela já está digna de ser mostrada! Ó só como ficou as muretinhas da varanda do quarto!




Eu sou suspeita, mas eu tô apaixonada pela minha coleção!

Eu decorei os vasinhos com duas técnicas diferentes. Com tinta e verniz marítimo e com contact. E as duas são bem simples, embora a primeira seja um pouco trabalhosa e mais demorada.


TINTA + VERNIZ MARÍTIMO

Quando minha mãe chegou com os vasinhos vazios, eles eram todos pretos e tinha um que era marrom. Sabia que queria usar duas cores para intercalar, uma metálica e uma em tons suaves. Foi assim que escolhi o cobre e o verde água.
Só que como vaso tem contato com água e esses ainda ficariam em ambiente externo, era necessário levar isso em consideração. Em geral, nessas circunstâncias, as pessoas recomendam tinta spray. Mas eu acho tinta spray um inferno, faz uma nuvem de tinta que é obra do capeta, e por mais que você forre tudo, fica tinta em algum lugar e é uó pra limpar depois. Tinta spray pra mim é pra quem tem espaço a céu aberto.
Em outras palavras: eu precisava de um plano B. Usando a minha cara de pau, entrei na Caçula e perguntei: "Quero pintar um vasinho que vai ficar no tempo. Mas não quero usar tinta spray, que tinta compro?"
Resposta: qualquer tinta e passe um verniz marítimo depois.

Aí vem a minha dica: a tinta verde água era 2 em 1. Então pintei direto, dei 2 demãos e depois parti pro verniz marítimo.
Mas a tinta cobre era uma tinta comum, de artesanato. Só que tinta acrílica e PVA não pegam no plástico. Nesse caso, use um primer antes de pintar.
Outra coisa: eu não sei se o verniz faz mal para a planta. Então, por precaução, espere secar muito bem. Verniz não seca tão rápido, e mesmo depois que ele estava seco ao toque, esperei mais alguns dias para plantar.





BOLINHAS DE CONTACT

Ao contrário das mudas que vieram da casa da cunhada, que teriam que ser replantadas de qualquer forma, as que ganhei de presente depois já estavam bem acomodadas. Bateu uma preguiça de tirar as plantas dos vasinhos, enfiá-las sabe-se-lá onde, pintar os vasinhos e depois replantar. Foi então que tive a ideia de manter o preto, e para quebrá-lo inserir um pouco de frufru. Quer coisa mais fofinha que bolinhas?
Para conseguir esse efeito, bastou um pedacinho de contact + furador! A melhor parte é que esse é um projetinho rápido!



COMO VEIO AO MUNDO

Nem sempre as plantas que a gente compra vem em vasos pouco convidativos. Às vezes a gente dá sorte de vir um vaso mais bonitinho. Nesse caso, porque não deixá-lo com a aparência natural, sem "maquiagem"?
Mas vale um alerta: às vezes as lojas ou supermercados cobram muito mais caro por uma planta que está num vaso mais bonitinho. E nem sempre o vaso vale o preço que estão cobrando. Nesse caso, escolha sempre a que está num recipiente mais simplório, e depois você customiza ou compra outro a seu gosto. Já vi duas suculentas iguais, do mesmo tamanho, e uma estava uns 6 reais e a outra, 29. Só por causa do vaso!



E vocês, têm coleção de plantas em casa? Já customizaram algum vaso?

24 de novembro de 2014

Canais do Youtube que me inspiram: LaurDIY

Como diz o próprio nome, o canal canadense LaurDIY é de DIY. Não apenas de decor, mas de tudo que envolva o faça você mesmo, com dicas para confeccionar acessórios e customizar roupas, por exemplo. Mas como o canal é atualizado duas vezes por semana, tem muito conteúdo lá, e acaba tendo bastante tutorial para decorar a casa. 
Eu acho que a Lauren tem muito bom gosto, e no canal tem coisas que podem agradar tanto quem gosta do estilo glam, bem como aqueles que são fãs de almofadas diferentes e divertidas (ela já ensinou a fazer almofadas de sorvete de casquinha, donut e sushi).

Selecionei três vídeos para vocês se inspirarem. Mas vale espiar o canal, que tem mais coisa lá!




 



E como está chegando a hora de decorar a casa para o natal, selecionei mais um! Os tutoriais desse vídeo são bem simples e dão uma bossa a mais na decor natalina!
A propósito, já decorei a minha casa e em breve, teremos um vídeo com DIY de natal no canal do Casa de Amados! ;)




Eu nunca copiei nada desse canal. Mas talvez possamos dizer que eu tive a ideia do quadrinho do Chaplin a partir desse quadro de "&" em canvas. Ok, fiz com outros materiais, outra técnica, mas inspiração é isso mesmo, né? Às vezes a gente tem aquele estalo vendo alguma ideia bacana, mesmo que a nossa seja diferente. Se você não viu o passo a passo do Chaplin, você pode ver aqui ou aqui.



Conta pra mim: qual desses é o seu projeto preferido?

20 de novembro de 2014

Hora de decorar: como descobrir seu estilo - parte 1




Isso não é uma receita pronta. Longe de mim tentar fazê-la.  Mas eu sempre digo que a casa tem que ter a cara do morador. E esses dias andei me questionando: será que todo mundo sabe qual é a sua cara?
Na época que eu fiz um curso de decoração on line com a Manu Mitre, do Casa da Idea, teve um exercício que me fez soltar a seguinte frase: "Ô Manu, isso aqui está parecendo terapia!" E ela me respondeu que de certa forma era. Afinal, para sua casa ter a sua cara, você precisa se conhecer!
Ok, eu sei que nem sempre isso é uma tarefa fácil, e eu nem vou propor o exercício da Manu, pois ela o passou num contexto bem elaborado com várias lições e conteúdos.

Mas eu posso te ajudar de outra forma. Com referências e inspirações. Porque quando a gente conhece as possibilidades, os materiais, fica muito mais fácil decidirmos o que gostamos ou não, o que nos toca, a ponto de nos fazer abrir aquele sorriso!


INSTAGRAM

Para quem tem instagram: aproveite essa ferramenta a seu favor! Para quem não tem: se tiver internet no celular, baixe! É gratuito e vale muito a pena. Se você for do tipo que não gosta de expor muito a sua vida nas redes sociais e também não está afim de ver fotos pessoais dos seus colegas, é só criar um perfil e não publicar fotos. E ao invés de seguir colegas que postam coisas pessoais, procure seguir perfis que possam te inspirar. Se gosta de decor, procure perfis de decor; se gosta de pets, siga perfis sobre pets.
Uma maneira legal de buscar imagens que possam te inspirar no insta é usar hashtags que tenham a ver com o que você está querendo encontrar. As que eu mais uso são essas:


A primeira e a segunda são bem legais, porque mostram casa de gente comum, tipo eu e você, gente que gosta de brincar de decorar e mostrar para o universo on line. A primeira, se não me engano foi criada pela revista Casa e Jardim (me corrijam se eu estiver errada, please!), e a segunda é uma proposta do blog Casa Aberta. Em ambos os casos, a maioria dos lares que você encontrará são brasileiros.
As duas do meio mostram casas. De gente comum, de revistas, boladas por arquitetos e/ou designer de interiores. Tem de tudo.  O legal é que você verá inspirações do mundo todo e é sempre legal abrir o leque de opções, conhecer novas formas de decorar.
A última é bem legal. Como o nome diz, você verá detalhes. Porque convenhamos, uma casa também é feita de detalhes. Como o pinguim que você coloca na geladeira, a florzinha que você deixa ali no cantinho, o bichinho de pelúcia que faz uma graça na sua cama.


Quando eu estou passeando no instagram, algumas imagens chamam a minha atenção, me fazem sorrir. Quando isso acontecer com você, preste atenção na imagem. O que chamou a sua atenção? Porque você sorriu? Não se contente com o "ah, eu gostei porque é bonito". Descubra os elementos que te tocaram! Foi o piso? O quadro ali atrás? A luz natural em abundância? Os elementos "quentes"? O toque romântico?



PESQUISE AS OPÇÕES DISPONÍVEIS NO MERCADO


Você só saberá do que você gosta se conhecer o que  o mercado tem a te oferecer. Como é que você vai gostar de piso vinílico, se você nunca ouviu falar nele? Procure conhecer as coisas, pesquise imagens delas no ambiente e veja se gosta ou não. O mesmo serve para as sensações que essas coisas te remetem: é aconchegante? É elegante? Remete à casa da vovó quando ela contava historinhas do lobo mau para você?

Eu acredito que a melhor ferramenta para esse tipo de pesquisa seja o Pinterest, já que é uma rede social de imagens, tem uma ferramenta de busca funcional e está cheio de imagens de decor.

Aqui segue alguns exemplos para te ajudar na pesquisa:


Eu sei que quem mora de aluguel na grande maioria das vezes não consegue mudar o piso. Mas esse exercício serve para os inquilinos também. O exercício não é exatamente para você mudar o piso da sua casa, mas para você descobrir do que gosta e ir definindo seu estilo.


Eu, por exemplo, percebi que suspirava cada vez que via cactos e suculentas. Para testar, comprei um cacto. Morri tanto de amores  e vi que valia a pena começar uma coleção, que tem me feito muito feliz.


MÓVEIS

Toda casa precisa de móveis. Então, naturalmente, você terá que comprar alguns. Ou reformar o que você já tem. Mas existem tantas opções por aí, e é óbvio que você gostará mais de uns modelos que de outros. Porque nem todos vão conversar com a sua alma no mesmo nível de sintonia.

Segue umas ideias para você pesquisar:







Obviamente que no que tange os móveis, temos que levar em consideração o espaço disponível e a funcionalidade, mas antes disso, que tal pensar no que você gosta? Porque depois que você já souber do que gosta, e principalmente, PORQUE gosta, fica mais fácil arrumar soluções para adaptar seu gosto ao espaço que você tem e às suas necessidades.
Vou dar um exemplo básico que vi na casa de um casal de amigos: o marido queria um sofá que abraçasse, oferecesse conforto e tivesse braços largos. Falando assim, parece que ele queria um sofá daqueles enormes, que afundam, né? Mas a sala deles é micra. No entanto, como eles sabiam do que gostavam e o que queriam, penaram pra caramba até achar um sofá assim: com braços largos, que afunda, que abraça - e no tamanho perfeito para a sala!
Entendeu a lógica da coisa? É muito mais fácil comprar as coisas depois que você já definiu bem seu estilo, suas vontades e as chances de arrependimento serão muito menores.


Por hoje chega, senão esse post vai ficar gigante! hehe. Depois volto com a parte 2!

Ah, antes de fechar este post, aproveito para agradecer minha amiga e agora parceira do canal do blog no Youtube, Sheylla Gonçalves, que me inspirou a escrever sobre esse assunto.Muito obrigada, amiga!



18 de novembro de 2014

Como renovar um corredor sem acessórios




Cá estou eu de novo, trazendo imagem do Apartment Therapy para vocês. Sorry, eu amo aquele lugar, não resisto! Sempre encontro soluções bacanas e viáveis que valem a pena mostrar.
Ultimamente tenho falado muito de corredor aqui. Acredito que seja porque é um ambiente pouco explorado, que raramente vejo decorado na casa das pessoas, e eu acabo querendo contribuir - nem que seja só um pouquinho - para melhorar isso aí!
Recentemente fiz um post com 8 dicas para decorar o corredor, mas achei que esse antes e depois valia a pena compartilhar. Olhem a força que um papel de parede pode ter num ambiente! Reparem que não tem tapete, não tem quadros, não tem NADA. A decoração ficou por conta do papel de parede.




"Ah, mas eu não gostei dessa estampa aí não!". Não importa. O importante é abrir os olhos para uma nova possibilidade, a estampa, você pode procurar depois uma a seu gosto. ;)

Ver essa imagem me deixou até mais feliz com a compra que eu fiz para a parede do meu home office: papel de parede com estampa de tijolinhos!  =D
Quem me segue no instagram já viu, mas para quem não viu, ó só:



"Ah, mas meu bolso anda tãããão magrinho, papéis de parede, mesmo os que são mais baratos, não vão caber no meu orçamento agora... sninf!"
Calma... nesta vida há solução para tudo! A Thalita, do Casa de Colorir, esses dias mostrou um DIY que dá um efeito parecido e sai baratinho, baratiiiiinho:


O passo a passo está aqui. Simples, né?


As duas primeiras fotos e o post original estão aqui.


Viu só? Sua casa não precisa de muito para ser feliz. E seu corredor também não. Basta lembrar da existência dele e dar um pouco de carinho! Projetos simples podem fazer toda a diferença!



13 de novembro de 2014

4 dicas para dar um up num ambiente multiuso





Vocês sabem que eu defendo que decoração pode - e deve - ser acessível a todos. Mas, mais do que isso, acredito que ela não deve ser estática, permanente. Tipo, decorou uma vez, está pronto e assim ficará por 40 anos. O ser humano muda muito de acordo com as experiências que vai vivenciando, e muitas vezes já não somos mais os mesmos 5 anos depois. Se em 5 anos já nos modificamos, porque a nossa decoração tem que durar 10, 20, 30, se o nosso lar é uma extensão de nós mesmos?
Só que as mudanças não precisam ser drásticas, daquelas que envolvem troca de revestimentos ou móveis. Elas podem acontecer nos detalhes, de forma bem simples.

Observem essa imagem, que extraí do Apartment Therapy: é um ambiente multiuso, que serve de escritório, estar, jantar e cozinha, por isso tem a presença inusitada da televisão logo acima da mesa. Tirar a televisão dali talvez não fosse uma ideia viável, por ausência de espaço para colocar em outro lugar.

Mas sempre há o que fazer para modificar e/ou melhorar o ambiente.



Dica 1: 
Mudar a imagem quadros já ajuda a dar uma renovada no ambiente. Mas que tal mudar a disposição dos mesmos? Repare que na foto à direita, a televisão está sozinha, centralizada, sem nenhum quadro para competir na mesma linha.

Dica 2: 
Se tiver um único objeto que difere dos demais, procure centralizá-lo. Assim ele se destacará, como é o caso do alce das imagens. (Aliás, isso é mesmo um alce? As imagens estão pequenas e não consegui ter certeza).

Dica 3: 
Esconda os fios, pelo amor! Se não tiver dinheiro ou não for fã de painéis de tv, canaleta é um item bem baratinho e deixará o ambiente com um aspecto mais organizado e elegante.

Dica 4:
Uma singela plantinha sempre será capaz de levar vida ao espaço!


Viu só? Com dicas super simples, que não pesam no bolso de ninguém, o ambiente já parece outro!

No post original tem dicas para ajudar na composição de quadros na parede, aqui.


E aí, usa alguma dessas dicas na sua casa?  Qual?


12 de novembro de 2014

A cereja do bolo: fairy light de coração


Dou o braço a torcer: me rendi às luzinhas!

Nunca curti muito luzinhas em árvores de natal. E quando elas viraram moda na decoração, não gostei. Não recriminava quem gostava, mas não era para mim.
Mas aí surgiu no meu caminho a Zilah, do Dona das Coisinhas. A Zizi é aquele tipo de pessoa capaz de te fazer morrer de fofura com tudo! Se você acompanha o blog dela, sabe do que eu estou falando!
Quando ela lançou a fairy light de coração na Toda Coisinha (já falei sobre essa loja aqui), tudo que eu pensava a respeito de luzinhas foi pro beleléu! Me apaixonei e desejei ter uma! Só que eu queria que elas compusessem a cabeceira nova, e quando finalmente a cabeceira foi repaginada, elas estavam em falta!
Fuééém, o jeito foi esperar. Mas até que não esperei muito! Aê!

Fiquei toda boba, ou melhor, toda coisinha, quando elas chegaram!

Quem sempre compra nessa loja sabe que às vezes vem de brinde um sabonete meeeeeeeeeeeeeega cheiroso do Estudio Blumen. Daí, enquanto esperava o elevador, fiquei cheirando a caixa, porque dava para sentir o cheiro do sabonete. O vizinho deve ter me achado muito esquisita. hahahahaha. Mas quem disse que eu ligo?



Dica para quem tem cabeceira embutida, como a minha:

Sempre tem algum buraquinho entre o móvel e a parede. Passe o arame no fio, e procure esses buraquinhos para fixar as luzinhas, como mostra a foto abaixo.
Fácil, rápido, e sustenta bem!


Estou curtindo ligar essas luzinhas à noite, enquanto assisto ao seriado do momento. O ambiente fica tão aconchegante!



Alguém aqui tem luzinhas em casa? Se tem, onde? Conta pra gente!


OBS: Sim, a minha blusa de corações foi proposital, para combinar com a fairy light! =P


* Esse post NÃO é um publieditorial. Estou só compartilhando uma "alegria decorativa".

10 de novembro de 2014

DIY Coletivo - decor xing ling: Corações no cabide



A proposta do DIY Coletivo sempre foi gastar pouco nos nossos projetos e reforçar a ideia de que decoração é acessível a todos.
Então, dessa vez resolvemos trazer um tema que não nos permitiria gastar muito: decor xing ling ou de lojinhas de 1,99.

Além de baratinho, de lojinha de 1,99, eu queria que esse DIY fosse bem rápido e fácil. Já reparei que vocês adoram quando publico projetinhos de 5 minutos.  Passeando pelo xing ling, vi um cabide de saia. O cabide usado no lugar da moldura não é original, já vi muito por aí. Mas customizado, eu nunca tinha visto... então, porque não?

O passo a passo é tão simples, que nem tem muito o que explicar, mas vamos lá!


Eis os materiais que você vai precisar:


Como o cabide é de loja popular, não é de se esperar que o acabamento seja primoroso, né? O meu veio cheio de imperfeições. Por isso, lixar é importante. Usei lixa grossa, 80. Como eu não ia pintar, não finalizei com a lixa fina.


Depois de lixar, é bom passar um pano para tirar o pó. É meio óbvio, mas vai que alguém esquece dessa etapa! Limpou? Agora é só carimbar! Como vocês sabem, eu amo corações, e foi esse o desenho que escolhi.
Eu fui carimbando aleatoriamente, sem me preocupar com a simetria. Eu queria uma pegada mais despojada mesmo. Mas se você preferir algo simétrico, é só marcar com lápis antes.


Depois de pronto, é só prender o que você quiser - pode ser um poema, um pôster, uma foto, uma pintura, um desenho seu, um pedaço de tecido que você acha bonito, uma blusa de quando você tinha 3 anos - pendurar e ser feliz!
Coloquei uma pintura minha abstrata aqui, para não ter "mimimi, eu não sei desenhar". Se desejar uma arte sua na parede, não passe vontade. Pegue umas tintas, deixe a sua imaginação voar e veja no que dá!




Ei, ei, ei! Antes de fechar a página, eu queria te convidar pra dar uma espiada no que as outras participantes oficiais dessa edição fizeram. Assim, você sai da internet com mais inspirações pra encher a sua casa de amor, sem desfalcar o bolso!


HomeSweetener
The Blue Post




Feita com muito esmero


6 de novembro de 2014

Passo a passo: Almofadas FRIENDS

Alguém aqui é apaixonado por seriados? Eu adoro, são ideais para assistir naqueles momentos que chego cansada em casa e quero dar uma relaxada, porque os episódios têm cerca de 20 minutos, o que não me toma muito tempo antes de dormir. E podem ser assistidos nas brechas da vida, ao contrário de um filme, que toma 2 horas do seu tempo. Mas confesso: são poucos os seriados que me prendem. Friends é um deles. Não só eu me divirto e dou gargalhadas que vêm do fundo da alma, como em vários momentos vejo meus amigos ali.
Sempre digo que nossa casa deve ter nossa cara, então eu queria ter algo de Friends na decor! Assistindo uma das milhões de cenas que se passam no café, tive a ideia de customizar almofadas. Afinal, nada como tomar um café (ou chocolate quente) encostado em almofadas, não?

Quer saber o que eu fiz? Vem comigo e dê o play!




Olha como as almofadas ficaram nos seus devidos lugares:




As minhas almofadas são do Friends, mas obviamente, você pode aproveitar a técnica para fazer o que quiser. Para minha sobrinha, por exemplo, fiz duas do Harry Potter - uma da Grifinória e outra das Relíquias da Morte.

A Laura, que costuma editar os vídeos do canal está envolvida em outros projetos de grande porte. Então, este vídeo foi editado pela Sheylla Gonçalves, que comanda o perfil do instagram @15sideas. Os próximos também estarão aos cuidados dela. Que tal dar as boas vindas?

Espero que vocês tenham gostado, qualquer dúvida, é só perguntar nos comentários!


4 de novembro de 2014

Uma casa, 6 dicas: A casa da Carla



Quem está sempre por aqui sabe que eu faço parte da equipe SOS Decor, que uma vez ao mês promove o DIY Coletivo. E sabe também que eu simplesmente AMO fazer parte dessa equipe. Porque além de só ter gente talentosa, a gente trabalha num esquema de tanta harmonia, cumplicidade, sabe? Todo mundo se ajuda e a gente sempre chega a um consenso. Sim, eu me gabo mesmo! rs.
A Erica, a fundadora do grupo, tem uma coluna no HomeSweetener, Casa de Blogueira, e a última casa a ser postada lá foi a de outra menina da equipe, a Carla, do The Blue Post.
Já tinha visto pedacinhos da casa da Carla no próprio The Blue Post, e micro pedaços nas postagens para o DIY Coletivo. Mas quando vi esse tour, fiquei abismada! Senti necessidade de catar algumas dicas e mostrar pra vocês. Até porque eu sei que a Carla é das minhas: curte decorar com pouca verba, com coisas acessíveis e colocando a mão na massa.

Vamos às dicas?


1) Base branca permite inserir vários elementos

Essa dica é ótima tanto para quem curte uma pegada escandinava, como para aqueles que têm um certo receio de misturar muitas cores e elementos diferentes. O branco aceita bem acessórios coloridos e elementos aconchegantes como a madeira.


2) Valorize o corredor

Já falamos sobre isso aqui algumas vezes, mas sempre vale a pena repetir. Não é porque é um lugar de passagem que corredor deve ficar esquecido. Tem até um post específico sobre isso, aqui.
Reparem como o tapete, o banquinho e a plantinha deixaram o ambiente mais acolhedor. Os ganchos com as bolsas avisam que nesta casa mora alguém.



3) Não tenha medo de lojas populares

Pode ser o 1,99, o Saara, a 25 de março. Em todos esses lugares existem relíquias a preços amigos. Tem muita coisa de gosto duvidoso? Tem! Mas é só treinar o olhar que a gente sempre acha algo bacana. Olha só os pratos que a Carla encontrou no 1,99!



4) Perca o medo de misturar estampas e texturas

É essa mistura que fará com que a sua casa fique com a sua cara, sem aquele aspecto tão casa de catálogo. Estou lendo o livro "Decorar", da Holly Becker, que comanda o blog decor8, e tem uma parte que diz mais ou menos assim: siga a sua intuição, que a chance de dar certo é grande. E eu super concordo, porque quando você segue a sua intuição, você escolhe texturas que te fazem bem - seja pelo simples fato de você achá-las bonitas ou por te remeterem a alguma lembrança ou sensação agradável. Sua casa não precisa ser tão combinadinha. Precisa ser o que você é.
Notou que na imagem temos tapete de couro, mesa de vidro, poltrona listrada, sofá cinza, cadeira de jantar bege, almofada chevrom? 




5) Invista nos detalhes

Preciso explicar muito? É nos detalhes que você espalha amor pela casa, e são eles que te permitem brincar com a decoração com mais frequência.
Não tenho nem palavras para comentar essa janela. O que dizer do coraçãozinho na fechadura? Amor sem fim!



6) Aposte em materiais inusitados nas paredes

Quadro é tudo de bom! Mas que tal sair um pouco do lugar comum e pendurar outras coisas? Pode ser um chapéu, uma cadeira de criança como tenho aqui em casa, ou um galho acima da cama, porque não?



As fotos foram retiradas do HomeSweetener, e você pode ver o tour completo aqui. E vale muito a pena espiar tudo, porque essa casa é linda demais!

A propósito, tanto o HomeSweetener como o The Blue Post são blogs bacanudos cheios de dicas e inspirações das boas. Conselho de amiga: se você ainda não os conhece, não perca tempo e fuxique tudo!

E aí, você usa alguma dessas dicas na sua casa? Conta pra gente?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...