Personare Ads

Mostrando postagens com marcador decoração de ambiente. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador decoração de ambiente. Mostrar todas as postagens

21 de março de 2017

Xeretando casas alheias : a cozinha da Flaviana

Fotos: Flaviana Rampini.


Esse post é para todos, mas principalmente para quem mora de aluguel e fala que não decora porque não tem apartamento próprio! Essa cozinha mostra que as suas possibilidades podem até serem mais limitadas que a daqueles que são proprietários dos imóveis onde moram, mas não quer dizer que não haja saída, que você não pode fazer nada! 

Ficou animado? Então vamos continuar!

A Flaviana é uma grande amiga minha que alugou esse apê lá por 2012. Como vocês podem ver, a cozinha é bem pequena e não tem armário embutido. Mas depois de deixar o quarto e a sala do jeito que ela queria (tem até um vídeo aqui sobre o quarto dela, e a sala... bem, essa fico devendo!), aos poucos, ela foi arrumando a cozinha.

Segundo a Fla, "o fato de me tornar vegetariana e gostar de comer saudável, me fez gostar mais de cozinhar. Com isso, deu vontade de tornar minha cozinha um espaço confortável e gostoso de trabalhar. A primeira decoração foi os adesivos e os vidros coloridos para trazer mais alegria. E depois, me veio a ideia do painel para tonar mais prático o uso dos temperinhos naturais."

Perceberam? Com dicas MUITO simples, ela deu um up na cozinha - infelizmente eu não tenho fotos do antes.



1) AZULEJOS ADESIVOS

Há várias lojas que vendem, é só procurar na internet. Em geral, marcas que vendem papel de parede autocolante ou revestimento autocolante costumam vender. E hoje em dia também tem os da Contact bem como os de tecido adesivo. E também tem a possibilidade de comprar contact com estampas diferentes e recortar no tamanho dos seus azulejos, como eu fiz para minha cozinha, no início do blog (para ver, clique aqui).
Esses da Fla eu não saberia informar de onde são, porque ela ganhou de uma amiga que se mudou. Sim, são reaproveitados! Fica a dica: sempre que der para reaproveitar algo, faça! ;) 

2) COPOS COLORIDOS

Esses são da Leader. Eu sei, porque eu ganhei de um amigo num aniversário, ela viu, perguntou de onde eram e correu para garantir os dela. Rsrs, coisas que acontecem num círculo de amigos que curtem casa! =)
Mas a dica que você pode aproveitar aqui é o cuidado com os itens que estão à mostra. Não precisa ser copos coloridos, se essa não for a sua pegada. Mas o legal é ter coisas que agradem ao seu olhar, que te façam feliz. Podem ser canecas fofas, copos mais finos, ou até mesmo, vidrinhos transparentes para colocar os temperos, se você tiver outro lugar para os copos. Treine o seu olhar para esses detalhes.



3) PAINEL DE ÍMÃS

Uma casa precisa ser , antes de tudo, funcional. Porque é isso que vai facilitar a sua vida, fazer a casa trabalhar para você, e consequentemente, te ajudar a usufruir o seu tempo no seu lar doce lar.  Por isso, quando for decorar um ambiente, avalie sempre as suas necessidades e no que você está precisando. 
No caso, a Fla tem muitos temperos, e eles estavam ocupando um espaço precioso sobre a bancada, já que a cozinha é bem pequena. A solução aqui foi subir pelas paredes, e o painel permitiu isso. Os recipientes com os temperos possuem ímãs; já os ganchinhos contam com adesivos. 


Dá vontade de sair correndo e comprar essas embalagens e subir com os temperos, não? Para quem tem geladeira na cozinha, essa ideia também super funciona nas geladeiras. 

6 de março de 2017

Uma casa, 5 dicas: a casa da Mhilka, do Morando com Amor


Imagem: Morando com amor@morandocomamor


Às vezes eu até trago imagens divinas das gringas do Pinterest e de casas de revista, porque eu acredito que a inspiração sempre é válida, sobretudo se a imagem me ajuda a explicar a mensagem que quero passar. Mas nada como trazer casas reais, de gente como a gente, não é mesmo?
Dessa vez, para o Uma casa, X dicas, trouxe a casa Mhilka, que comanda o blog e o instagram Morando com Amor. É uma casa inspirada nos moldes do estilo escandinavo, com cores predominantemente neutras: preto, branco e cinza, toques de madeira, e poucos objetos decorativos. E sim, dá para ter uma casa estilosa assim! 

Bora às dicas?


Imagem: Morando com amor@morandocomamor


1- BRINQUE COM A PINTURA DAS PAREDES

Uma casa com cores neutras não precisa ser sem graça (já teve um post sobre isso aqui no blog). Aposte em pinturas diferentes nas paredes. Observe que a parede do rack recebeu pintura comum, e na parede de trás foram feitas listras. Já na cabeceira, apostaram no cimento queimado. Apesar da cor teoricamente ser a mesma, as tonalidades são diferentes e a textura também. 


2- NÃO TENHA MEDO DE MÓVEIS DE SEGUNDA MÃO

Não sei onde a Mhilka e o Rodrigo arrumaram essa cabeceira e a mesinha lateral, mas ainda que tenham mandado fazer ou comprado em algum lugar que ainda faça esse tipo de trabalho, fica a referência estética. Como na casa predomina um estilo mais moderno, um toque antigo dá uma quebrada e leva harmonia ao ambiente. 
Se você herdar algum ou ainda, conseguir um de segunda mão com preço mais em conta, poderá economizar um dinheirinho.


Imagem: Morando com amor@morandocomamor


3 -  DÊ UMA CHANCE A OBJETOS DIVERTIDOS

Reparou ca cabeça de alce na sala? Na almofada nó na cama? E no letreiro luminoso no quarto? Objetos assim trazem uma irreverência para a decoração e quebram qualquer monotonia. E não precisa ser nada caro. Você pode fazer a sua própria cabeça de alce, por exemplo, o que não falta é tutorial na internet. Se não quiser uma cabeça de alce, está cheio de coisas divertidas nesse universo online... só procurar por algo que tenha mais a ver com você. 


4- APOSTE EM PAPÉIS DE PAREDE AUTOCOLANTES

Além de mais baratos que os tradicionais, em geral, eles dispensam o trabalho de um profissional, o que barateia - e muito a modificação. Olha essa parede do home office, que coisa mais linda! Eu também recorri a esse recurso no meu home office, não me lembro quanto gastei na época, mas acho que foi uns 300 e poucos reais 5 rolos e ainda sobrou pra caramba. 


5- QUANDO POSSÍVEL, FAÇA SEUS PRÓPRIOS MÓVEIS

Essa mesa de cavaletes foi feita em casa, pelo próprio casal. É simples, qualquer um pode fazer e o resultado é lindo. E sai mais barato que comprar pronto.
Se você estiver mais encorajado e quiser partir para móveis um pouco mais difíceis, recomendo alguns canais do Youtube, dentre deles: Homens da Casa, Diycore com Karla Amadori e Fábio Basso


Imagem: Morando com amor@morandocomamor

E você, segue alguma dessas dicas? Quais?

Ah, mais uma dica: não se esqueça de visitar o blog e o insta do Morando com Amor, okay? Garanto que você receberá uma boa dose de inspiração. 

20 de fevereiro de 2017

5 Dicas para arrumar quartos com móveis antigos



Já faz algum tempo que notei que tem gente chegando aqui no blog procurando no Google por dicas para arrumar um quarto com móveis antigos.  Embora já tenha feito um antes e depois com essa temática por aqui, achei que valia a pena fazer um post com algumas dicas.


1) ENCONTRE O EQUILÍBRIO

Equilíbrio é bacana, porque evita que seu quarto fique com cara de filme de época. Okay, adoro coisas com memória, adoro cenários de época, mas estamos falando da nossa casa, da nossa identidade. E trazemos conosco coisas do presente, das nossas vivências. ;) Então, para cada item antigo ou com cara de antigo, contrabalance com algo de aspecto mais moderno. 
Essa é a dica que vai guiar todas as outras.

Imagem: Casa e Jardim


2) MANTENHA AS COISAS CONSERVADAS

Não é porque algo é antigo que tem que ter cara de velho. O armário que foi da sua avó com as portas e gavetas caindo não vai acrescentar em nada, e ainda vai atrasar o seu dia a dia, se a cada vez que for pegar uma roupa tiver que perder um tempão colocando a gaveta no lugar. Conserte tudo que estiver quebrado. 

Imagem: Casa Chaucha


3) DÊ CARA NOVA AOS MÓVEIS

Nada mais divertido que um móvel antigo com uma pintura contemporânea. Não precisa pintar todos. Você pode pintar o guarda roupa e deixar o criado mudo na cor original e vice versa. 
Essa dica também é uma boa, quando consertar algum móvel já não é mais suficiente, pelo tempo ter deixado marcas mais cruéis.

Imagem: Casa e Jardim


4) APOSTE NUMA PAREDE QUE FAÇA CONTRASTE

Pode ser com um papel de parede cuja estampa passe longe do que é chamado de antigo, brincando com a ideia de antigo X moderno. Assim como pode ser com uma pintura geométrica irreverente, tão em alta hoje em dia. Ou pode ser apenas o uso de uma cor forte. O bacana da pintura é que não fica caro. 
E para quem gosta de grafite, que tal? 

Imagem: Casa Chaucha


5) TENHA ITENS DE DECORAÇÃO DIVERTIDOS

Pode ser almofadas divertidas, quadros que façam referencias a coisas que te arrancam um sorriso, toy art, etc. O importante é que ao olhar para essas coisas, você se sinta bem.

Repare as almofadas. ;)  Imagem: Casa Chaucha


Todas essas dicas, salvo a 2, servem também para quem tem um quarto todo de mobiliário planejado, desde o guarda roupa até a cama e a penteadeira, tudo com a mesma cara. Esse é o caso do quarto do meu apê. Não pintei os móveis embutidos, só o criado mudo solto, mas revesti com contact, bordado inglês, mudei os puxadores. Todas essas foram soluções simples e baratas.
E você, me diga aí, tem algum móvel antigo na sua casa? Segue alguma dessas dicas?

5 de fevereiro de 2017

Moro de aluguel, e agora? Dicas para banheiros





Um dos posts mais acessados desse blog é o de dicas para quem mora de aluguel, escrito em janeiro de 2014. Na época, dei 6 dicas de maneira geral. Agora, farei uma série de posts sobre morar de aluguel focando por cômodos. Vou mostrar os cômodos decorados de quem mora de aluguel, e também, dar algumas dicas.
O ambiente de hoje creio ser um dos mais difíceis para quem não mora em imóvel próprio: o banheiro. No brasil, na maioria das vezes ele é todo coberto de azulejos, o que dificulta na hora de decorar e deixar com a nossa cara. Mas eu juro para você que para tudo mesa vida há solução! E vou mostrá-las nesse post!

Para começar, vamos conhecer alguns banheiros alugados?


EDU - HOMENS DA CASA 

O Edu mora de aluguel e ninguém diria isso. Ele transforma todas as casas em que mora num lar, colocando a mão na massa e deixando seu estilo falar no ambiente. E nessa, ele não deixa de fora nem mesmo aqueles cômodos mais esquecidos, como a cozinha e o banheiro.
Esse lavabo da foto é apenas um dos banheiros que ele reformou. Buscando no blog dele, você vai achar mais coisa. Fica a dica. ;)



INÁ BARROS - NOSSO APÊ

A Iná mora num apê de apenas 20m2 , e o que falta em espaço sobra em estilo e soluções criativas. A Iná é bem menos "radical"que o Edu, no sentido de partir para reformas mais simples, mais ao alcance daqueles que acreditam não ter talento para trabalhos manuais. Mas isso está longe, muuuuuito longe de significar que a casa deixou de receber muito amor e cuidado.



EVA - ATELIÊ CASA DE MARIA

Esse não é exatamente um banheiro de casa alugada. Toda a modificação que a Eva fez nesse cômodo seria super possível para aqueles que não têm imóvel próprio. O link do subtítulo aí acima leva para o blog A casa que a minha vó queria, onde fui publicada a reforma desse banheiro de forma detalhada. Para conhecer o blog da Eva, clique aqui.



Mostrei esses banheiros para vocês para mostrar que a primeira dica continua sendo a mesma que dei três anos atrás:

1) SEM DESCULPAS! O PRIMEIRO PASSO É TER VONTADE!

É a vontade de mudar e o desejo de ter algo com a nossa cara que nos faz pesquisar por soluções viáveis, seja no sentido prático e/ou financeiro. Antes de pesquisar, saber o que você quer, você não vai a lugar algum. Então queira ter um banheiro bonito! Analise os seus problemas, e corra atrás das soluções - e dos materiais! ;)


2) PENSE NA ORGANIZAÇÃO

Nem todos têm a sorte de alugar um imóvel cujo banheiro já tenha armário embutido. Nesse caso, o primeiro passo é pensar na questão funcional, já que por mais minimalista que você seja, invariavelmente, terá que guardar coisas no banheiro, tais como papel higiênico, shampoo, sabonete. Você pode recorrer a cestos, gaveteiros. E se tiver partes sem azulejos, você pode instalar prateleiras. Caso tenha que furar azulejos, saiba que muito provavelmente, terá que consertá-los ao devolver ao proprietário.

3) NAO TEM BLINDEX? RECORRA A UMA CORTINA DE QUALIDADE

E que tenha uma estampa que te agrade, claro! ;) Recomendo que escolha uma de qualidade, já que é algo que acaba entrando muito em contato com a água, então ter algo que vá durar mais acaba sendo mais sustentável.

4) ADESIVO, ADESIVO, ADESIVO!!!

Sério, tudo que é adesivo é a perdição de quem mora de aluguel, e até mesmo, de proprietários que não querem gastar muito numa reforminha!
Aqui eu estou falando de contact, tecido adesivo, vinil, adesivos que imitam azulejos. E hoje em dia, temos até pastilhas adesivas que dá para colar por cima dos azulejos!
Com a variedade de estampas e texturas que tem por aí, fica até impossível não achar nada que combine com você!

5) APOSTE NOS ACESSÓRIOS

Acessórios são a forma mais simples e econômica de levar um pouco de você para o ambiente. Recorra àquela bandeja que você morre de amores, àqueles quadrinhos que vão deixar o seu banheiro mais feliz, às plantas que trazem vida (mas lembre-se, se o seu banheiro for sem janela, como o meu, recorra às de mentirinha ou desidratadas).
Os acessórios podem ser comprados ou feitos por você mesma, não importa. Escolha a opção que for melhor para você. O importante é você se sentir mais feliz toda vez que entrar no seu banheirinho!


Dicas dadas, agora é com você: mande ver e tenha um banheiro mais AMADO !



24 de janeiro de 2017

Projetinhos de 5 minutos - cobre 3 em 1: Porta réguas, vasinho de cano PVC e vaso para cacto



De uns tempos pra cá, peguei muito, mas tipo muito amor pelo cobre na decoração. Por isso, quis levar um pouco dele para o meu home office e fiquei super feliz quando, meses atrás, descobri que a Vulcan tinha lançado contact na cor cobre! 
No vídeo de hoje tem três DIYs de objetos que usei a cor cobre, dois com contact e um com tinta spray. Todos são bem fáceis e você faz em 5 minutos ou menos! Do jeitinho que a gente gosta: fácil, rápido e fácil! 










Qual foi o seu preferido? Acho que eu escolheria o vasinho de cacto, porque né... tem cacto! hehe.

17 de janeiro de 2017

Uma casa, 6 dicas: a casa do Math, do Blog do Math

Foto: Max Rocha para Historias de Casa.

Se tem uma coisa que eu adoro é conhecer a casa decorada dos outros. Mesmo que o estilo não seja exatamente o meu. 
Acho bem interessante observar como cada um se expressa através da própria casa, e as soluções encontradas que podem ser reaplicadas em outros lares. 
Já tem algum tempo que sou apaixonada pelo trabalho do Math, que comanda o blog do Math. Ele faz muito DIY e produções para chás e festinhas. Tudo a coisa mais linda e fofa do mundo! E também faz ilustrações que dá para usar como wallpaper e pôsteres. Volto a dizer: tudo lindo e maravilhoso! Não é à toa que quando o apartamento dele saiu no Historias de Casa, fiquei super encantada. 
Acredito que podemos dizer que o forte da Casa do Math são os tons pastéis e os objetos de decoração delicados. No entanto, ainda que tons pastéis não sejam a sua praia, essa casa tem algumas lições que todos nós podemos aproveitar.

Foto: Max Rocha para Historias de Casa. 

1) NÃO TENHA MEDO DE EXPOR SUAS PAIXÕES

Todo mundo tem suas paixões. Tem quem goste de filmes, outros são fissurados em algum esporte, outros têm uma queda por cachorrinhos. Leve isso para a decoração da sua casa. Olhar para as coisas que você ama faz um afago aos olhos e a sua casa se torna mais acolhedora.


2) FUJA DO CONVENCIONAL

E olha que nem estou falando para você ser arrojado, se quiser você pode até ser, mas não é necessário. Você pode fugir do convencional de forma simples. O que eu quero dizer é para você fazer algo que seja diferente do que todo mundo faz.
Você já viu uma casa toda em tons pastéis? Eu já vi a casa do Math e mais umas poucas na internet. Mas no meu círculo de amigos, na minha família... nunca!

Foto: Max Rocha para Histórias de Casa.

3) SUBA PELAS PAREDES 

Para quem tem pouco espaço, essa dica ajuda muito. Tanto no quesito enfeite, quanto no de funcionalidade. É uma boa ter prateleiras e armários aéreos quando falta espaço no chão.  Já para enfeitar, o céu é o limite. Você pode pendurar os tradicionais quadros ou recorrer a outros objetos do seu agrado.  Reparem que o Math pendurou um relógio cuco e uma cabeça de urso.


4) DECORE ONDE NINGUÉM ESPERA

Ou alguém esperava ver um violão com folhas e flores no home office? Fugir do óbvio é divertido, e ajuda a exercitar a criatividade. Fora que ver a cara das visitas quando vê coisas diferentes e observar as reações não tem preço!



5) FAÇA UM AGRADO AOS OLHOS EM ESPAÇOS ABERTOS DOS ARMÁRIOS 

É muito comum armários sobretudo, os aéreos terem espaços abertos, sem portas. Evite usar essas partes como você usa as com portas. Não digo para colocar necessariamente objetos meramente decorativos. Mas por exemplo, se for guardar ali coisas como café e açúcar, opte por potes que sejam bonitinhos, que te agradem e conversem com o ambiente. Se for guardar panelas, deixe as que você menos gosta na parte fechada e as mais bonitinhas à mostra.

6) APROVEITE ESPAÇOS INUSITADOS

Sabe aquele espaço que ninguém pensa em aproveitar? Então, se você mora em apartamentos pequenos, fique de olho neles! Repararam que o Math aproveitou o espaço abaixo dos caixotes suspensos para colocar as revistas? Se você não tiver lugar para guardar tranqueiras e coisas pequenas por exemplo, poderia arrumar caixas e guardá-las ali. Só atente para o caso das caixas serem de estampas diferentes, elas conversarem entre si, e terem um visual que esteja em harmonia com você.


Dicas dadas, posso dar mais uns conselhos? Além de ir conhecer o blog do Math, recomendo que você visite os dois posts desse apê no Histórias de Casa. Lá é que está o post original, com a história dos moradores e muuuuito mais fotos. Vai por mim, vale muito a pena!
Capítulo 1
Capítulo 2


27 de dezembro de 2016

Antes e depois: 6 dicas para renovar a sala de jantar sem mudar os móveis




Fazia algum tempo que eu não tirava um momento para ficar navegando pelo Apartment Therapy.  Já falei por aqui o quanto eu o amo! Se você é novo por aqui, escute meu conselho de amiga: mesmo que você não entenda bulhufas de inglês e não esteja com um google tradutor à mão, vale muito a pena "perder"uns minutos passeando por lá, que as imagens falam por si só. Tem casas inteiras, reformas de móveis e antes e depois para a gente se inspirar de montão!
E foi de lá que eu catei essas imagens para fazer o antes e depois de hoje. Observando essas imagens, separei 5 dicas para te ajudar a renovar a sala de jantar. E o melhor: sem trocar os móveis principais.
Bora?




1) TROQUE O ESTOFADO DAS CADEIRAS

Muitas vezes um estofado velho e desbotado não deixa a gente muito feliz ao olhar para eles. Troque por alguma cor ou estampa que converse com o resto dos móveis e itens da sala. Se puder, aposte num contraste.
Dependendo do tipo de cadeira, você mesmo pode estofar, basta procurar tutoriais na internet. Se a cadeira for um pouco mais elaborada, e você não tiver dinheiro para pagar um estofador, experimente perguntar a algum costureiro se ele faz esse tipo de serviço. Geralmente os que fazem capas para sofás topam pegar esse serviço. A poltrona do meu cantinho de leitura, por exemplo, foi estofada pela mesma costureira que fez a capa do meu sofá.
E dependendo também do tecido que você escolher, não fica tão caro. Mas esteja mais atento caso você tenha pets e/ou crianças. Nesse caso, opte por modelos impermeáveis e não tão finos, para que tenham maior resistência  e durabilidade, o que vai evitar a necessidade de estofar de novo tão cedo.


2) CENTRO DE MESA FAZ PARTE DA COMPOSIÇÃO

Centros de mesa muitas vezes são relegados a segundo plano, e são esquecidos diante dos móveis. Mas, mesmo sendo menores, e talvez menos vistosos, eles fazem parte da composição, então é legal dar atenção a eles. Dependendo do que você colocar, pode mudar a vida da sua sala. Um arranjo de flores passa uma mensagem, uma composição de velas passa outra, e um jogo de xadrez outra. 
Reflita se o arranjo que você tem combina com a vibe que você quer para sua sala de jantar. caso você não se decida por uma vibe única, não há problema. Você pode ter duas coisas para a sua mesa de jantar e ir alternando, de acordo com o espírito do dia. Está tudo bem querer flores num dia, e o jogo de xadrez no outro. =)
E se você é fã convicto de flores por exemplo, mas não aguenta mais olhar para sua mesa, experimente fazer outro arranjo, com flores diferentes, cores diferentes. Mudar a base também pode ajudar. 


3) TAPETES PODEM LEVAR A SUA SALA DE JANTAR A OUTRO PATAMAR 

Eles não são de fato necessários, eu mesma nunca tive um na minha sala. Optei por trabalhar a minha sala com outros elementos. Mas é inegável que tapetes ajudam muito a levar elegância a um ambiente, dando uma renovada geral. 
Se as suas coisas forem predominantemente lisas, um tapete estampado pode levar uma bossa ao ambiente. Caso você tenha receio de ousar, uma estampa clássica como o listrado, em cores neutras é uma saída.
Em relação a tamanhos, algumas lojas fazem sob medida, o que é bem legal para quem não encontra pronto no tamanho ideal para o seu ambiente.


4) MUDAR O TAMPO DA MESA TE DÁ UMA MESA NOVA DE PRESENTE

Pelo que dá para ver dos pés na segunda foto, acredito que a base da mesa seja a mesma, e trocaram o tampo de vidro pelo de madeira. É um tipo de mudança que pode sair mais barato que comprar uma mesa nova - basta procurar uma marcenaria mais em conta, e modifica completamente o estilo do ambiente.
Eu particularmente gosto mais de mesas de madeira, além de serem mais aconchegantes, acho mais agradável ao toque.  Mas se você gostar do seu tampo de vidro, e ainda assim quiser dar uma mudada, há a opção de colar contact no verso deste. Dá um efeito bem interessante.



5) REPENSE OS QUADROS

Já parou para pensar que o que você pendura na parede é responsável por uma boa parcela do que sua casa diz sobre você? Consegue imaginar pinturas a óleo com paisagens clássicas na casa de certas pessoas? E um mix de pôsteres de filmes antigos e fotografias dos anos 60 na casa de outras? Com isso quero mostrar que dependendo do que você escolher para suas paredes, conseguirá um estilo diferente.  
Quando for escolher seus quadros, pense no que você deseja para sua sala e no que tem a ver com quem você é.


6) GUARDE AS TRALHAS

Tralhas espalhadas acabam com qualquer decoração. Por mais bonito que seja o seu ambiente, se ele estiver bagunçado, a belezura nem vai aparecer. Essa dica serve para mim também: na sala de jantar, nunca baguncei muito, mas no quarto, acabo deixando roupas e livros se acumularem à vista. Quando a gente guarda tudo, é até inevitável abrir um sorrisinho ao vermos a nossa decoração. Ainda mais, se ela tiver sido feita por nós mesmos e com tanto carinho. 



E aí, qual dessas dicas foi a sua preferida? Segue alguma? Qual?

Fotos e post original: Apartment Therapy. Recomendo ir direto na fonte também.

5 de dezembro de 2016

Casa Cor Rio 2016



Buscar inspiração e estar sempre aprendendo é uma ordem por aqui. Muitas vezes isso é feito através de uma tela: seja pelas buscas no Google, seja pelos painéis do Pinterest, pelos feeds do Instagram. Mas também é muito bom ir para o mundo "real"e ver e aprender ao vivo e a cores.

Nas últimas semanas, visitei o Casa Cor e o Morar Mais, ambos no Rio de Janeiro; e também participei de uma capacitação de hidráulica voltada para mulheres, oferecida pela Tigre. 

No Casa Cor, como foi uma visita feita pela Lápiz, postamos muita coisa no stories do Instagram @lapiz.decor .  Infelizmente, as imagens só ficam lá por 24 horas, mas postamos algumas poucas fotos no insta da Lápiz, e eu também postei no @casadeamados

Então cá estou com alguns ambientes que mais me chamaram a atenção, tanto do Casa Cor,  e semana que vem trago as minhas impressões do Morar Mais, senão o post fica gigante. ;)
Ah, todos os subtítulos, escritos em caixa alta são cliváveis, e você será redirecionado para a página do respectivo profissional.


LIVING - POR PAOLA RIBEIRO

  Eu costumo gostar muito dos ambientes da Paola, por ter um toque de elegância, sempre acompanhada de aconchego. E ainda tive a honra de ter tido uma palestra com uma de suas designers de interiores, Ana Teresa Bello, no meu curso de design de interiores no IED. Você pode ver a casa dela aqui, e o site aqui.
Dessa sala eu gostei muito das misturas: tons claros e escuros. Sobreposição de tapetes. E também pela presença forte da madeira e das texturas, que me fazem me sentir abraçada.



COPA ÍNTIMA - POR CLÁUDIA SANTOS


 
 Que me perdoem a dona desse ambiente e os demais profissionais que defendem que esse ambiente é uma copa íntima, mas ele para mim serve de muita inspiração para uma cozinha. Afinal, nas casas da maioria de nós não há espaço para uma copa íntima, né não?

Me encantei com os detalhes em cobre - já contei por aqui que faz um tempinho que o cobre vem mexendo comigo?  E também, com a combinação de branco com madeira, que faz meu coração se derreter desde sempre. o que falar das plantinhas? E dos puxadores? Amor infinito!



Já a parte do sofazinho, pode muito bem servir de inspiração para salas de estar, e também para quem tem um cômodo reservado ao home office. O revestimento pode ser substituído por um papel de parede. 



SALA DA MALU - POR JOY GARRIDO




Essa sala eu achei linda! E muito a cara da Thamyrez! hehe. Para quem não sabe, ela comanda o blog Casa Design Studio, e trabalha comigo na Lápiz Decor. 
Repare que aqui há mistura de estampas, no entanto, todas elas conversam entre si, e o ambiente é bem leve. 

Ah, notaram que os pés das mesinhas redondas são de cobre? Vai vendo esse meu caso de amor com o cobre... =)


QUARTO DO CASAL -  POR ADRIANA VALLE E PATRICIA CARVALHO



Acho que o que mais me fez gostar desse ambiente foi o revestimento de meia parede que lembra taco. Acho que não colocaria na minha casa, porque o piso do apê já é de taco, mas achei tão amorzinho, tão aconchegante! Amo ambientes que abraçam, sabe?
Adorei também o banco aproveitando a janela. Observo que em geral, janelas grandes são pouco aproveitadas nesse sentido. Se você tem um janelão, porque não tirar proveito disso, e poder tomar um cafezinho enquanto olha a vista, não é mesmo?

QUARTO DA IMAGINAÇÃO - POR PAULA COSTA


Esse era um ambiente pequeno, e foge um pouco do que costumamos ver em quartos infantis. O que eu mais gostei foi: poucos armários! Sério, se você tem ambientes pequenos, trabalhe o desapego, o dê uma freada no consumismo. Ao invés de entupir a casa de armários e guardar as tralhas no quarto das crianças, tenha menos coisas. Fui uma criança que teve um quarto relativamente grande e nunca soube, porque não tinha espaço para brincar, e acabava indo fazer bagunça na sala. Até que na adolescência, pedi para meus pais tirarem 2 portas do armário e encostar a cama na parede. E caramba! Meu quarto não era tão pequeno... se tivesse aquelas duas portas a menos, eu teria tido espaço de sobra anos antes e não teria atrapalhado a passagem tantas vezes com os brinquedos que carregava para a sala.
Veja, nesse quarto sobrou até uma cabaninha! Eu costumava criar uma cabaninha com guarda chuvas! hehehe. E como você já deve ter percebido, eu fazia isso na sala. hehe.
Gostei muito da meia parede azul,  do painel lúdico, das estampas divertidas das almofadas, da luminária de casinha. Nada aqui é tão óbvio!



 
SALA DE ALMOÇO - POR MARISE MARINI


 
 Sendo sincera... eu nem sei o que falar desse ambiente! Não sei como lidar com os tijolinhos e esse móvel azul. Tudo maravilhoso! 
Tudo bem que sala de almoço não é um troço tão corriqueiro... mas tente imaginar esse ambiente adaptado para uma cozinha! Seja uma cozinha americana, seja uma de corretor. 
Agora que você já imaginou, preste atenção nos detalhes. Olhe os puxadores! A plantinha. As latinhas. O relógio em algarismos romanos. Os livrinhos. E aquele bolo ali, dá vontade de comer, não dá? Alguém mais sente que esse ambiente te convida para um café é te abraça?



MERCEARIA DA CASA - PAULA NEDER E LUIZA PEDRAL



Também não faltou uma mercearia no evento - que por acaso não era só cenográfica, os produtos estavam à venda e eram do Deli Delicia que tem unidades em Botafogo, na Barra e em Jacarepaguá. Sabe, gosto de acolhimento também em estabelecimentos comerciais e confesso que muitas vezes a estética do lugar pode me fazer não comprar ali - sobretudo se for comida. 




 Ambientes frios demais não me dão vontade de explorar o lugar com calma e escolher o produto que eu quero, e acabo indo embora. Se eu for procurar um café por exemplo, vou procurar o mais acolhedor, sempre. 
E gostei muito do que vi nesse ambiente - adorei o revestimento da parede e o teto florido com fundo cinza me encantou! Curti bastante também o sofazinho, as mesinhas e os puffs.  



E você, foi ao evento também? Desses ambientes que eu mostrei, qual foi o seu preferido? Porquê?

*O Casa Cor aconteceu no Rio de Janeiro, de 11 de outubro a 20 de novembro.

22 de novembro de 2016

Decorar é sobre se conhecer!




Quando eu decidi estudar design de interiores, no ano passado, tinha em mente uma coisa:  desmitificar o processo de decorar. A minha experiência com o apê me fez compreender que decorar não é e nunca foi um bicho de sete cabeças. Que a questão monetária não deveria ser um problema, porque como qualquer coisa na vida, cada um trabalha com o que tem. E a maior dificuldade talvez seja entender que decorar é, na verdade, o ato de amar a sua casa e encontrar soluções. E também entender quem você é, para que sua casa esteja alinhada com a sua essência.

Foi por isso, que ainda no ano passado, no meio daquele caos que estava a minha vida, eu e a Thamyrez, começamos a esboçar de que forma poderíamos levar essa ideia de forma mais concreta para o mundo. E assim, surgiu os primeiros esboços do que viria a ser a Lápiz Decor, que lançamos em setembro desse ano - bem no dia que fiz 30!

E agora, demos mais um passo na construção desse sonho: na semana passada lançamos o nosso primeiro e-book: Decorar é sobre se conhecer .

Quem me acompanha no instagram já me viu falando do nosso livro por lá, mas ainda não tinha conseguido vir aqui falar sobre ele.  O propósito é promover um encontro entre você e a sua casa. Nós acreditamos que quanto mais você se conhece, mais sentido a sua casa fará. Afinal, como ter uma casa funcional, se você nunca parou para analisar quais são os seus hábitos? Como ter uma casa que te abraça, se ela não reflete os seus gostos?

Imagem feita para Lápiz Decor
No decorrer do livro, além de explicarmos nossos conceitos, darmos exemplos, também propomos alguns exercícios para te ajudar nessa relação de amor com a sua casa. =)

Esse foi um trabalho que, para mim, representa a realização de um sonho. De levar meu conhecimento adiante, de forma mais elaborada. É até engraçado pensar que 4 anos atrás, quando voltei do Peru, prestes a me mudar, eu só pensava na realização do sonho de morar sozinha, sequer imaginava que esse sonho me traria até aqui. Essas surpresas boas da vida... 

Imagem feita para Lápiz Decor


Então, você, que sempre esteve aqui me acompanhando, aceita o meu convite? A nossa página de vendas está aqui, e você pode assistir o nosso vídeo, ver a amostra do livro, baixar o mapa dos sonhos (é grátis, gente!), e então, se se identificar, comprar o livro. 

Ah, e se você comprar o livro, e quiser mostrar a execução dos exercícios lá no instagram é só marcar com a #lápizdecor , que nós estaremos de olho, viu?

27 de outubro de 2016

A casa da Gabi: o que é uma casa romântica para você?



Eu jamais defendi conceitos prontos, imutáveis. E continuo não defendendo. No entanto, eu acredito que cada pessoa constrói o seu próprio conceito, o seu olhar.... e que eles podem mudar com o tempo. 
A Gabi, que dirige o canal do Casa de Amados desde 2014, e que está também por trás dos vídeos da Lápiz Decor, sempre quis ter uma casa romântica. E ao se mudar, não perdeu tempo, correu atrás da construção do sonho, que segundo ela, ainda não está pronto. Mas eu garanto que está ficando lindo! =)
Com esse vídeo, nós não queremos ditar o que é uma casa romântica. Isso aqui é antes de tudo, um debate sobre conceitos. A Gabi fala um pouco sobre a visão dela, seus gostos e como se deu a construção desse lar, de acordo com a visão que ela tem do romantismo.

Curioso? Vem por aqui, e aperte o play:





Agora vamos debater! =) Conta aí pra gente: o que é uma casa romântica para você? Como você classificaria o estilo da sua casa?

23 de junho de 2016

7 dicas para decorar quarto com pouca grana



Imagem: Casa doce casa (como esse quarto foi reformado com R$ 100)


Talvez o quarto seja o ambiente mais importante da casa. Muita gente se preocupa com a sala primeiro na hora de decorar, por ser um ambiente que recebe visitas. Mas em geral, o nosso refúgio costuma ser o quarto. É nesse cômodo que costumamos deixar nossas máscaras de lado, e sermos mais nós mesmos. É por isso que eu acredito que ter um quarto com a nossa identidade é tão importante: para que o ambiente esteja em sintonia com quem somos, sobretudo quando não estamos num momento lá muito favorável.
E decorar quarto pode ser caro, mas só se você puder e/ou quiser. Existem vários caminhos para quem não quer gastar muito percorrer. As possibilidades não são poucas! Então, separei 7 dicas para te dar uma mãozinha nessa estrada. 

Bora?


1) PINTE AS PAREDES!

Não estou falando necessariamente de uma pintura elaborada. Mas de uma simples pintura mesmo, que pode até ser branca. 
Um ambiente com pintura suja e/ou desgastada pelo tempo, pode passar uma impressão de desleixo, e uma pintura nova, renova isso quase que num passe de mágica. 
 Uma lata de tinta de 3,6 L custa em média entre R$ 70 e 120,00. Mas dependendo do tamanho do seu quarto, e da cor da tinta anterior (se não for muito forte), você nem precisará de tudo isso de tinta, e poderá comprar uma lata menor, mais barata.
Para calcular a quantidade de tinta necessária, eu achei essa calculadora. Vale lembrar também que tintas à base de água rendem bem mais, portanto, são mais econômicas.


2) NÃO TEM CAMA? IMPROVISE!

Imagem: Lari para Homens da Casa


Às vezes temos o colchão, mas ainda não sobrou para comprar uma cama. Ao invés de deixar o colchão jogado no chão, improvise com o que estiver ao seu alcance: você pode assumir a cama no chão e fazer tatame com madeiras baratas, como o compensado. Você pode conferir o passo a passo simples, feito por uma colunista do blog Homens da Casa, aqui. Para ter uma ideia de preço de chapas de compensado, você pode conferir os preços da Leroy Merlin aqui
Outra opção, pode ser uma cama com paletes, que tem a vantagem de ser mais simples de fazer, e a desvantagem de ser mais difícil de limpar. 


3) FAÇA ARTE NAS PAREDES

Se você manja bem dos desenhos na parede, pode fazer a sua própria arte, porque não? Mas se não for o caso, você pode recorrer ao stêncil e fazer algumas estampas com esponja e pouca tinta (esse é o segredo para não vazar). 
Outra forma de criar estampas é recortar alguma forma em contact - triângulos, por exemplo - e ir colando na parede. Vale lembrar, principalmente se o espaço for grande: contact liso é mais em conta que os modelos estampados. 
Há ainda a opção de fazer arte com fita isolante. Você pode criar uma estampa, repetindo os padrões, ou fazer um desenho.


Imagem: Senhora Bagunça DIY (com passo a passo)


4) QUER TER QUADROS E NÃO TEM DINHEIRO?

Se formos numa molduraria, muitas vezes o preço faz a gente cair pra trás. Mas em lojinhas de 1,99 e de mdf para artesanato, podemos encontrar molduras bem mais em conta. Se a cor não nos agradar, sempre há a saída da pintura.

Dependendo do tamanho da moldura, ela pode custar em média de 4 a 15 reais. Se ainda assim, for sair do valor estipulado para a decoração do quarto, que tal abolir a moldura e prender com fita isolante? 

Imagem: ScrapBi/ instagram

Se você desenha, pinta, faz colagens, pode usar seus próprios trabalhos na parede. Se não for o caso, existem diversos sites de imagens free, como o Pixabay. Se você não tiver impressora em casa, pode imprimir numa gráfica. O preço da impressão vai variar de acordo com o tamanho e o papel escolhido. Se não me falha a memória, paguei uns 7 reais a impressão colorida em papel couché uns 2 anos atrás. Mas se você achar que é muito, pode assumir o p&b, e imprimir em papel comum mesmo, tamanho A4, que custa uns 50 centavos.

Outra opção, é pintar tecido e fazer bandeirola. Você pode usar stêncil, escrever frases motivacionais. O importante é que tenha a ver com você.



5) CAPRICHE NA ROUPA DE CAMA

Roupa de cama é um item que ajuda muito a definir o estilo do ambiente. Um quarto com uma roupa de cama p&b vai passar uma mensagem. Se tiver florezinhas, a mensagem já será outra. E quando falamos de decoração aqui, não estamos falando de casas bonitas. Estamos falando de uma casa que nos abrace, que esteja de acordo com a nossa identidade, estilo e escolhas de vida. 
Mas como roupas de cama costumam ser caras, a solução para não ter que comprar uma nova, é continuar com as que temos, e procurar tecidos baratos que tenham a ver conosco e fazer uma espécie de cobre leito, para ornar enquanto não estamos dormindo. Se você não souber costurar (como é o caso da pessoa aqui) e não tiver alguém que possa fazê-lo por você, dá para fazer a bainha com cola para tecido e viés. Não é a mesma coisa, mas quebra o galho!



6) O GUARDA ROUPA É DE MÁ QUALIDADE? DÊ UM JEITO!

O que eu mais escuto das pessoas que têm um guarda roupa de má qualidade, é que as portas vivem caindo. Se esse for o seu caso, a solução pode ser arrancar as portas fora: primeiro, por questão de praticidade, já que elimina o cuidado constante ao abrir as portas; e segundo, por segurança, já que não deve ser nada bacana a porta acabar tombando na sua cabeça. 
Mantenha tudo arrumado e o assuma como um armário aberto. Ou então, você pode fazer uma cortina para substituir a porta, como mostra nesse vídeo aqui


7) APOSTE NOS ACESSÓRIOS 

Acessórios são o que dá o toque final e a nossa personalidade ao ambiente. Capriche nas almofadas, pense na cortina com carinho, pegue os objetos que têm valor afetivo para você. Os acessórios são em geral a parte mais barata da decoração - salvo se você resolver comprar um tapete persa, aí é outra história! rs - e justamente por isso, é com os acessórios que temos uma liberdade maior de brincar na decoração.



E aí, você aplica alguma dessas dicas em casa? Tem mais alguma que eu não citei? Bora trocar ideias! =)

Eu aplico as dicas 1, 4, 5 e 7. 

Você pode conferir outros posts nesse estilo aqui e aqui. ;)

23 de maio de 2016

Casa de Amados entrevista Jackie Diedam: ilustrações, decor e organização


Não me lembro como cheguei à curitibana Jackie Diedam e suas aquarelas encantadoras. Só sei que foi através do instagram e já tem algum tempo - que também não sei definir.
Posso dizer que foi um trabalho que me pegou de jeito. Me fez ter vontade de pegar minhas aquarelas de volta e tentar de novo. Eu já tinha tentado antes, mas sem sucesso, parti para a tinta acrílica, com quem me adaptei melhor naquele momento. E foi a melhor coisa que poderia ter acontecido, porque dessa vez, eu consegui, e me senti feliz em, nas horas vagas, pintar com os quadradinhos que herdei do meu pai.
Depois de algum tempo apenas admirando e me inspirando vendo as fotos dela no meu feed enquanto tomo o café da manhã - que é o momento que eu tiro para me inspirar pro dia - perguntei se ela topava participar de uma entrevista para esse blog. E não é que ela aceitou? <3

Bora pra entrevista?


 


 Quando você começou a ilustrar? E como começou?

Eu desenho desde sempre. Sempre tive afinidade com papel e lápis, e sempre tinha vontade de desenhar. Por muitos anos eu tive aula de pintura a óleo, mas devido a uma alergia, não pude continuar.

 E quando começou a ilustrar profissionalmente? 

Depois de ter viajado muito, ter feito intercâmbio nos EUA durante o Ensino Médio, e ter me mudado para a Alemanha durante a faculdade de Design, eu percebi que eu sempre gostei mais da parte de visualizar em projetos. Comecei fazendo ilustrações pra mim mesma, e de repente surgiram pedidos, colaborações e eu me vi muito feliz fazendo isso. Foi muito orgânico e natural, e hoje não me imagino em qualquer outra área que não envolva ilustração.

Você trabalha vendendo as ilustrações na sua loja, ou trabalha por encomenda também? 

Eu abri a minha loja online devido a demanda por gravuras e encomendas de retratos pessoais e para casais. Na loja eu ofereço apenas edições limitadas, são coleções sazonais que são disponíveis apenas durante a estação. Desse jeito, eu sempre tenho algo para planejar e desenhar, e também acho que é algo mais especial, já que não vai ser algo que você encontra em outras lojas. Estou trabalhando na coleção de Verão agora, mas ao mesmo tempo trabalhando com uma parte que não é disponível na loja: os conjuntos de papelaria para casamento, e os trabalhos comerciais para lojas e empresas. 


Suas ilustrações são em geral leves, delicadas e tem uma paleta de cores que ao menos para mim, passa sensação de frescor. Seus desenhos te remetem a alguma coisa? E que sentimentos despertam em você?

 Muito querida você! Eu gosto de usar pinceladas leves, mas com muito contraste. As paletas de cores mudam muito dependendo da peça, mas eu sempre prefiro fazer ilustrações com muita alegria, que meus clientes olhem e sintam-se bem, que inspire sentimentos bons. Na coleção de primavera, teve muito floral, muitas cenas inspiradas pelo meu cotidiano aqui em Colônia, e acho que talvez na coleção de Inverno eu tente trabalhar com cenas mais calmas, mas nunca cenas tristes! O mundo já tem o bastante tristeza na minha opinião!

A sua arte e os sentimentos que ela desperta de alguma forma te inspiraram na decoração do seu studio?

 Demais! Eu sempre coloco os meus trabalhos na parede do meu studio, como parte do processo e para sempre ver o que está combinando, e onde eu posso melhorar. Eu tento também ser organizada, porque trabalhar no meio de bagunça pode ser muito perigoso ( leia-se: recomeçar trabalhos por que uma garrafa de água caiu em cima do papel ), então é uma constante batalha entre estar cheia de inspiração para trabalhar, mas ter que manter tudo arrumado também.



Como você decorou seu studio, pode contar um pouco para a gente? E qual o seu cantinho preferido? 

Eu divido meu studio com o namorado, que é fotógrafo e designer. Eu tenho um lado do ambiente e ele tem o outro. Do meu lado, minha parte preferida é minha estante de livros. Toda branca, que vai quase até o teto, e pertencia a antiga moradora do apartamento. Eu dei ênfase para cores quando decorei meu studio, por sempre mudar de paletas não fazia sentido ter uma cor predominante. A estante é toda organizada por cores, eu misturo livros, objetos e caixas organizadoras de um jeito bem 'bagunça arrumada'. É sem dúvida nenhuma o ponto de atenção do espaço. Todas as visitas e clientes ou fazem algum comentário sobre, ou se forem 'de casa' já vão olhar quais livros estão em cada sessão. Por eu ter uma memória visual muito boa, faz sentido organizar por cores, já que fica muito fácil saber onde aquele objeto ou livro pertence.

E para finalizar, tem alguma dica para dar para quem pretende ter um studio ou ateliê em casa? 

Acho que o mais importante é organização! Saber onde seus materiais estão, para evitar problemas e atrasos, e ter um sistema para organizar trabalhos finalizados e em andamento. Sobre decoração, acho muito legal quando você vê as tintas e materiais arrumados em grupos, acho que fica muito charmoso ter uma prateleira média só com tintas, outra com papéis, outra com pincéis e ferramentas em geral. E pro resto, deixe o teu trabalho fazer parte da decoração para ficar realmente único.


Acho que nem preciso dizer o quanto amei as respostas! Não só das dicas de ordem prática, de organização e decoração, mas a parte do "que inspire sentimentos bons" mexeu comigo. Porque quando eu venho aqui falar de casa, de arte, de decoração, é essa a minha proposta: levar, estimular os bons sentimentos. 

Para conhecer o trabalho da Jackie, se liga aí nos links:


As fotos deste post foram feitas por @raoul.d e enviadas pela Jackie.


E você, já conhecia o trabalho dela? Tem alguma ilustra preferida? Eu acho difícil pra caramba escolher uma, tanto que estou doida para comprar uma assim que voltar para o Brasil. Mas da coleção atual, creio que escolheria o "Tea Time", porque tô muito na vibe de chá. =)

 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...