Personare Ads

Mostrando postagens com marcador pouca verba. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pouca verba. Mostrar todas as postagens

18 de abril de 2017

Canais do Youtube que me inspiram: Ricota não derrete

Imagem: Dani Vasconcellos/ @ricotanaoderrete

Eu sempre  defendi que é super possível decorar uma casa com pouco dinheiro. Até porque foi o que eu fiz. Quando saí do ninho materno para morar sozinha, as únicas coisas novas que comprei foram o sofá, a mesa de jantar, e posteriormente, as cadeiras da varanda. O resto, ou já estava no apartamento, ou garimpei de amigos e familiares - algumas coisas ganhei, outras comprei a preços simbólicos.  E fui deixando a minha casa com o meu jeitinho, ora reformando os móveis, ora acrescentando coisas ali e aqui. E eu posso afirmar que quase nada que fiz ou comprei custou caro. Essas coisas, como o rádio/ vitrola, eu posso contar nos dedos. 
Tem projetos meus, que usando só o que iria para o lixo, me resultou num objeto de decoração novo sem gastar um centavo. Não, isso não é força de expressão. Não se lembra, não viu e tá duvidando? Então clique aqui e veja com os próprios olhos! ;)

A Dani Vasconcellos, do Ricota não derrete é uma que também prova que decorar está ao alcance de todos e que pode SIM, ser uma coisa barata! O que não falta no canal dela são ideias de decoração usando coisinhas que encontramos em lojas de 1,99. Tem um montão de vídeos desse tipo! Só amor! <3 É por isso que a estou indicando esse mês, e de olhos fechados! 

Espia só se eu não tenho razão:







Mas ó, apesar dessas amostras serem muito boas, ou justamente por isso mesmo, super recomendo que você vá no canal da Dani futucar tudo, porque tem muito, mas muito vídeo bacana! Sua casa agradece! =)

Agora me conta: qual o seu projeto preferido? Eu achei tão difícil escolher.... mas acho que ficaria com as cadeiras do Pinterest... só porque é verde menta! 

23 de março de 2017

Antes e depois: a sala do Math - 4 dicas para ter uma sala com identidade

Foto: Matheus Fernandes/ Blog do Math

Eu amo um antes e depois por aqui. Porque eu acredito que é a forma mais didática que eu tenho de desmistificar a decoração e mostrar que decorar é para todos que querem. 
Dessa vez eu trago a sala do Math, que passou por essa transformação em 2015, e acabou se tornando uma das salas mais famosas da internet brasileira

O Matheus, ou Math, como é mais conhecido na blogsfera, recheou a casa toda com muita personalidade, e o melhor, com pouco dinheiro. Porque afinal, como ele mesmo diz, ele queria ser, mas não é rycaaaa. A sala dele pode até não ser o seu estilo, assim como não é o meu, afinal somos todos pessoas diferentes, mas é inegável que é original, que recebeu cuidados. Tá na cara que quem mora ali ama o próprio lar e dá amor e carinho a ele. =) 

Bora ver as fotos do antes e do depois e então, partir para as dicas? Mas ó, se puder, antes de ler as minhas dicas, tente você mesmo descobrir as suas. É um ótimo exercício para exercitar o olhar, e isso vai te ajudar a levar mais amor pra sua casa!


ANTES

Foto: Matheus Fernandes/ Blog do Math

Foto: Matheus Fernandes/ Blog do Math



DEPOIS

Foto: Matheus Fernandes/ Blog do Math

Foto: Matheus Fernandes/ Blog do Math


1) UMA LATA DE TINTA É SUA AMIGA, PODE CRER!

Sim, lamento, mas sempre vou bater esse pé! Não entendo esse medo todo que as pessoas têm da pintura. Contratar alguém para pintar um apê inteiro de 3 quartos pode ficar caro, reconheço. Mas as latas de tinta não são tão caras assim, ainda mais se forem à base de água que rendem mais. Se quiser economizar, coloque a mão na massa, arrisque! Se estiver inseguro, comece com uma área pequena para ganhar confiança. A gente aprende fazendo, experimentando. 

Você não precisa pintar a sua casa inteira de rosa, só se quiser. Mas uma pintura, nem que seja só o branco mesmo dá um ar de casa nova e bem cuidada. Uma opção também é pintar apenas uma parede ou meia parede de uma cor diferente. Já renova o ambiente e gasta menos tinta. 


2) ATENDE PARA A FUNCIONALIDADE DOS MÓVEIS

Essa dica vale principalmente antes de comprar qualquer móvel. Como o Math comentou na postagem sobre a reforma dessa sala, o rack não era funcional e de profundidade larga. É o mesmo caso do meu: profundidade desnecessária que come um espação na sala. Mas como o meu já estava no apê, é embutido, e apesar de tudo, a minha sala não é pequena, então, ele fica lá mesmo. 
Móveis profundos sem necessidade comem espaço de circulação. Então, sobretudo se a sua sala for pequena, preste atenção nisso. Você pode não perceber, mas seu dia a dia ficará mais prático. 
Prateleirinhas às vezes podem até ser mais funcionais. Lembra do armário suspenso do meu home office? É mais ou menos a mesma situação aqui.


3) TIRE O SEU SONHO DECORATIVO DO PAPEL

Aposto que muitas vezes a gente nem chega a colocar os sonhos decorativos no papel, né? Alguns sonhos podem custar caro e estar fora das nossas possibilidades financeiras. Mas sempre há alguma coisa que possa compensar, e te ajudar a realizar esse sonho de alguma forma. O Math queria uma parede de pratinhos. E encontrou estes numa feira de Porto Alegre a preços amigos.
Eu queria ter uma parede de azulejos, mas ficaria caro para mim. A forma que eu encontrei de contornar a minha vontade de ter azulejos decorados foi fazendo um caminho de mesa com eles, que além de exigir poucas unidades, não precisaria de obras. Tem até passo a passo dele, aqui.
Pescou a ideia aqui? Procure uma forma de tornar seu sonho decorativo viável e leve adiante! ;)


4) BUSQUE ITENS QUE TENHAM A SUA CARA, O SEU NARIZ, O SEU CABELO. ENFIM, A SUA IDENTIDADE

Qualquer um que conheça o Math e bata o olho em qualquer um desses objetos já sabe que é dele. E se não for, dirá: Nossa, como isso tem a cara do Math!
Sabe o que isso significa? Identidade. Que o Math conseguiu fazer da casa dele um lar. Um lar que conversa com quem ele é, e consequentemente, que o faça sorrir. Bem, ele nunca me disse que sorri quando entra em casa, mas na minha imaginação, ele sorri! =)
Analise quais são seus gostos e as coisas que te identificam e leve isso para casa de alguma forma. Pode ser na forma de bibelôs, nas estampas das almofadas, nos quadros, etc. 


E você, segue alguma dessas dicas? Conta pra gente!

OBS: Essas fotos foram retiradas do post que o Math fez sobre a reforma dessa sala, em março de 2015. Eu super recomendo irem conferir a fonte, que além de ter muito mais fotos (e tem fotos dos detalhes), conta todo o processo de transformação. Basta clicar aqui.

23 de junho de 2016

7 dicas para decorar quarto com pouca grana



Imagem: Casa doce casa (como esse quarto foi reformado com R$ 100)


Talvez o quarto seja o ambiente mais importante da casa. Muita gente se preocupa com a sala primeiro na hora de decorar, por ser um ambiente que recebe visitas. Mas em geral, o nosso refúgio costuma ser o quarto. É nesse cômodo que costumamos deixar nossas máscaras de lado, e sermos mais nós mesmos. É por isso que eu acredito que ter um quarto com a nossa identidade é tão importante: para que o ambiente esteja em sintonia com quem somos, sobretudo quando não estamos num momento lá muito favorável.
E decorar quarto pode ser caro, mas só se você puder e/ou quiser. Existem vários caminhos para quem não quer gastar muito percorrer. As possibilidades não são poucas! Então, separei 7 dicas para te dar uma mãozinha nessa estrada. 

Bora?


1) PINTE AS PAREDES!

Não estou falando necessariamente de uma pintura elaborada. Mas de uma simples pintura mesmo, que pode até ser branca. 
Um ambiente com pintura suja e/ou desgastada pelo tempo, pode passar uma impressão de desleixo, e uma pintura nova, renova isso quase que num passe de mágica. 
 Uma lata de tinta de 3,6 L custa em média entre R$ 70 e 120,00. Mas dependendo do tamanho do seu quarto, e da cor da tinta anterior (se não for muito forte), você nem precisará de tudo isso de tinta, e poderá comprar uma lata menor, mais barata.
Para calcular a quantidade de tinta necessária, eu achei essa calculadora. Vale lembrar também que tintas à base de água rendem bem mais, portanto, são mais econômicas.


2) NÃO TEM CAMA? IMPROVISE!

Imagem: Lari para Homens da Casa


Às vezes temos o colchão, mas ainda não sobrou para comprar uma cama. Ao invés de deixar o colchão jogado no chão, improvise com o que estiver ao seu alcance: você pode assumir a cama no chão e fazer tatame com madeiras baratas, como o compensado. Você pode conferir o passo a passo simples, feito por uma colunista do blog Homens da Casa, aqui. Para ter uma ideia de preço de chapas de compensado, você pode conferir os preços da Leroy Merlin aqui
Outra opção, pode ser uma cama com paletes, que tem a vantagem de ser mais simples de fazer, e a desvantagem de ser mais difícil de limpar. 


3) FAÇA ARTE NAS PAREDES

Se você manja bem dos desenhos na parede, pode fazer a sua própria arte, porque não? Mas se não for o caso, você pode recorrer ao stêncil e fazer algumas estampas com esponja e pouca tinta (esse é o segredo para não vazar). 
Outra forma de criar estampas é recortar alguma forma em contact - triângulos, por exemplo - e ir colando na parede. Vale lembrar, principalmente se o espaço for grande: contact liso é mais em conta que os modelos estampados. 
Há ainda a opção de fazer arte com fita isolante. Você pode criar uma estampa, repetindo os padrões, ou fazer um desenho.


Imagem: Senhora Bagunça DIY (com passo a passo)


4) QUER TER QUADROS E NÃO TEM DINHEIRO?

Se formos numa molduraria, muitas vezes o preço faz a gente cair pra trás. Mas em lojinhas de 1,99 e de mdf para artesanato, podemos encontrar molduras bem mais em conta. Se a cor não nos agradar, sempre há a saída da pintura.

Dependendo do tamanho da moldura, ela pode custar em média de 4 a 15 reais. Se ainda assim, for sair do valor estipulado para a decoração do quarto, que tal abolir a moldura e prender com fita isolante? 

Imagem: ScrapBi/ instagram

Se você desenha, pinta, faz colagens, pode usar seus próprios trabalhos na parede. Se não for o caso, existem diversos sites de imagens free, como o Pixabay. Se você não tiver impressora em casa, pode imprimir numa gráfica. O preço da impressão vai variar de acordo com o tamanho e o papel escolhido. Se não me falha a memória, paguei uns 7 reais a impressão colorida em papel couché uns 2 anos atrás. Mas se você achar que é muito, pode assumir o p&b, e imprimir em papel comum mesmo, tamanho A4, que custa uns 50 centavos.

Outra opção, é pintar tecido e fazer bandeirola. Você pode usar stêncil, escrever frases motivacionais. O importante é que tenha a ver com você.



5) CAPRICHE NA ROUPA DE CAMA

Roupa de cama é um item que ajuda muito a definir o estilo do ambiente. Um quarto com uma roupa de cama p&b vai passar uma mensagem. Se tiver florezinhas, a mensagem já será outra. E quando falamos de decoração aqui, não estamos falando de casas bonitas. Estamos falando de uma casa que nos abrace, que esteja de acordo com a nossa identidade, estilo e escolhas de vida. 
Mas como roupas de cama costumam ser caras, a solução para não ter que comprar uma nova, é continuar com as que temos, e procurar tecidos baratos que tenham a ver conosco e fazer uma espécie de cobre leito, para ornar enquanto não estamos dormindo. Se você não souber costurar (como é o caso da pessoa aqui) e não tiver alguém que possa fazê-lo por você, dá para fazer a bainha com cola para tecido e viés. Não é a mesma coisa, mas quebra o galho!



6) O GUARDA ROUPA É DE MÁ QUALIDADE? DÊ UM JEITO!

O que eu mais escuto das pessoas que têm um guarda roupa de má qualidade, é que as portas vivem caindo. Se esse for o seu caso, a solução pode ser arrancar as portas fora: primeiro, por questão de praticidade, já que elimina o cuidado constante ao abrir as portas; e segundo, por segurança, já que não deve ser nada bacana a porta acabar tombando na sua cabeça. 
Mantenha tudo arrumado e o assuma como um armário aberto. Ou então, você pode fazer uma cortina para substituir a porta, como mostra nesse vídeo aqui


7) APOSTE NOS ACESSÓRIOS 

Acessórios são o que dá o toque final e a nossa personalidade ao ambiente. Capriche nas almofadas, pense na cortina com carinho, pegue os objetos que têm valor afetivo para você. Os acessórios são em geral a parte mais barata da decoração - salvo se você resolver comprar um tapete persa, aí é outra história! rs - e justamente por isso, é com os acessórios que temos uma liberdade maior de brincar na decoração.



E aí, você aplica alguma dessas dicas em casa? Tem mais alguma que eu não citei? Bora trocar ideias! =)

Eu aplico as dicas 1, 4, 5 e 7. 

Você pode conferir outros posts nesse estilo aqui e aqui. ;)

15 de março de 2016

Projetinho de 5 minutos: como decorar sua geladeira com fita isolante


Geladeira é uma coisa que a gente não encontra muita variedade estética no mercado. Ou é branca, prata, ou mais raramente, preta. Há também a opção de capas para geladeira, que tem até uns temas bem divertidos, para todos os gostos. Mas e se eu te falar que você pode decorar a sua com sei lá... 2, 3 reais?
Acha que eu bebi horrores e tô viajando? Então te desafio a procurar por fita isolante nas lojas da sua cidade, verificar o preço, e é claro, dar o play e assistir ao vídeo! =P


 


Fácil, fácil, né? Como eu escutava quando criança: mais mole que sopa de minhoca! Argh, eu sei que é nojento, mas cá entre nós, é ou não é? 
Você pode fazer de forma assimétrica, como eu fiz, de forma mais intuitiva, sem calcular muito. Ou fazer linhas retas, ou até mesmo, bolar desenhos, porque não?




Alguém aqui tem geladeira decorada também? Se tiver instagram, mostre a sua pra gente com a #casadeamados . Me ajude a inspirar, a provar para o mundo que não precisamos de muito dinheiro para decorar a casa, só de amor e boa vontade!

1 de março de 2016

Antes e depois: 4 dicas para renovar seu quarto com menos de R$ 100





Gente, eu não morri! Só estou mega enrolada mesmo! Reta final do curso e vida passando por algumas mudanças, sabe como é?
Mas devido às chuvas que transformaram o Rio de Janeiro num rio, minha aula foi cancelada e consegui uma pequena folga para trazer um antes e depois para cá!
O ambiente da vez é o quarto de Ana Cantarini, que escreve no blog Casa Doce Casa, e recentemente, começou a se aventurar no Youtube. O bacana desse quarto é que ele foi renovado com menos de 100 reais (YEAH, isso é possível!). 
E diferente da maioria das casas que aparecem por aqui, o quarto da Ana tem um quê de estilo escandinavo, predominando o P&B, com pontos de cor. 

Bora às dicas? Como sempre, sugiro que você preste bem atenção nas fotos antes de ler as dicas. ;)



1)  SUA CASA NÃO PRECISA SER COLORIDA

Se cores não te fazem realmente feliz, e você sorri mais com a combinação P&B, assuma isso sem medo. Embora muitas revistas e blogs de decor sugiram que coloquemos cores no ambiente, colorir é uma saída, não a única saída. 
Para evitar que o ambiente fique com cara de hospital, branco demais, uma boa alternativa é investir em contrastes e em elementos que aquecem o ambiente. Nesse caso, o preto e o amarelo cumprem o papel de contrastar e a madeira aquece. 


2) CONTACT SALVA A PÁTRIA

Isso não é jabá, é sério. Contact salva a pátria! Com pouco dinheiro e sem sujeira, você consegue grandes coisas. As bolinhas na parede e o branco das gavetas são contact. Não é à toa que já recorri a esse recurso diversas vezes, e ainda recorrerei tantas outras.


3) ROUPA DE CAMA FAZ PARTE DO CENÁRIO

A sua colcha não está lá apenas para proteger o seu lençol da poeira. Ela interage com o espaço, e portanto, faz parte da decoração. Por isso que ela deve dialogar com o resto do quarto e estar alinhada com a mensagem que você quer passar. Para quem queria um quarto praticamente todo em P&B, uma colcha mais "doce" não faria muito sentido. Da mesma forma que se você quiser um quarto romântico, uma colcha com estampa militar ficará fora de propósito.


4) ACESSÓRIOS SÃO A CEREJA DO BOLO

Sim, eu sei que em quase todo antes e depois eu comento isso. Mas é porque eu acho que é uma tecla que vale a pena ficar batendo. Em geral, as transformações a baixo custo, a gente consegue com a ajuda deles.
Repare na luminária, na cabeça de buldogue francês, e na prateleirinha com quadrinhos. Deram todo o charme que faltava!
A grande vantagem dos acessórios, é que você pode pesquisar itens que caibam no seu bolso. No caso da Ana, tanto a luminária como a cabeça do buldogue foram feitos por ela mesma. O passo a passo para a luminária, você encontra aqui.



E aí, gostou? Qual dessas dicas você segue? Eu sigo todas menos a primeira, porque eu não sou lá muito minimalista, rs.  
Captou mais alguma dica que eu poderia ter dado e não dei? Conta pra gente! =)


Fotos e post original: Casa doce casa. Vale a pena conferir o post original que tem a história desse quarto, mais fotos e até um vídeo! ;)

22 de dezembro de 2015

Xeretando casas alheias: o cantinho de tv da Gabi


Faz mó tempão que não trago um xeretando para cá, né? Mas tardar nem sempre significa falhar! rsrs. O cantinho de hoje compensará todo esse tempo sem um xeretando: é apenas a pequena parte de uma casa, porque a Gabi e o marido acabaram de se mudar e ainda estão no processo de decorar a casa, mas é o suficiente para mostrar que decorar pode ser um processo muito simples e acessível.


Gabi escreve no blog ScrapBi, onde ela mostra suas criações (quase sempre com passo a passo!), inspirações, e seu instagram é uma overdose de fofuras! =) 
Ela me mandou essas fotos e contou um pouco sobre o processo de decoração desse cantinho. Bora conferir como é super acessível!


" (...) o móvel eu vi numa loja de móveis usados. É sempre o primeiro lugar que vou quando quero comprar algum móvel. Eu precisava de alguma coisa pra colocar na sala, com a TV e daí quando vi o tamanhão dele, eu amei. Além de colocar tudo em cima, ainda caberiam todos os meus livros dentro. E estava barato, acho que paguei R$ 100.
Daí pintei de amarelo e colei tecido nas portas."
Você pode conferir o antes do móvel amarelo lá no ScrapBi, aqui
"(...) esse é o móvel mais amado. Nunca na vida vou me livrar dele!"
 

"A sala vai sempre ser o lugar mais ajeitadinho da casa. Pelo menos pra mim é assim! Acho que a sala é o lugar que tem que ser mais alegre. Então eu queria colorir a parede. E como não queremos fazer furos, colocar prateleiras não daria certo. Aí o jeito foi colar tudo mesmo. E eu adorei!"

Viu só? Para enfeitar uma parede não precisamos de muito: pôsters (que podem ser impressos em muitos sites que oferecem ilustrações free), bandejas de doces, banners, varalzinhos podem dar conta do recado facilmente.


"E daí fui colocando coisinhas que eu achava que combinariam. Fiz um cantinho de Natal, coloquei uma moldura com foto nossa, quadrinho, mini posters, bandeja de coração, varalzinho. hahaha Essas coisas."


Como a gente ADORA um DIY, não poderia faltar alguns nesse post, né? Basta clicar nos tópicos abaixo, que você será redirecionado ao passo a passo:


Muito amor esse cantinho da Gabi, né? Não resisto a tanta fofura! =) Qual foi a sua parte preferida? Eu certamente fico de olho no pôster da Amélie! hahaha.

13 de novembro de 2014

4 dicas para dar um up num ambiente multiuso





Vocês sabem que eu defendo que decoração pode - e deve - ser acessível a todos. Mas, mais do que isso, acredito que ela não deve ser estática, permanente. Tipo, decorou uma vez, está pronto e assim ficará por 40 anos. O ser humano muda muito de acordo com as experiências que vai vivenciando, e muitas vezes já não somos mais os mesmos 5 anos depois. Se em 5 anos já nos modificamos, porque a nossa decoração tem que durar 10, 20, 30, se o nosso lar é uma extensão de nós mesmos?
Só que as mudanças não precisam ser drásticas, daquelas que envolvem troca de revestimentos ou móveis. Elas podem acontecer nos detalhes, de forma bem simples.

Observem essa imagem, que extraí do Apartment Therapy: é um ambiente multiuso, que serve de escritório, estar, jantar e cozinha, por isso tem a presença inusitada da televisão logo acima da mesa. Tirar a televisão dali talvez não fosse uma ideia viável, por ausência de espaço para colocar em outro lugar.

Mas sempre há o que fazer para modificar e/ou melhorar o ambiente.



Dica 1: 
Mudar a imagem quadros já ajuda a dar uma renovada no ambiente. Mas que tal mudar a disposição dos mesmos? Repare que na foto à direita, a televisão está sozinha, centralizada, sem nenhum quadro para competir na mesma linha.

Dica 2: 
Se tiver um único objeto que difere dos demais, procure centralizá-lo. Assim ele se destacará, como é o caso do alce das imagens. (Aliás, isso é mesmo um alce? As imagens estão pequenas e não consegui ter certeza).

Dica 3: 
Esconda os fios, pelo amor! Se não tiver dinheiro ou não for fã de painéis de tv, canaleta é um item bem baratinho e deixará o ambiente com um aspecto mais organizado e elegante.

Dica 4:
Uma singela plantinha sempre será capaz de levar vida ao espaço!


Viu só? Com dicas super simples, que não pesam no bolso de ninguém, o ambiente já parece outro!

No post original tem dicas para ajudar na composição de quadros na parede, aqui.


E aí, usa alguma dessas dicas na sua casa?  Qual?


12 de setembro de 2014

Exemplo de antes e depois: 4 dicas para valorizar o home office



Eu estou planejando umas pequenas mudanças no meu home office. Por uma questão de otimização do espaço, já que no momento, ele não está atendendo muito bem as minhas necessidades. Naturalmente, nesse processo, a decoração será um pouco modificada.
Daí, passeando pelo Apartment Therapy (como sempre), encontrei o antes e depois de um home office que exemplifica bem a minha situação.
Antes de mais nada, observe bem as duas imagens, e lá embaixo a gente discute. ;)



1) Reparou que dos móveis, apenas a cadeira foi trocada por um modelo mais confortável? A escrivaninha e a estante são as mesmas. Ou seja, nem sempre mudança significa necessidade de mudar os móveis.

2) Saiu o quadro sobre a escrivaninha e as prateleiras entraram em cena. Home office é um lugar que a gente costuma ter coisa pra guardar: papéis, documentos, livros... nada como prateleiras para otimizar o espaço, ainda mais se ele for pequeno. É o que pretendo fazer aqui em casa: inserir prateleiras para meus livros não ficarem tão jogados, como estão agora.
Se você quiser uma pegada mais sofisticada, ainda pode optar por um modelo que peça apoio de mãos francesas e pinte-as de dourado. É um pequeno detalhe, mas que faz diferença no ambiente.

3) Papel contact ou papel de parede modificam totalmente o ambiente com tão pouco investimento. Note que não é necessário cobrir o espaço todo, num pequeno pedaço, numa coluna, já faz um senhor efeito. No caso das listras ainda dá para recorrer a fita isolante, e no caso de bolinhas, a adesivos.

4) Teste a composição dos acessórios até encontrar uma que fique mais harmônica e os valorizem. Muitos deles - principalmente os da estante - são os mesmos, mas na segunda imagem, eles se sobressaem.


Assim que eu fizer as modificações por aqui, mostro para vocês! ;)

Post original, do Apartment Therapy, aqui.


7 de abril de 2014

Passo a passo: 3 quadrinhos


Gosto muito de enfeitar paredes. Eu particularmente acho que a casa fica mais aconchegante e dou muito valor a isso. Gosto quando o ambiente me abraça, sabe?
Sei que nem sempre podemos pagar por uma obra de arte, mas isso não quer dizer que as paredes da sua casa tenham que ficar sem mimos. Além de baixar pôsters gratuitos na internet, existem outras formas baratas e simples de você fazer seus quadros. E fiz 3 PAPs para vocês se animarem a colocar a mão na massa.

É só dar o play! =)







Gostou? Mostre para familiares e amigos. Fez igual ou se inspirou? Mostre pra gente! É só mandar foto para juliamado@gmail.com

20 de fevereiro de 2014

Quem tem pouca verba pode ter uma sala de estar legal?

Vocês sabem que uma das coisas que mais gosto de mostrar aqui são ambientes decorados com pouca verba. Porque se é com pouca verba, está ao alcance de todo mundo, dá menos chance para mimimi e maior a probabilidade da galera colocar amor nas suas casas, não é?
Já falamos da sala de jantar, cozinha, quarto, quarto de criança e banheiro. Agora é a vez da sala de estar! 

1) Tenha um sofá de qualidade

"Ih, a garota pirou. Alguém fala pra ela que um sofá de qualidade é caro e não cabe no nosso humilde bolsinho não!" Não gente, não pirei. Não estou falando para você comprar um sofá que vá durar todo o tempo de vida do seu Matusalém, esses sim, sei que estão fora do meu alcance e do da maioria. Mas um sofá de má qualidade não vai durar quase nada. Minha prima, quando casou comprou um de qualidade duvidosa, e em 1 ano já tinha um buraco no assento. Como diria meu pai, o barato que sai caro. 
Então, é preferível que você pague um pouco mais num sofá para que não tenha que comprar outro em tão pouco tempo. Se o dinheiro está curto, não joguemos no lixo. Pesquise as formas de pagamento, divida em parcelas que caibam no seu bolso. Se ainda assim estiver difícil, economize e compre um pouco mais tarde.
Caso você conheça alguém que esteja se desfazendo de algum sofá que tenha uma estrutura boa, mas que está velho e rasgado, aproveite! É melhor estofar um sofá antigo, durável, mesmo que a reforma custe o mesmo preço de um novo baratex.


2) Recorra ao palete

Se a verba estiver muito curta e você precisa de um sofá para ontem, pode recorrer aos paletes e ao faça-você-mesmo. Mas o sofá de palete não serve só para quem está num momento de vacas magras, pode ser também uma questão de estilo. Você pode usá-lo na cor crua, com verniz, pintado na cor de sua preferência.
Aqui vale uma pequena observação: eu não colocaria rodinha, a menos que tivesse uma trava. Porque não deve ser nada legal querer se esparramar no sofá e sofrer um pequeno acidente.




Para que gosta de sofá com braço.




3) Quase tudo pode ser rack

Nem todo mundo tem tevê na sala, mas acredito que a maioria das pessoas tem. Se esse é o seu caso, relaxe, que quase tudo pode ser rack. Você pode fazer um com caixotes de feira, paletes... pode também usar aparador, buffet, armário de aço. E ao contrário do sofá, que precisa oferecer conforto, o rack não exige tanta qualidade, então, você pode pesquisar um que caiba no seu bolso sem medo, e tem mais liberdade para improvisar. Já vi até armários de cozinha usados como rack em revistas de decoração.


Aparador + palete

Prestou atenção no rack, feito com estante de aço?


4) Lugar extra é bem vindo

Mesmo que você não seja uma pessoa muito festeira, de vez em quando recebe visitas, certo? Então, um lugar extra é sempre bem vindo. Poltronas costumam ser lindas, mas também, mais caras. Porém, cadeiras e puffs podem substituí-las com dignidade. 







5) Tinta pode fazer toda a diferença

Não estou dizendo que condeno as salas brancas e que você tem que pintar a sua. Mas dependendo da vibe que você quer, tacar tinta, nem que seja numa única parede, modifica o ambiente e de uma forma barata.



Notou que a parede da janela levou uma cor diferente? É só meia parede, mas foi o suficiente para fazer efeito.


6) Apele para papel de parede/ tecido

Papel de parede já foi um item caro. Mas hoje em dia há opções acessíveis mundo afora. Mas se ainda assim, você acha caro, há a possibilidade de usar tecido. Está cheio de tutorial na internet. Então, se você sonha com uma parede estampada, você pode tê-la. ;)


Acho que esses tijolinhos são de verdade. Mas já vi essa estampa em papel de parede e em tecido também.

7) Invista nos detalhes

Detalhes decorativos dão personalidade ao ambiente. Dependendo dos quadros/ enfeites/ almofadas que você colocar, o ambiente passará uma "mensagem". Pode puxar pro retrô, pro divertido, clean.. ou pode ser uma mistureba do que você é. E esses detalhes não precisam ser caros. Se você não pode ter uma Beatriz Milhazes que custa quase 2 milhões, pode ter uns pôsters impressos em casa, uma tela forrada com tecido. 







8) Bônus

  • Aprenda a fazer um tapete com pouca verba, no Homens da Casa, aqui.

  • Aprenda a fazer um quadrinho com caixa de pizza (quase nada de verba), no Organize sem frescuras, aqui.

  • Aprenda a fazer uma mesa com placas de aramado, no Decora, aqui

E aí, se animou a decorar sua salinha? Conte pra gente! =)


Imagens: Minha Casa/ Casa Aberta (1, 2, 3)/ Pinterest (1,2,3,4,5,6,7,8)/ Bonjour Vintage/ Arrumadíssimo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...