Personare Ads

Mostrando postagens com marcador quarto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador quarto. Mostrar todas as postagens

23 de maio de 2017

Antes e depois: 5 dicas para um quarto infantil onde ninguém bota defeito!


Fotos: Fran Bagnati/ Lá de Casa 


Quando vi uma foto desse quarto pela primeira vez, fiquei assim.... de queixo caído, sabe? Não deveria, porque faz tempo que eu sei que a Fran, do Lá de Casa, que decorou esse quarto para a sobrinha, arrasa, e muito. Mas sabe como é... mesmo sabendo que dela só pode vir coisa linda, não pude evitar um monte de suspiros - suspiros mesmo, não a comida, okay? 
E sabe o que é mais legal? Muitos móveis foram reaproveitados de outras pessoas da família, e quase tudo foi feito em casa, no melhor estilo handmade. Em outras palavras: a demonstração de que não é necessário ter verbas astronômicas para decorar o quartinho das crianças. Boa vontade e mão na massa já ajudam pra caramba!
Foi por isso que assim que vi esse quarto, tive certeza de que ele seria o ambiente escolhido para o próximo antes e depois desse blog. =)


Observe bem as fotos do antes, do depois e bora às dicas!






1) FUJA DO LUGAR COMUM!

Tradicionalmente os quartos de criança são tão padronizados. Base branca ou bege e elementos em rosa ou azul. Os móveis, se não forem todos iguaizinhos, costumam ser bem similares. A consequência disso é um quarto sem personalidade alguma, desses que parecem ter saído de showroom. Se permita sair do lugar comum. Se não souber por onde começar, busque inspirações na internet, o Pinterest é cheio de ideias. O mais bacana é que muitas soluções bacanas são economicamente viáveis.


2) REAPROVEITE MÓVEIS DE OUTRAS GERAÇÕES

Em geral, os móveis de décadas passadas tem bem mais qualidade que os de hoje. Então, se tiver móveis dando sopa na sua família, aproveite. Se tiver medo do quarto da criança ficar com cara de quarto de vó, relaxe. É só dar uma cara nova a eles, e cuidar para que a composição fique agradável aos olhos infantis. Nesse quarto da Giulia foram reaproveitados a cama, mantida na madeira, e o guarda roupa, pintado de verde-menta. 


3) PINTURA GEOMÉTRICA CRIA UM EFEITO INTERESSANTE

Quase ninguém pensa em formas geométricas para quarto de criança, e quando coloca papel de parede, é de bichinhos, bonequinhas, etc. Mas se parar para pensar, nesses quartos costumam ter muita imagem figurativa: nos brinquedos, nos livros, na roupa de cama.... e inserir uma pintura geométrica cria um contraponto bem interessante


4) CRIE UM CANTO DE LEITURA

Muitos pais sonham em ter um filho que goste de ler. Para estimular o hábito, é bem interessante colocar os livros bem ao alcance da criança, de forma que ela não precise pedir a um adulto. Mas, além de deixar os livros num lugar baixo, de fácil acesso, é bacana criar um espaço relax perto para que ela possa curti-los. Não precisa de muito: alguns quartos têm uma cabaninha, mas aqui foram usados colchonete e algumas almofadas, e isso já deu conta do recado. 
Claro que nem todo mundo terá espaço para ter um canto de leitura + uma mesa de estudos. É por isso que nessa fase, eu não recomendaria fazer armário embutido, desses que ocupam 1 parede e meia, 2 paredes no quarto da criança. Avalie a sua real necessidade. Muita gente tende a achar que precisa, mas se for avaliar meeeeesmo, com calma, verá que não é tão necessário assim no momento. Esses armários tiram o espaço de lazer das crianças. Acredite, falo por experiência própria. Fui uma menina que brincava a maior parte do tempo na sala, atrapalhando a circulação de todo mundo, porque devido ao excesso de armários, eu não tinha espaço no meu quarto.


5) INSIRA OBJETOS INUSITADOS

Qual criança que não gosta de ter algo diferente? Nesse quarto, o inusitado fica por conta das luminárias: as de nuvem, a de estrela, da bonequinha do abajur e até da fairy light que dá o toque de aconchego. 
Na falta de ideias, busque elementos do universo infantil para o toque final. Podem ser bichinhos, seres mitológicos (como sereias e unicórnios, por exemplo), personagens de historinhas. Uma boa é sondar do que a criança gosta e pontuar os gostos dela na decor. Ela vai ficar feliz e se identificar com o ambiente. 


Essas fotos foram retiradas do blog da Fran, e eu suuuuuuper recomendo que você visite a fonte original, que além de ter mais fotos, tem um vídeo e também, mais detalhes de como esse quarto foi reformado. Basta clicar aqui. ;)

9 de maio de 2017

Vi.vre - 16 dicas da decoração mais bonita e acolhedora da serra fluminense



Quem já conhece e acompanha o Vi.vre no instagram levanta a mão! o/

Para quem ainda não conhece, o Vi.vre é um apartamento de campo localizado em Itaipava, distrito de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. Eles alugam por temporada, e de tempos em tempos, eles mudam toda a decoração do apê, com a ajuda de parceiros desse maravilhoso mundo da decor e do faça você mesmo. Foi o que aconteceu recentemente. Remodelaram a decoração, e lançaram a temporada Poésie. O lançamento aconteceu no último sábado, e eu estive presente. E que honra! Além de poder conferir de pertinho cada detalhe maravilhoso da curadoria da Elaine Vidal, que comanda o Vivre, tive um sábado delícia ao lado de pessoas queridas - além da própria Elaine, a Karen (do Pot Pourri da Karen e Revista Oca Pop), a Iná (Nosso Apê), a Tha (Casa Design Studio e que também trabalha comigo na Lápiz Decor), e a Talita (Inside the Office). Sabe um daqueles dias que a gente vai guardar com carinho no coração? Pois é, esse sábado foi um desses!

Trouxe algumas fotos para esse post! Tem muito mais que isso, e vou liberando aos poucos no Instagram. Vejam com calma, porque a Elaine é muito cuidadosa com os detalhes, então tem muita ideia boa por aqui! ;)

A começar, pela primeira foto aí em cima, o que você notou?

1) A PORTA PODE SER PINTADA DE UMA COR DIFERENTE

Tradicionalmente as portas são de madeira ou brancas. Ou então, em menor escala, pintadas da mesma cor que a parede. Mas destacar a porta com uma cor diferente pode criar um efeito bem interessante. No Vi.vre, foi usada uma cor mais discreta, mas se você preferir, também pode recorrer a cores mais vibrantes. 


2) RACK FEITO COM ENGRADADOS DE PLÁSTICO

Quando não se tem tanta coisa para guardar, engradados podem resolver o problema. Sejam colocados diretamente sobre o chão, seja colocando pés - existem tutoriais na internet que te ajudam nessa tarefa. Podem ser usados em pé ou deitados, fica ao gosto do freguês. 


3) VASINHOS MENORES PODEM SER COLOCADOS NO CHÃO, PORQUE NÃO?

Quando falamos em plantas dentro de casa, imaginamos logo uma planta maior apoiada no chão, ou então, em vasinhos menores colocados em janelas, mesas, etc. Mas sair do lugar comum costuma ser bem legal. Que tal uma composição de pequenos vasos no chão? Só tome cuidado para que esteja fora de circulação, afinal, a gente não quer ninguém caindo e levando tombos, não é mesmo? 

4) SIM, VOCÊ PODE TER DUAS PAREDES COM ESTAMPAS DIFERENTES NUM MESMO AMBIENTE

Tudo bem que nesse caso, uma estampa está na sala, e outra na cozinha, mas como os ambientes são integrados, elas se misturam. Porém, sem perder a harmonia. Não é regra - eu não defendo regras, você sabe - mas uma dica que pode ajudar é escolher pontos em comum entre as estampas: nesse caso, as mesmas cores e uma padronagem geométrica. 



5) PARA QUEM AMA COBRE E TONS METÁLICOS, ELES NÃO PRECISAM VIR NOS DETALHES. ELES PODEM APARECER NOS MÓVEIS

Sim, tons metálicos podem vir nos móveis, mesmo que não sejam cromados. É que nem eu e aaaaaaamaaaa cobre? Porque não um banco cobre na sua cozinha? Hein, hein? Se estiver com medo de criar um ambiente frio, cheio de "não me toques" , basta atentar à composição e misturar com elementos mais acolhedores, como a madeira, por exemplo.

6) HÁ QUEM DIGA QUE PAREDE DE LOUSA JÁ DEU. MAS.... E DAÍ?

De tempos em tempos surgem umas modas na decoração. Nada contra, elas nos ajudam a descobrir novas possibilidades. Mas elas não devem ditar as regras da nossa casa. Então, se a moda passar, pouco importa. O importante é o que funciona para você, para sua casa. Se tem algo que faça você sorrir cada vez que olha, mantenha, mesmo que já esteja "ultrapassado". Entre aspas, porque quando se trata de estética na decor, isso não existe. Existe o que te faz feliz. 


7) COZINHA PODE TER CORES FORTES SEM SEREM EXCESSIVAMENTE COLORIDAS

Nem todo mundo é um fã assumido de múltiplas cores. E está tudo bem. Mas isso não significa que, necessariamente, você precisa ter uma cozinha toda branca se for desse time. Note que nessa cozinha o armário é amarelo, mas apesar de ser um "detalhe grande", ela é predominantemente p&b. 


8) TEXTURAS NATURAIS TRAZEM ACONCHEGO

Para eu me sentir bem num ambiente, a decoração para mim tem que trazer algum aconchego. Gosto muito de ambientes que me façam me sentir abraçada, sabe? 
Texturas naturais ajudam muito nisso! Madeira é a forma mais simples e fácil de inserir essa textura no ambiente, mas não é o único caminho. Há quem tenha um quarto todo branco e aposta nas mantas para aquecer, por exemplo. 

9) APOSTE NO FAÇA VOCÊ MESMO E TENHA UMA DECOR CHEIA DE AMOR

O faça você mesmo, além de tornar a decoração muitas vezes mais acessível, levam ao cômodo uma pegada única, mais original, já que raramente alguém terá um igual. Na "mesinha de cabeceira", você pode ver o cesto feito pela Iná, do blog Nosso Apê. Lá tem um tutorial de um cesto similar, e você pode conferir aqui.

10) DETALHES INUSITADOS CHAMAM A ATENÇÃO E FAZEM O CORAÇÃO SORRIR

Sério, quem não gosta de uma coisa diferente, que vai ser o ponto alto daquele ambiente? Reparem na luminária suspensa do quarto. Já viu uma igual? Eu não. Além dela provocar pelo encantamento pelo diferente, como tem folhas e flores, remete ao campo, à floresta, trazendo uma sensação de aconchego.


11) DESVIO DE FUNÇÃO MUITAS VEZES É BEM VINDO

Quem disse que a sua mesa de cabeceira precisa ser um criado mudo ou uma mesa lateral? Se tiver um baú dando sopa, porque não? Fora que se você estiver precisando de mais um lugarzinho para guardar coisas, pode ser uma mão na roda!


12) PLANTAS LEVAM MAIS VIDA AO AMBIENTE

Já contei aqui que meu pai dizia que casa de verdade tem que ter livros e plantas. E eu super concordo! Uma casa com verde tem tão mais vida! 
Se você é daqueles que não ousa por achar que não tem o dedo verde, busque espécies mais fáceis de cultivar, ou então ceda às artificiais (ou permanentes, como estão chamando agora), e faça pouco caso do preconceito contra essas últimas. Até porque, hoje em dia, já existem algumas versões que nâo tem muita cara de plástico.
Mas as plantas também podem vir nas estampas! Olhem só que lindos os quadros e as almofadas com as aquarelas da Diana Gondim


13) PINTURAS NÃO PRECISAM SER CERTINHAS. QUE TAL UMA DIAGONAL?

Pinturas na diagonal não são exatamente uma novidade na decoração, mas ainda não muito pouco experimentadas. O que é uma pena, porque o efeito é bacana, e pode quebrar a monotonia de qualquer ambiente. É uma maneira simples e relativamente barata de destacar a decor. 




14) BANHEIRO TAMBÉM PODE FUGIR DA MESMICE

Pobre do banheiro que é praticamente igual em todas as casas e ninguém liga pra ele na hora de decorar. Não sei de onde tiraram que ele deveria ser relegado a segundo plano, ou esquecido. Mas gente, banheiro faz parte da casa, e pede amor e carinho também, tadinho!
Você pode pintar meia parede, meia porta, ter uma bancada/armário que não foram feitos originalmente para isso... não importa. O lance é: lembre do seu banheiro. Ele vai ficar feliz de fugir de mesmice, acredite!



15) AS CORES NEUTRAS DO BANHEIRO PODEM SER QUEBRADAS COM UM CHÃO ESTAMPADO

Nem todo mundo gosta de um banheiro coloridão, e não há problema algum nisso. Eu mesma não sou muito fã de cores fortes no banheiro. Mas a monotonia pode - e deve - ser quebrada, até porque estamos falando de um ambiente que em geral é mais frio. Inserir elementos estampados ou com imitações de textura de madeira - ou mesmo, madeira de verdade com tratamento adequado - podem ajudar muito. Olhem esse piso DI-VI-NO! Quero pra mim!



16) NÃO SE ESQUEÇA DO CORREDOR, ELE TAMBÉM FAZ PARTE DA CASA

Aqui tem até um post só com dicas para decorar corredor. Assim como o banheiro, ele também fica super feliz quando você não o exclui. Afinal, todo mundo ama inclusão, não é mesmo? No apartamento Vi.vre, o pôster do argentino Fer, do Don Terrenal leva amor para o corredor. Se for para o site do Don Terrenal, não se assustem com os preços, estão em peso argentino, okay?



Ufa! O apê é tão maravilhoso que rendeu muitas dicas, né? Você aplica alguma dessas em casa? Agora conta pra mim: qual foi o seu cômodo preferido? Eu não consegui escolher! Amei tuuuudoooooo!

20 de fevereiro de 2017

5 Dicas para arrumar quartos com móveis antigos



Já faz algum tempo que notei que tem gente chegando aqui no blog procurando no Google por dicas para arrumar um quarto com móveis antigos.  Embora já tenha feito um antes e depois com essa temática por aqui, achei que valia a pena fazer um post com algumas dicas.


1) ENCONTRE O EQUILÍBRIO

Equilíbrio é bacana, porque evita que seu quarto fique com cara de filme de época. Okay, adoro coisas com memória, adoro cenários de época, mas estamos falando da nossa casa, da nossa identidade. E trazemos conosco coisas do presente, das nossas vivências. ;) Então, para cada item antigo ou com cara de antigo, contrabalance com algo de aspecto mais moderno. 
Essa é a dica que vai guiar todas as outras.

Imagem: Casa e Jardim


2) MANTENHA AS COISAS CONSERVADAS

Não é porque algo é antigo que tem que ter cara de velho. O armário que foi da sua avó com as portas e gavetas caindo não vai acrescentar em nada, e ainda vai atrasar o seu dia a dia, se a cada vez que for pegar uma roupa tiver que perder um tempão colocando a gaveta no lugar. Conserte tudo que estiver quebrado. 

Imagem: Casa Chaucha


3) DÊ CARA NOVA AOS MÓVEIS

Nada mais divertido que um móvel antigo com uma pintura contemporânea. Não precisa pintar todos. Você pode pintar o guarda roupa e deixar o criado mudo na cor original e vice versa. 
Essa dica também é uma boa, quando consertar algum móvel já não é mais suficiente, pelo tempo ter deixado marcas mais cruéis.

Imagem: Casa e Jardim


4) APOSTE NUMA PAREDE QUE FAÇA CONTRASTE

Pode ser com um papel de parede cuja estampa passe longe do que é chamado de antigo, brincando com a ideia de antigo X moderno. Assim como pode ser com uma pintura geométrica irreverente, tão em alta hoje em dia. Ou pode ser apenas o uso de uma cor forte. O bacana da pintura é que não fica caro. 
E para quem gosta de grafite, que tal? 

Imagem: Casa Chaucha


5) TENHA ITENS DE DECORAÇÃO DIVERTIDOS

Pode ser almofadas divertidas, quadros que façam referencias a coisas que te arrancam um sorriso, toy art, etc. O importante é que ao olhar para essas coisas, você se sinta bem.

Repare as almofadas. ;)  Imagem: Casa Chaucha


Todas essas dicas, salvo a 2, servem também para quem tem um quarto todo de mobiliário planejado, desde o guarda roupa até a cama e a penteadeira, tudo com a mesma cara. Esse é o caso do quarto do meu apê. Não pintei os móveis embutidos, só o criado mudo solto, mas revesti com contact, bordado inglês, mudei os puxadores. Todas essas foram soluções simples e baratas.
E você, me diga aí, tem algum móvel antigo na sua casa? Segue alguma dessas dicas?

23 de junho de 2016

7 dicas para decorar quarto com pouca grana



Imagem: Casa doce casa (como esse quarto foi reformado com R$ 100)


Talvez o quarto seja o ambiente mais importante da casa. Muita gente se preocupa com a sala primeiro na hora de decorar, por ser um ambiente que recebe visitas. Mas em geral, o nosso refúgio costuma ser o quarto. É nesse cômodo que costumamos deixar nossas máscaras de lado, e sermos mais nós mesmos. É por isso que eu acredito que ter um quarto com a nossa identidade é tão importante: para que o ambiente esteja em sintonia com quem somos, sobretudo quando não estamos num momento lá muito favorável.
E decorar quarto pode ser caro, mas só se você puder e/ou quiser. Existem vários caminhos para quem não quer gastar muito percorrer. As possibilidades não são poucas! Então, separei 7 dicas para te dar uma mãozinha nessa estrada. 

Bora?


1) PINTE AS PAREDES!

Não estou falando necessariamente de uma pintura elaborada. Mas de uma simples pintura mesmo, que pode até ser branca. 
Um ambiente com pintura suja e/ou desgastada pelo tempo, pode passar uma impressão de desleixo, e uma pintura nova, renova isso quase que num passe de mágica. 
 Uma lata de tinta de 3,6 L custa em média entre R$ 70 e 120,00. Mas dependendo do tamanho do seu quarto, e da cor da tinta anterior (se não for muito forte), você nem precisará de tudo isso de tinta, e poderá comprar uma lata menor, mais barata.
Para calcular a quantidade de tinta necessária, eu achei essa calculadora. Vale lembrar também que tintas à base de água rendem bem mais, portanto, são mais econômicas.


2) NÃO TEM CAMA? IMPROVISE!

Imagem: Lari para Homens da Casa


Às vezes temos o colchão, mas ainda não sobrou para comprar uma cama. Ao invés de deixar o colchão jogado no chão, improvise com o que estiver ao seu alcance: você pode assumir a cama no chão e fazer tatame com madeiras baratas, como o compensado. Você pode conferir o passo a passo simples, feito por uma colunista do blog Homens da Casa, aqui. Para ter uma ideia de preço de chapas de compensado, você pode conferir os preços da Leroy Merlin aqui
Outra opção, pode ser uma cama com paletes, que tem a vantagem de ser mais simples de fazer, e a desvantagem de ser mais difícil de limpar. 


3) FAÇA ARTE NAS PAREDES

Se você manja bem dos desenhos na parede, pode fazer a sua própria arte, porque não? Mas se não for o caso, você pode recorrer ao stêncil e fazer algumas estampas com esponja e pouca tinta (esse é o segredo para não vazar). 
Outra forma de criar estampas é recortar alguma forma em contact - triângulos, por exemplo - e ir colando na parede. Vale lembrar, principalmente se o espaço for grande: contact liso é mais em conta que os modelos estampados. 
Há ainda a opção de fazer arte com fita isolante. Você pode criar uma estampa, repetindo os padrões, ou fazer um desenho.


Imagem: Senhora Bagunça DIY (com passo a passo)


4) QUER TER QUADROS E NÃO TEM DINHEIRO?

Se formos numa molduraria, muitas vezes o preço faz a gente cair pra trás. Mas em lojinhas de 1,99 e de mdf para artesanato, podemos encontrar molduras bem mais em conta. Se a cor não nos agradar, sempre há a saída da pintura.

Dependendo do tamanho da moldura, ela pode custar em média de 4 a 15 reais. Se ainda assim, for sair do valor estipulado para a decoração do quarto, que tal abolir a moldura e prender com fita isolante? 

Imagem: ScrapBi/ instagram

Se você desenha, pinta, faz colagens, pode usar seus próprios trabalhos na parede. Se não for o caso, existem diversos sites de imagens free, como o Pixabay. Se você não tiver impressora em casa, pode imprimir numa gráfica. O preço da impressão vai variar de acordo com o tamanho e o papel escolhido. Se não me falha a memória, paguei uns 7 reais a impressão colorida em papel couché uns 2 anos atrás. Mas se você achar que é muito, pode assumir o p&b, e imprimir em papel comum mesmo, tamanho A4, que custa uns 50 centavos.

Outra opção, é pintar tecido e fazer bandeirola. Você pode usar stêncil, escrever frases motivacionais. O importante é que tenha a ver com você.



5) CAPRICHE NA ROUPA DE CAMA

Roupa de cama é um item que ajuda muito a definir o estilo do ambiente. Um quarto com uma roupa de cama p&b vai passar uma mensagem. Se tiver florezinhas, a mensagem já será outra. E quando falamos de decoração aqui, não estamos falando de casas bonitas. Estamos falando de uma casa que nos abrace, que esteja de acordo com a nossa identidade, estilo e escolhas de vida. 
Mas como roupas de cama costumam ser caras, a solução para não ter que comprar uma nova, é continuar com as que temos, e procurar tecidos baratos que tenham a ver conosco e fazer uma espécie de cobre leito, para ornar enquanto não estamos dormindo. Se você não souber costurar (como é o caso da pessoa aqui) e não tiver alguém que possa fazê-lo por você, dá para fazer a bainha com cola para tecido e viés. Não é a mesma coisa, mas quebra o galho!



6) O GUARDA ROUPA É DE MÁ QUALIDADE? DÊ UM JEITO!

O que eu mais escuto das pessoas que têm um guarda roupa de má qualidade, é que as portas vivem caindo. Se esse for o seu caso, a solução pode ser arrancar as portas fora: primeiro, por questão de praticidade, já que elimina o cuidado constante ao abrir as portas; e segundo, por segurança, já que não deve ser nada bacana a porta acabar tombando na sua cabeça. 
Mantenha tudo arrumado e o assuma como um armário aberto. Ou então, você pode fazer uma cortina para substituir a porta, como mostra nesse vídeo aqui


7) APOSTE NOS ACESSÓRIOS 

Acessórios são o que dá o toque final e a nossa personalidade ao ambiente. Capriche nas almofadas, pense na cortina com carinho, pegue os objetos que têm valor afetivo para você. Os acessórios são em geral a parte mais barata da decoração - salvo se você resolver comprar um tapete persa, aí é outra história! rs - e justamente por isso, é com os acessórios que temos uma liberdade maior de brincar na decoração.



E aí, você aplica alguma dessas dicas em casa? Tem mais alguma que eu não citei? Bora trocar ideias! =)

Eu aplico as dicas 1, 4, 5 e 7. 

Você pode conferir outros posts nesse estilo aqui e aqui. ;)

1 de março de 2016

Antes e depois: 4 dicas para renovar seu quarto com menos de R$ 100





Gente, eu não morri! Só estou mega enrolada mesmo! Reta final do curso e vida passando por algumas mudanças, sabe como é?
Mas devido às chuvas que transformaram o Rio de Janeiro num rio, minha aula foi cancelada e consegui uma pequena folga para trazer um antes e depois para cá!
O ambiente da vez é o quarto de Ana Cantarini, que escreve no blog Casa Doce Casa, e recentemente, começou a se aventurar no Youtube. O bacana desse quarto é que ele foi renovado com menos de 100 reais (YEAH, isso é possível!). 
E diferente da maioria das casas que aparecem por aqui, o quarto da Ana tem um quê de estilo escandinavo, predominando o P&B, com pontos de cor. 

Bora às dicas? Como sempre, sugiro que você preste bem atenção nas fotos antes de ler as dicas. ;)



1)  SUA CASA NÃO PRECISA SER COLORIDA

Se cores não te fazem realmente feliz, e você sorri mais com a combinação P&B, assuma isso sem medo. Embora muitas revistas e blogs de decor sugiram que coloquemos cores no ambiente, colorir é uma saída, não a única saída. 
Para evitar que o ambiente fique com cara de hospital, branco demais, uma boa alternativa é investir em contrastes e em elementos que aquecem o ambiente. Nesse caso, o preto e o amarelo cumprem o papel de contrastar e a madeira aquece. 


2) CONTACT SALVA A PÁTRIA

Isso não é jabá, é sério. Contact salva a pátria! Com pouco dinheiro e sem sujeira, você consegue grandes coisas. As bolinhas na parede e o branco das gavetas são contact. Não é à toa que já recorri a esse recurso diversas vezes, e ainda recorrerei tantas outras.


3) ROUPA DE CAMA FAZ PARTE DO CENÁRIO

A sua colcha não está lá apenas para proteger o seu lençol da poeira. Ela interage com o espaço, e portanto, faz parte da decoração. Por isso que ela deve dialogar com o resto do quarto e estar alinhada com a mensagem que você quer passar. Para quem queria um quarto praticamente todo em P&B, uma colcha mais "doce" não faria muito sentido. Da mesma forma que se você quiser um quarto romântico, uma colcha com estampa militar ficará fora de propósito.


4) ACESSÓRIOS SÃO A CEREJA DO BOLO

Sim, eu sei que em quase todo antes e depois eu comento isso. Mas é porque eu acho que é uma tecla que vale a pena ficar batendo. Em geral, as transformações a baixo custo, a gente consegue com a ajuda deles.
Repare na luminária, na cabeça de buldogue francês, e na prateleirinha com quadrinhos. Deram todo o charme que faltava!
A grande vantagem dos acessórios, é que você pode pesquisar itens que caibam no seu bolso. No caso da Ana, tanto a luminária como a cabeça do buldogue foram feitos por ela mesma. O passo a passo para a luminária, você encontra aqui.



E aí, gostou? Qual dessas dicas você segue? Eu sigo todas menos a primeira, porque eu não sou lá muito minimalista, rs.  
Captou mais alguma dica que eu poderia ter dado e não dei? Conta pra gente! =)


Fotos e post original: Casa doce casa. Vale a pena conferir o post original que tem a história desse quarto, mais fotos e até um vídeo! ;)

21 de julho de 2015

Antes e depois: 6 dicas simples e baratas para renovar quarto de hóspedes



Já faz algum tempo que não trago para cá dicas tiradas a partir de um antes e depois, né? Mas cá estou eu com um ambiente que acredito nunca ter abordado aqui: quarto de hóspedes. Essas imagens de antes e depois são do blog A Beautiful Mess, divulgadas na época que a Emma, uma das autoras, renovou o quarto de hóspedes da sua casa.
Apesar de estarem mais voltadas para um quarto de hóspedes, essas dicas também podem servir para nossos quartos, certo?


1) TINTA FAZ MILAGRES

Sim, eu sei que já disse isso milhões de vezes. Perdón, continuarei batendo nessa tecla, porque é verdade! Sério gente, pelo amor, percam o medo da tinta! Observem essas duas imagens: faz uma senhora diferença, não faz?

2) CABIDE + REVISTAS NA PAREDE

É uma forma simples, útil e barata de preencher a parede. Talvez algumas pessoas prefiram um quarto de hóspedes um pouco mais impessoal, por não ter um morador fixo, o que talvez dificulte na hora de escolher quadros e outros enfeites. 
O bacana da ideia, é que você pode comprar revistas de estilos diferentes que possam agradar a diversos hóspedes, e assim, dar a eles uma possível distração, depois que eles te dão boa noite. 
A melhor parte é que existem cabides a preços tão acessíveis nas lojas de material de construção e nas lojinhas de 1,99 da esquina.

3) INVISTA NUMA CABECEIRA

Já que quartos de hóspedes costumam ter poucos elementos, que tal uma cabeceira para destacar o ambiente? Não precisa ser nada muito complexo... paletes ou uma tábua de compensado podem dar conta do recado. Se quiser algo mais elaborado ou com um ar mais sofisticado, o que não falta na internet são tutoriais de cabeceiras, inclusive acolchoadas.

4) APOSTE NUM ELEMENTO DIFERENTE

Alguém aqui reparou o enfeite com galhos na quina da parede? Você já viu isso por aí? Mesmo que já tenha visto, podemos concordar que não é algo que vemos a todo instante, certo? Ou seja, é um elemento diferente, que chama a atenção, que desperta curiosidade. 
Convenhamos que isso não teria o mesmo peso se estivesse no seu quarto, meio escondido do "público". Eu particularmente acho bacana brincar com o olhar do hóspede, deixá-lo intrigado, curioso. 

5) TAPETES PODEM SER BEM VINDOS

Eu inseri o "podem" no subtítulo, porque em se tratando de tapetes, sempre há um porém. Tapetes podem aquecer ou dar uma levantada na decor do ambiente, mas alguns modelos podem não ser indicados a alérgicos. Mesmo que você não seja, é bom lembrar que não é você que dormirá num quarto de hóspedes, e devemos sempre considerar a possibilidade da sua visita ser. Então, caso opte por ter um, escolha opções menos felpudas e mais fáceis de limpar.
Caso você queira colocar um tapete, mas não achou nenhum a preço acessível, que tal fazer um usando jogos americanos? Fica a dica! ;)

6) OLHE COM CARINHO PARA O TETO

Não, não estou falando que você tem que tirar o ventilador de teto. Longe de mim dar essa sugestão. Funcionalidade tem que vir antes da estética, sempre. Afinal, de que adianta termos um ambiente bonito, mas desconfortável? Cada um sabe as necessidades e/ou possibilidades de suas casas.
Se você gostar/ puder ter um ar condicionado e quiser trocar o ventilador por uma plafon, ótimo. Mas caso não possa, ou não goste (eu conheço gente que não curte ar condicionado), não precisa sofrer com o ventilador de teto. Você pode trocá-lo por um modelo que te agrade (sem descuidar da eficiência, claro), ou então, customizar aquele que você já tem.
Uma observação: o fato de você ter ar condicionado não significa necessidade e/ou possibilidade de excluir o ventilador de teto. Eu por exemplo, tenho os dois. E uso muito mais o ventilador. Ligo o ar condicionado no verão, por umas 2 horas, depois desligo, e ligo o ventilador para sentir o vento frio, sabe? Fico confortável, e economizo bastante na conta de luz.
A questão é só você se lembrar que o teto existe, e fazer as pazes com ele, independente de que caminho você prefera seguir.


E você, tem quarto de hóspedes ou as suas visitas costumam dormir na sala, como as minhas? Segue alguma dessas dicas? Conta pra mim!


*Fotos e post original: A Beautiful Mess. Eu, se fosse vocês, iria lá conferir o post de origem. Além da história que a Emma conta, tem muito mais fotos, todas mega inspiradoras!

27 de abril de 2015

Antes e depois: 4 dicas para reformar quarto



Juro para vocês que às vezes não precisamos de muito para fazer uma baita reforma no nosso quarto! Com pouco, bem pouco mesmo, podemos conseguir resultados incríveis, de deixar as visitas de boca aberta. Vejam essas duas fotos abaixo, retiradas do Apartment Therapy:




Nem parece o mesmo quarto, né? Não sei quanto a pessoa gastou aí, mas pela minha experiência, sei que é uma reforma possível  de ser feita com pouca verba. Separei umas dicas para vocês, mas antes de lê-las, compare as duas fotos com cuidado, e faça o exercício: o que eu posso extrair dessa mudança e aplicar na minha casa?



1) PAREDE CLARA + MÓVEIS CLAROS

Não estou dizendo que você tem que ter paredes e móveis claros. Mas quando você quer levantar um ambiente e não sabe muito bem como fazer isso, essa é uma solução simples e com pouca chance de dar erro. Uma base limpa te ajuda a brincar com os acessórios depois, se você não souber o que quer no primeiro momento.
Repare que ao falar de cores claras, não estou falando do branco necessariamente. O cinza nem sempre é considerado uma cor clara, mas veja como ele iluminou o ambiente!
Nesse caso, os móveis foram trocados, mas nem precisaria. Tinta nos antigos já teria resolvido o problema.


2) CUIDADO AO COLOCAR ACESSÓRIOS COM A MESMA FUNÇÃO PRÓXIMOS UNS DOS OUTROS

Na primeira foto, temos uma luminária de mesa e uma arandela, lado a lado. Desnecessário, já que provavelmente você não precisa dos dois ligados ao mesmo tempo, e acaba poluindo o visual.
Nesses casos, procure fazer uma escolha. O dono desse quarto, optou pela luminária de mesa, como podemos ver na segunda foto.

3) APOSTE NUMA COMPOSIÇÃO DE ALMOFADAS

Almofadas é uma forma simples de dar ao quarto uma cara de arrumadinho, e também, de imprimir nele um pouco da sua personalidade. Afinal, você vai escolher as estampas, os desenhos, de acordo com seus gostos e experiências vividas. 

4) PRESTE ATENÇÃO NO POSICIONAMENTO DOS QUADROS

Pode parecer bobagem, mas às vezes colocamos um monte de cacarecos na frente dos quadros, fazendo com que eles não apareçam direito. O resultado é um ambiente com aspecto bagunçado, mesmo que não esteja. 
Conseguem perceber a poluição visual que tem na primeira foto? Conseguiram achar um quadro atrás da penteadeira? 
Não tem problema ter muitas coisas, se isso dialogar com você. A proposta aqui não é você jogar tudo fora e ter o mínimo de quadros possível. É você prestar atenção no posicionamento e na composição. Composição é tudo, gente!


*Fotos e detalhes da transformação desse quarto, no Apartment Therapy, aqui.


E vocês, seguem alguma dessas dicas?

9 de março de 2015

Antes e depois: 4 dicas para modernizar um quarto sem perder a vibe de "antiguidade"




Gente, eu AMO o Apartment Therapy! São muitos os posts que eles sobem semanalmente e é impossível não encontrar algo que te inspire. 
Eu gostei bastante desse quarto que eu separei para vocês hoje. Isso porque eu adoro mobiliário antigo, eles em geral têm um design mais trabalhado, são de melhor qualidade, e ainda carregam história. Mas não curto ambientes que me remetam a conventos ou museus-casa. O que eu mais gostei, foi que em geral, as pessoas dão cara nova ao móvel antigo renovando-o; e nesse caso, deram cara nova ao móvel, renovando o que está ao redor.





Vamos às dicas?


1) VALORIZE  A PAREDE

Móveis antigos costumam se sobressair e ficar com uma pegada mais contemporânea se estiver em contraste com uma parede decorada. Nesse caso, usaram stencil para baratear o projeto, mas você pode usar papel de parede comum, papel de parede autocolante, tecido, e até  carimbos!
Tenha o cuidado de escolher alguma estampa que dialogue com o móvel, sem pesar o ambiente.


2) INVISTA EM DETALHES QUE TRAGAM ACONCHEGO

O mobiliário antigo, desses do século XIX desacompanhados é que deixam o ambiente com cara de convento. Pelo menos, quando eu leio um livro em que algum personagem mora em convento ou mosteiro, sempre imagino o quarto do noviço ou noviça como esse da primeira foto. O que ajuda o ambiente a ficar mais aconchegante, com personalidade, são os detalhes decorativos como: tapete, manta, cesto. Não tem na foto do depois, mas podemos inserir: almofadas, quadros, bibelôs que tenham algum significado para você.


3) MISTURE O ANTIGO COM O MODERNO

As prateleiras servindo de mesinha de cabeceira já estavam quebrando o "antigo" na primeira foto. Mas as luminárias, de design mais antigo, não ajudava a modernidade das prateleiras se sobressaírem, além do abajur não ser muito funcional para quem gosta de ler na cama à noite. Ele foi substituído por uma luminária mais leve, com gancho - o que liberou espaço na prateleira, que é aparentemente pequena. 


4) APOSTE NAS PLANTAS

Dificilmente você errará. Plantas sempre trazem mais vida ao ambiente. Podem ser flores, folhas. Reais, desidratadas e até, artificiais. Há quem não goste dessas últimas, mas para quem gosta, está liberado! ;)  Para quem quer ter alguma planta de verdade e não tem tempo ou não consegue cuidar, apele aos cactos!



E vocês, têm algum móvel antigo em casa? Seguem alguma dessas dicas?
Eu sigo a 2, 3 e 4.


Fotos, post original, história desse antes e depois, bem como as dicas para fazer o stêncil estão AQUI. Vale a pena ler, fica a dica.

12 de novembro de 2014

A cereja do bolo: fairy light de coração


Dou o braço a torcer: me rendi às luzinhas!

Nunca curti muito luzinhas em árvores de natal. E quando elas viraram moda na decoração, não gostei. Não recriminava quem gostava, mas não era para mim.
Mas aí surgiu no meu caminho a Zilah, do Dona das Coisinhas. A Zizi é aquele tipo de pessoa capaz de te fazer morrer de fofura com tudo! Se você acompanha o blog dela, sabe do que eu estou falando!
Quando ela lançou a fairy light de coração na Toda Coisinha (já falei sobre essa loja aqui), tudo que eu pensava a respeito de luzinhas foi pro beleléu! Me apaixonei e desejei ter uma! Só que eu queria que elas compusessem a cabeceira nova, e quando finalmente a cabeceira foi repaginada, elas estavam em falta!
Fuééém, o jeito foi esperar. Mas até que não esperei muito! Aê!

Fiquei toda boba, ou melhor, toda coisinha, quando elas chegaram!

Quem sempre compra nessa loja sabe que às vezes vem de brinde um sabonete meeeeeeeeeeeeeega cheiroso do Estudio Blumen. Daí, enquanto esperava o elevador, fiquei cheirando a caixa, porque dava para sentir o cheiro do sabonete. O vizinho deve ter me achado muito esquisita. hahahahaha. Mas quem disse que eu ligo?



Dica para quem tem cabeceira embutida, como a minha:

Sempre tem algum buraquinho entre o móvel e a parede. Passe o arame no fio, e procure esses buraquinhos para fixar as luzinhas, como mostra a foto abaixo.
Fácil, rápido, e sustenta bem!


Estou curtindo ligar essas luzinhas à noite, enquanto assisto ao seriado do momento. O ambiente fica tão aconchegante!



Alguém aqui tem luzinhas em casa? Se tem, onde? Conta pra gente!


OBS: Sim, a minha blusa de corações foi proposital, para combinar com a fairy light! =P


* Esse post NÃO é um publieditorial. Estou só compartilhando uma "alegria decorativa".

14 de outubro de 2014

Tour pelo apê

Demorô, mais saiu!!! Finalmente, o tour pelo apê já está no ar!

Ao contrário da maioria dos vídeos de tour, esse é bem curto, tem um pouco mais de 5 minutos, e eu não fico dando muitas explicações. Isso se dá pelo fato de que eu prefiro vídeos não muito longos no Youtube, gosto de ser o mais dinâmica possível. Mas vocês podem ficar à vontade para perguntar coisas sobre o apê, sobre algum cômodo, móvel, objeto de decoração.

Sejam bem vindos à minha casa! Agora é só dar o play!




Espero que tenham gostado! 

23 de julho de 2014

Quer uma cabeceira nova? Aqui tem 5 DIYs para você escolher!

Eu nunca sonhei com uma cabeceira moderninha, sabe? As que mais me agradam são as clássicas de madeira, sejam elas torneadas ou retas; algumas acolchoadas e as de pallets.
Eis que ando cismada com a minha cabeceira. Ela é de mdf e pega toda a extensão da parede, entre o guarda roupa e a porta da varanda, não fica só na largura da cama. Vocês talvez me perguntem, porque não tiro a minha e coloco a dos meus sonhos. Pois bem, para complicar a brincadeira toda, a minha parede ainda tem uma "quebra", sabe? Para resolver isso, só com obra, e eu não estou com a menor vontade de encarar isso agora.
Esses dias comecei a quebrar a cabeça para ver como eu resolvo esse impasse. Estou na dúvida se customizo a minha, se arrumo um jeito de disfarçar a já existente e crio uma do jeito que quero....


Enquanto o meu dilema por aqui continua, se você está com uma parede livre aí, que tal realizar o seu sonho por mim?
Trouxe alguns DIYs bacanas para vocês se inspirarem e mandarem brasa. Clique nas fotos para ser redirecionado ao post original, com o passo a passo.

Cabeceira de contact, A Casa que a minha vó queria:



Cabeceira de fita adesiva, Casa Bellissimo:



Cabeceira de pallets, Dcoração:




Cabeceira acolchoada, Homens da Casa: 




Cabeceira com fita isolante e contact, Papo Dellas:



E aí, gostaram? Assim que eu decidir como fazer/ customizar a minha, volto com o tutorial!

3 de junho de 2014

O que é quarto para você?



Hoje é dia de vídeo! Mas para sair um pouco do lugar comum, não trouxe um PAP. Mostro um pouco meu quarto, mas não é um tour. Dessa vez, o objetivo é refletirmos um bocadinho sobre o ambiente em questão para, a partir daí, pensarmos na decoração. Vou parar por aqui, que o resto, ou melhor, o principal, está no vídeo.

Pegue o timer de cozinha e dê o play!


25 de fevereiro de 2014

Inspiração: luminárias de teto

Como muitos de vocês sabem, eu faço ginástica artística. Não para competir, é só uma forma de fazer exercício e me divertir. Mas que acabou se tornando uma grande paixão. O engraçado é que eu comecei já adulta, com 22 anos, mas acho que não sei mais viver sem.
Recentemente, percebi que estava cada vez mais difícil treinar: meu pé doía e eu saía do ginásio quase mancando. Procurei um médico e descobri que estou com fascite plantar. Tomei antiinflamatório por 5 dias e comecei a fazer fisioterapia. Não parei de treinar esses dias, parei só as acrobacias e tudo que envolve impacto. Tem outros exercícios que dá para eu fazer, como barras, fortalecimento de braço e abdômen, ponte. Mas como o que eu gosto mesmo é de pular, fazer mortais, eu estou fazendo tudo bonitinho, indo para a fisio duas vezes por semana.
Essa historinha toda é só para dizer que no caminho para a clínica tem uma loja de lustres e luminárias. Daí, me deu vontade de pesquisar inspirações de luminárias de teto (estou usando o termo teto, porque nem todas são pendentes). Confesso que eu não pensei muito quando comprei a minha. Na época, eu meio que comprei correndo, porque queria aproveitar que o pedreiro viria pintar a casa e fazer uns pequenos reparos que foram necessários e pedir para ele instalar para mim. Eu sabia que queria uma pendente neutra, mas não cheguei a pesquisar modelos (uma vergonha, eu sei). Até que deu certo, eu gosto bastante da minha, mas não recomendo que você faça a mesma coisa, o risco de se arrepender é grande, a menos que você bata o olho e se apaixone, o que não foi o meu caso.

Tem modelos mais clássicos, mais clean, ao estilo faça-você-mesmo. Inspire-se:

















E aí, qual te agrada mais? Eu gosto de praticamente todas! =)


Imagens: Casa Chaucha e Pinterest (1,2,3,4,5)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...