Personare Ads

Mostrando postagens com marcador quarto infantil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador quarto infantil. Mostrar todas as postagens

23 de maio de 2017

Antes e depois: 5 dicas para um quarto infantil onde ninguém bota defeito!


Fotos: Fran Bagnati/ Lá de Casa 


Quando vi uma foto desse quarto pela primeira vez, fiquei assim.... de queixo caído, sabe? Não deveria, porque faz tempo que eu sei que a Fran, do Lá de Casa, que decorou esse quarto para a sobrinha, arrasa, e muito. Mas sabe como é... mesmo sabendo que dela só pode vir coisa linda, não pude evitar um monte de suspiros - suspiros mesmo, não a comida, okay? 
E sabe o que é mais legal? Muitos móveis foram reaproveitados de outras pessoas da família, e quase tudo foi feito em casa, no melhor estilo handmade. Em outras palavras: a demonstração de que não é necessário ter verbas astronômicas para decorar o quartinho das crianças. Boa vontade e mão na massa já ajudam pra caramba!
Foi por isso que assim que vi esse quarto, tive certeza de que ele seria o ambiente escolhido para o próximo antes e depois desse blog. =)


Observe bem as fotos do antes, do depois e bora às dicas!






1) FUJA DO LUGAR COMUM!

Tradicionalmente os quartos de criança são tão padronizados. Base branca ou bege e elementos em rosa ou azul. Os móveis, se não forem todos iguaizinhos, costumam ser bem similares. A consequência disso é um quarto sem personalidade alguma, desses que parecem ter saído de showroom. Se permita sair do lugar comum. Se não souber por onde começar, busque inspirações na internet, o Pinterest é cheio de ideias. O mais bacana é que muitas soluções bacanas são economicamente viáveis.


2) REAPROVEITE MÓVEIS DE OUTRAS GERAÇÕES

Em geral, os móveis de décadas passadas tem bem mais qualidade que os de hoje. Então, se tiver móveis dando sopa na sua família, aproveite. Se tiver medo do quarto da criança ficar com cara de quarto de vó, relaxe. É só dar uma cara nova a eles, e cuidar para que a composição fique agradável aos olhos infantis. Nesse quarto da Giulia foram reaproveitados a cama, mantida na madeira, e o guarda roupa, pintado de verde-menta. 


3) PINTURA GEOMÉTRICA CRIA UM EFEITO INTERESSANTE

Quase ninguém pensa em formas geométricas para quarto de criança, e quando coloca papel de parede, é de bichinhos, bonequinhas, etc. Mas se parar para pensar, nesses quartos costumam ter muita imagem figurativa: nos brinquedos, nos livros, na roupa de cama.... e inserir uma pintura geométrica cria um contraponto bem interessante


4) CRIE UM CANTO DE LEITURA

Muitos pais sonham em ter um filho que goste de ler. Para estimular o hábito, é bem interessante colocar os livros bem ao alcance da criança, de forma que ela não precise pedir a um adulto. Mas, além de deixar os livros num lugar baixo, de fácil acesso, é bacana criar um espaço relax perto para que ela possa curti-los. Não precisa de muito: alguns quartos têm uma cabaninha, mas aqui foram usados colchonete e algumas almofadas, e isso já deu conta do recado. 
Claro que nem todo mundo terá espaço para ter um canto de leitura + uma mesa de estudos. É por isso que nessa fase, eu não recomendaria fazer armário embutido, desses que ocupam 1 parede e meia, 2 paredes no quarto da criança. Avalie a sua real necessidade. Muita gente tende a achar que precisa, mas se for avaliar meeeeesmo, com calma, verá que não é tão necessário assim no momento. Esses armários tiram o espaço de lazer das crianças. Acredite, falo por experiência própria. Fui uma menina que brincava a maior parte do tempo na sala, atrapalhando a circulação de todo mundo, porque devido ao excesso de armários, eu não tinha espaço no meu quarto.


5) INSIRA OBJETOS INUSITADOS

Qual criança que não gosta de ter algo diferente? Nesse quarto, o inusitado fica por conta das luminárias: as de nuvem, a de estrela, da bonequinha do abajur e até da fairy light que dá o toque de aconchego. 
Na falta de ideias, busque elementos do universo infantil para o toque final. Podem ser bichinhos, seres mitológicos (como sereias e unicórnios, por exemplo), personagens de historinhas. Uma boa é sondar do que a criança gosta e pontuar os gostos dela na decor. Ela vai ficar feliz e se identificar com o ambiente. 


Essas fotos foram retiradas do blog da Fran, e eu suuuuuuper recomendo que você visite a fonte original, que além de ter mais fotos, tem um vídeo e também, mais detalhes de como esse quarto foi reformado. Basta clicar aqui. ;)

27 de dezembro de 2013

Filho de quem tem pouca verba pode ter um quarto legal?


Outro dia perguntei na fanpage qual seria o próximo ambiente que gostariam que eu abordasse na série "quem tem pouca verba", e quarto infantil ganhou. =) Agradeço a quem respondeu. A fanpage é de vocês também!
Inicialmente, a minha ideia era abordar todas as nuances desse cômodo: menino/menina/irmãos. Mas o post ficaria grande demais, e achei por bem dividir. Então, o post de hoje será para quem tem um quarto só para si, e depois falarei sobre irmãos que dividem o ambiente.

Dica 1: Respeite a personalidade da criança.
 Óbvio que não estou falando de bebês, mas de crianças que já manifestam seus gostos. E com isso não quero dizer que você deve comprar tudo que ela pede, mas entender o que a fará se identificar com o cantinho dela. 


Dica 2: Uma pegada artesanal vai bem.
Se a verba estiver beeeem curta mesmo, eu particularmente acho mais interessante investir numa pegada artesanal, com móveis do exército da salvação do que comprar tudo em lojas de qualidade duvidosa e que não decoram. Prefiro o simples charmoso ao novo sem sal. Porque o primeiro mostra que você se preocupou em dar a sua identidade ao ambiente. E ninguém terá um quarto igual!


Imagem: House to Home

Dica 3: Inove na pintura. 
Sabemos todos que tinta na parede é uma das maneiras mais baratas e fáceis de se modificar a cara de um ambiente. Porque não inovar e fazer umas listras? Está cheio de tutorial mundo afora, jogue no youtube. Se estiver com medo, dá para pintar tudo e fazer as faixas com papel adesivo.

Dica 4: Pense fora da caixa.
Reparou nos aviões presos ao teto com fios de nylon? É uma maneira barata e bem interessante de deixar o ambiente mais lúdico e divertido.

Dica 5: Não rotule as cores.
Sem essa de que quarto de menino tem que ser azul ou verde. Viu a cor da cômoda e das paredes?


Imagem: Live Colorful

Dica 6: Fuja do lugar comum.
Quando você foge do lugar comum, você abre as portas para a criatividade. E quando a criatividade aflora, você encontra soluções econômicas. Pelo que li na matéria da Revista Minha Casa, quase tudo nesse quarto foi comprado em brechós e repaginado. Repare no berço escandaloso (posso roubar quando eu tiver um filho?) e na cadeira de balanço de palha com almofada de caveira aí atrás.

Dica 7: Quer ter uma luminária? Você pode.
Eu sei que tem aquelas que só de ver o preço, nosso bolso chega a suar frio, mas para tudo nessa vida tem solução. As japonesas são bem em conta, e vale lembrar também que quase tudo pode virar luminária hoje em dia, é só buscar inspiração na internet!

Imagem: Minha Casa

Dica 8: Vá de branco. Mas nem tanto.
Se o branco combina mais com a sua criança, ou se a casa e alugada e não pode pintar as paredes e todos os móveis já eram brancos, tudo bem, não é o fim do mundo. Há muita beleza no branco também. Mas pelo amor de todos os deuses do Olimpo, quebre! Seja com uma cadeira de madeira, um baú de vime, tudo na cor natural, almofada colorida... afinal, não queremos os pimpolhos morando num quarto com cara de hospital, não é?

Imagem: Mommo Design

Dica 9: Dê uma graça à parede.
Vamos combinar que parede decorada é outro papo! Se você não achou nenhum papel de parede que caiba no seu bolso, tecidos são a solução mais viável. Existe tanta estampa bonitinha a preços bacanas por aí.
O coração pode ser feito com papel pluma ou papelão e tecido. Bastidores também são uma opção legal.
Agora, se a sua criança for tipo eu nos anos 90, e adora subir em árvores, que tal trazer esse amor dela para a decoração? Se for muito difícil pintar uma árvore na parede, dá para fazer com contact. ;) (De novo, cace tutoriais, google e youtube estão aí pra isso!)

Imagem: Mommo Design

Imagem: Mommo Design

Dica 10: Base branca, acessórios bem coloridos.
Repare que nesse quarto, a base é branca, mas o ambiente é bem colorido. A cabeceira, roupa de cama, as bandeirinhas, os brinquedos nas prateleiras e os cestos organizadores trouxeram vivacidade. Preste atenção no que esconder no armário de brinquedos e no que ficará bacana à mostra.

Imagem: Mommo Design

Dica 11: Crie um canto para brincadeiras.
Criança gosta de brincar. E nem sempre é uns bonecos em cima da cama que ela quer. Um pedaço de parede de louça dá chance à criança soltar a imaginação e ainda estimula a criatividade, seja para escrever, seja para desenhar. Se não puder pintar a parede, contact preto fosco cumpre bem o papel.
Adorei a ideia da escada. Se estiver chovendo e não der para ir ao parquinho, seu filho não perderá a chance de se pendurar, rs. Tenho uma amiga, cuja filha eu tenho certeza que amaria isso! Só cuidaria de verificar que o troço está bem seguro e colocar um colchão embaixo. 

Dica 12: Olhe para outros objetos da casa com carinho.
Na verdade, essa dica serve para qualquer cômodo. Hoje em dia a decoração é bem livre e quase tudo pode virar quase tudo (deu para entender, rs?). Note como uns baldes de lavanderia se transformaram numa luminária divertida.

Imagem: Mommo Design

Dica 13: Valorize a cor preferida da criança
Uma forma simples de fazer isso, é pintar uma única parede dessa cor, assim ela se destacará das demais.

Dica 14: Deixe os livros à mostra.
Eu sei que em termos de conservação isso não é o ideal, mas deixemos esse tipo de preocupação para os museus e bibliotecas, rs. Livros infantis geralmente têm capas bem divertidas que decoram o quarto. Fora que se estiverem ao alcance da meninada, será mais fácil estimular o hábito da leitura.

Imagem: Mommo Design


Dica 15: Não duvide do poder dos quadros.
Essa é beeem simples, vai. Você pode procurar na internet a imagem do personagem preferido do seu filho e imprimir. Pode ser algum bichinho, alguma boneca, qualquer coisa que a criança goste. Se seu filho adora desenhar, pintar, que tal usar a obra dele na parede? O mais provável que é a criança fique toda orgulhosa de si mesma. =)
Emoldurar como manda o figurino é caro. E agora, José? Procure por porta retratos grandes em lojas populares. Não tem a mesma qualidade, mas ficará bacana do mesmo jeito!
Agora presta atenção: não coloque quadros ao alcance de crianças pequenas. Se o seu filho já é maiorzinho, porém o quadro fica próximo à cama, ou em qualquer outro lugar que seja fácil de derrubar, troque o vidro por acetado. Pode não ter a mesma elegância, mas segurança vem em primeiro lugar.

Imagem: Mommo Design


Bem no  início do blog, no Xeretando casas alheias, mostrei o quarto da Penélope, filha de uma amiga minha. Se você chegou aqui depois disso, clique aqui.

Pesquisando para fazer este post, descobri o blog italiano Mommo Design, de onde peguei a maioria das imagens, que aborda apenas a decoração infantil. Tem muita ideia bacana lá, vale a pena fuçar! É só clicar aqui.


E aí, se animou a dar uma guaribada no quarto do seu filho? Mostra pra gente?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...