Personare Ads

Mostrando postagens com marcador sala de jantar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador sala de jantar. Mostrar todas as postagens

10 de julho de 2017

Antes e depois: 4 Dicas para ter uma sala colorida como a da Tha, do Casa Design Studio


Uma casa decorada para mim está intimamente relacionada ao bem viver. Não só pelo quesito estético, mas porque acredito que quando decoramos levando em conta nosso estilo, nossa essência, nossa relação com nossa casa muda, ficamos mais "amigos"e nossa casa nos abraça. Em outras palavras, decorar nossas casas é trazer conforto e aconchego. É por isso que eu procuro trazer a decoração para cá da forma mais didática possível, e dessa forma, te ajudar a ter uma casa com a sua cara. 
Hoje nós vamos falar de ambiente beeeeem colorido. Um tipo de ambiente que não é meu estilo, a minha forma de colorir é diferente. Mas é o estilo de muita gente, que às vezes se sente insegura de ir adiante e não sabe por onde começar. 
Essa é a sala da Thamyrez, do Casa Design Studio, que também trabalha comigo na Lápiz Decor. Ela mora com a mãe, e a sala era um ambiente onde a Tha não podia mexer, fazer nenhuma intervenção. Mas, assim como a Tha, a mãe também é uma pessoa bem colorida e o branco dominante não combinava com a personalidade de nenhuma das duas. Dessa forma, a sala foi inscrita no programa Mais cor, por favor. E em cinco dias, a sala era outra, alinhada com a personalidade das moradoras. =)

Agora presta atenção nas fotos do antes e depois e vamos às dicas!





1) DEFINA A SUA PALETA DE CORES

Isso aqui não é uma regra, porque decoração não tem muita regra, tem emoção e identificação. Mas é uma dica que facilita muito quem está meio perdido e inseguro. Quando a paleta é bem definida, você repete as cores nos ambientes integrados, e eles acabam conversando mais entre si.
Note que nessa sala as cores predominantes são o roxo, o vermelho e o turquesa. A parede azul se estende do estar até o jantar. O vermelho da parede de jantar se repete na mesa de centro no estar. O turquesa das banquetas próximas ao janelão aparecem também na manta do sofá. 
Reparou que apesar do ambiente ser bem colorido, na realidade, foram usadas poucas cores?


2) VOCÊ NÃO PRECISA COLORIR TODOS OS SEUS MÓVEIS

Se você já está colocando cores fortes nas paredes e nos acessórios, pode poupar seus móveis de intervenções mais drásticas, se assim preferir. Reparem que a única coisa que pintaram foi os pés das cadeiras e a mesinha de centro, que não existia na sala antiga. No sofá, foi colocado uma manta de crochê, ou seja, uma solução simples e facilmente reversível. 


3)  APOSTE NAS TEXTURAS

Ambientes com cores fortes podem acabar ficando visualmente pesados. Para dar uma quebrada e não perder o aconchego, invista em texturas. Nessa sala, a textura está na manta de crochê, no tapete, na mesinha suspensa de madeira. 


4) NÃO SE ESQUEÇA DAS PLANTAS

Com plantas não tem como errar! Elas levam vida a qualquer ambiente, nos dizem que tem alguém morando ali, ainda que sejam artificiais ou permanentes, como estão chamando agora. Nessa sala, as plantas são de verdade, mas caso você prefira as artificiais, seja por não ter o dedo verde, seja por morar numa casa difícil de cuidar de plantas (como apartamentos sem luz natural), se liberte do preconceito contra elas. Hoje em dia, existem versões artificiais com acabamentos bem bacanas. ;) 


Fotos e post original: Casa Design Studio. Recomendo beber na fonte, tem mais fotos desse ambiente, e mais detalhes da história dessa modificação. 


9 de maio de 2017

Vi.vre - 16 dicas da decoração mais bonita e acolhedora da serra fluminense



Quem já conhece e acompanha o Vi.vre no instagram levanta a mão! o/

Para quem ainda não conhece, o Vi.vre é um apartamento de campo localizado em Itaipava, distrito de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. Eles alugam por temporada, e de tempos em tempos, eles mudam toda a decoração do apê, com a ajuda de parceiros desse maravilhoso mundo da decor e do faça você mesmo. Foi o que aconteceu recentemente. Remodelaram a decoração, e lançaram a temporada Poésie. O lançamento aconteceu no último sábado, e eu estive presente. E que honra! Além de poder conferir de pertinho cada detalhe maravilhoso da curadoria da Elaine Vidal, que comanda o Vivre, tive um sábado delícia ao lado de pessoas queridas - além da própria Elaine, a Karen (do Pot Pourri da Karen e Revista Oca Pop), a Iná (Nosso Apê), a Tha (Casa Design Studio e que também trabalha comigo na Lápiz Decor), e a Talita (Inside the Office). Sabe um daqueles dias que a gente vai guardar com carinho no coração? Pois é, esse sábado foi um desses!

Trouxe algumas fotos para esse post! Tem muito mais que isso, e vou liberando aos poucos no Instagram. Vejam com calma, porque a Elaine é muito cuidadosa com os detalhes, então tem muita ideia boa por aqui! ;)

A começar, pela primeira foto aí em cima, o que você notou?

1) A PORTA PODE SER PINTADA DE UMA COR DIFERENTE

Tradicionalmente as portas são de madeira ou brancas. Ou então, em menor escala, pintadas da mesma cor que a parede. Mas destacar a porta com uma cor diferente pode criar um efeito bem interessante. No Vi.vre, foi usada uma cor mais discreta, mas se você preferir, também pode recorrer a cores mais vibrantes. 


2) RACK FEITO COM ENGRADADOS DE PLÁSTICO

Quando não se tem tanta coisa para guardar, engradados podem resolver o problema. Sejam colocados diretamente sobre o chão, seja colocando pés - existem tutoriais na internet que te ajudam nessa tarefa. Podem ser usados em pé ou deitados, fica ao gosto do freguês. 


3) VASINHOS MENORES PODEM SER COLOCADOS NO CHÃO, PORQUE NÃO?

Quando falamos em plantas dentro de casa, imaginamos logo uma planta maior apoiada no chão, ou então, em vasinhos menores colocados em janelas, mesas, etc. Mas sair do lugar comum costuma ser bem legal. Que tal uma composição de pequenos vasos no chão? Só tome cuidado para que esteja fora de circulação, afinal, a gente não quer ninguém caindo e levando tombos, não é mesmo? 

4) SIM, VOCÊ PODE TER DUAS PAREDES COM ESTAMPAS DIFERENTES NUM MESMO AMBIENTE

Tudo bem que nesse caso, uma estampa está na sala, e outra na cozinha, mas como os ambientes são integrados, elas se misturam. Porém, sem perder a harmonia. Não é regra - eu não defendo regras, você sabe - mas uma dica que pode ajudar é escolher pontos em comum entre as estampas: nesse caso, as mesmas cores e uma padronagem geométrica. 



5) PARA QUEM AMA COBRE E TONS METÁLICOS, ELES NÃO PRECISAM VIR NOS DETALHES. ELES PODEM APARECER NOS MÓVEIS

Sim, tons metálicos podem vir nos móveis, mesmo que não sejam cromados. É que nem eu e aaaaaaamaaaa cobre? Porque não um banco cobre na sua cozinha? Hein, hein? Se estiver com medo de criar um ambiente frio, cheio de "não me toques" , basta atentar à composição e misturar com elementos mais acolhedores, como a madeira, por exemplo.

6) HÁ QUEM DIGA QUE PAREDE DE LOUSA JÁ DEU. MAS.... E DAÍ?

De tempos em tempos surgem umas modas na decoração. Nada contra, elas nos ajudam a descobrir novas possibilidades. Mas elas não devem ditar as regras da nossa casa. Então, se a moda passar, pouco importa. O importante é o que funciona para você, para sua casa. Se tem algo que faça você sorrir cada vez que olha, mantenha, mesmo que já esteja "ultrapassado". Entre aspas, porque quando se trata de estética na decor, isso não existe. Existe o que te faz feliz. 


7) COZINHA PODE TER CORES FORTES SEM SEREM EXCESSIVAMENTE COLORIDAS

Nem todo mundo é um fã assumido de múltiplas cores. E está tudo bem. Mas isso não significa que, necessariamente, você precisa ter uma cozinha toda branca se for desse time. Note que nessa cozinha o armário é amarelo, mas apesar de ser um "detalhe grande", ela é predominantemente p&b. 


8) TEXTURAS NATURAIS TRAZEM ACONCHEGO

Para eu me sentir bem num ambiente, a decoração para mim tem que trazer algum aconchego. Gosto muito de ambientes que me façam me sentir abraçada, sabe? 
Texturas naturais ajudam muito nisso! Madeira é a forma mais simples e fácil de inserir essa textura no ambiente, mas não é o único caminho. Há quem tenha um quarto todo branco e aposta nas mantas para aquecer, por exemplo. 

9) APOSTE NO FAÇA VOCÊ MESMO E TENHA UMA DECOR CHEIA DE AMOR

O faça você mesmo, além de tornar a decoração muitas vezes mais acessível, levam ao cômodo uma pegada única, mais original, já que raramente alguém terá um igual. Na "mesinha de cabeceira", você pode ver o cesto feito pela Iná, do blog Nosso Apê. Lá tem um tutorial de um cesto similar, e você pode conferir aqui.

10) DETALHES INUSITADOS CHAMAM A ATENÇÃO E FAZEM O CORAÇÃO SORRIR

Sério, quem não gosta de uma coisa diferente, que vai ser o ponto alto daquele ambiente? Reparem na luminária suspensa do quarto. Já viu uma igual? Eu não. Além dela provocar pelo encantamento pelo diferente, como tem folhas e flores, remete ao campo, à floresta, trazendo uma sensação de aconchego.


11) DESVIO DE FUNÇÃO MUITAS VEZES É BEM VINDO

Quem disse que a sua mesa de cabeceira precisa ser um criado mudo ou uma mesa lateral? Se tiver um baú dando sopa, porque não? Fora que se você estiver precisando de mais um lugarzinho para guardar coisas, pode ser uma mão na roda!


12) PLANTAS LEVAM MAIS VIDA AO AMBIENTE

Já contei aqui que meu pai dizia que casa de verdade tem que ter livros e plantas. E eu super concordo! Uma casa com verde tem tão mais vida! 
Se você é daqueles que não ousa por achar que não tem o dedo verde, busque espécies mais fáceis de cultivar, ou então ceda às artificiais (ou permanentes, como estão chamando agora), e faça pouco caso do preconceito contra essas últimas. Até porque, hoje em dia, já existem algumas versões que nâo tem muita cara de plástico.
Mas as plantas também podem vir nas estampas! Olhem só que lindos os quadros e as almofadas com as aquarelas da Diana Gondim


13) PINTURAS NÃO PRECISAM SER CERTINHAS. QUE TAL UMA DIAGONAL?

Pinturas na diagonal não são exatamente uma novidade na decoração, mas ainda não muito pouco experimentadas. O que é uma pena, porque o efeito é bacana, e pode quebrar a monotonia de qualquer ambiente. É uma maneira simples e relativamente barata de destacar a decor. 




14) BANHEIRO TAMBÉM PODE FUGIR DA MESMICE

Pobre do banheiro que é praticamente igual em todas as casas e ninguém liga pra ele na hora de decorar. Não sei de onde tiraram que ele deveria ser relegado a segundo plano, ou esquecido. Mas gente, banheiro faz parte da casa, e pede amor e carinho também, tadinho!
Você pode pintar meia parede, meia porta, ter uma bancada/armário que não foram feitos originalmente para isso... não importa. O lance é: lembre do seu banheiro. Ele vai ficar feliz de fugir de mesmice, acredite!



15) AS CORES NEUTRAS DO BANHEIRO PODEM SER QUEBRADAS COM UM CHÃO ESTAMPADO

Nem todo mundo gosta de um banheiro coloridão, e não há problema algum nisso. Eu mesma não sou muito fã de cores fortes no banheiro. Mas a monotonia pode - e deve - ser quebrada, até porque estamos falando de um ambiente que em geral é mais frio. Inserir elementos estampados ou com imitações de textura de madeira - ou mesmo, madeira de verdade com tratamento adequado - podem ajudar muito. Olhem esse piso DI-VI-NO! Quero pra mim!



16) NÃO SE ESQUEÇA DO CORREDOR, ELE TAMBÉM FAZ PARTE DA CASA

Aqui tem até um post só com dicas para decorar corredor. Assim como o banheiro, ele também fica super feliz quando você não o exclui. Afinal, todo mundo ama inclusão, não é mesmo? No apartamento Vi.vre, o pôster do argentino Fer, do Don Terrenal leva amor para o corredor. Se for para o site do Don Terrenal, não se assustem com os preços, estão em peso argentino, okay?



Ufa! O apê é tão maravilhoso que rendeu muitas dicas, né? Você aplica alguma dessas em casa? Agora conta pra mim: qual foi o seu cômodo preferido? Eu não consegui escolher! Amei tuuuudoooooo!

27 de dezembro de 2016

Antes e depois: 6 dicas para renovar a sala de jantar sem mudar os móveis




Fazia algum tempo que eu não tirava um momento para ficar navegando pelo Apartment Therapy.  Já falei por aqui o quanto eu o amo! Se você é novo por aqui, escute meu conselho de amiga: mesmo que você não entenda bulhufas de inglês e não esteja com um google tradutor à mão, vale muito a pena "perder"uns minutos passeando por lá, que as imagens falam por si só. Tem casas inteiras, reformas de móveis e antes e depois para a gente se inspirar de montão!
E foi de lá que eu catei essas imagens para fazer o antes e depois de hoje. Observando essas imagens, separei 5 dicas para te ajudar a renovar a sala de jantar. E o melhor: sem trocar os móveis principais.
Bora?




1) TROQUE O ESTOFADO DAS CADEIRAS

Muitas vezes um estofado velho e desbotado não deixa a gente muito feliz ao olhar para eles. Troque por alguma cor ou estampa que converse com o resto dos móveis e itens da sala. Se puder, aposte num contraste.
Dependendo do tipo de cadeira, você mesmo pode estofar, basta procurar tutoriais na internet. Se a cadeira for um pouco mais elaborada, e você não tiver dinheiro para pagar um estofador, experimente perguntar a algum costureiro se ele faz esse tipo de serviço. Geralmente os que fazem capas para sofás topam pegar esse serviço. A poltrona do meu cantinho de leitura, por exemplo, foi estofada pela mesma costureira que fez a capa do meu sofá.
E dependendo também do tecido que você escolher, não fica tão caro. Mas esteja mais atento caso você tenha pets e/ou crianças. Nesse caso, opte por modelos impermeáveis e não tão finos, para que tenham maior resistência  e durabilidade, o que vai evitar a necessidade de estofar de novo tão cedo.


2) CENTRO DE MESA FAZ PARTE DA COMPOSIÇÃO

Centros de mesa muitas vezes são relegados a segundo plano, e são esquecidos diante dos móveis. Mas, mesmo sendo menores, e talvez menos vistosos, eles fazem parte da composição, então é legal dar atenção a eles. Dependendo do que você colocar, pode mudar a vida da sua sala. Um arranjo de flores passa uma mensagem, uma composição de velas passa outra, e um jogo de xadrez outra. 
Reflita se o arranjo que você tem combina com a vibe que você quer para sua sala de jantar. caso você não se decida por uma vibe única, não há problema. Você pode ter duas coisas para a sua mesa de jantar e ir alternando, de acordo com o espírito do dia. Está tudo bem querer flores num dia, e o jogo de xadrez no outro. =)
E se você é fã convicto de flores por exemplo, mas não aguenta mais olhar para sua mesa, experimente fazer outro arranjo, com flores diferentes, cores diferentes. Mudar a base também pode ajudar. 


3) TAPETES PODEM LEVAR A SUA SALA DE JANTAR A OUTRO PATAMAR 

Eles não são de fato necessários, eu mesma nunca tive um na minha sala. Optei por trabalhar a minha sala com outros elementos. Mas é inegável que tapetes ajudam muito a levar elegância a um ambiente, dando uma renovada geral. 
Se as suas coisas forem predominantemente lisas, um tapete estampado pode levar uma bossa ao ambiente. Caso você tenha receio de ousar, uma estampa clássica como o listrado, em cores neutras é uma saída.
Em relação a tamanhos, algumas lojas fazem sob medida, o que é bem legal para quem não encontra pronto no tamanho ideal para o seu ambiente.


4) MUDAR O TAMPO DA MESA TE DÁ UMA MESA NOVA DE PRESENTE

Pelo que dá para ver dos pés na segunda foto, acredito que a base da mesa seja a mesma, e trocaram o tampo de vidro pelo de madeira. É um tipo de mudança que pode sair mais barato que comprar uma mesa nova - basta procurar uma marcenaria mais em conta, e modifica completamente o estilo do ambiente.
Eu particularmente gosto mais de mesas de madeira, além de serem mais aconchegantes, acho mais agradável ao toque.  Mas se você gostar do seu tampo de vidro, e ainda assim quiser dar uma mudada, há a opção de colar contact no verso deste. Dá um efeito bem interessante.



5) REPENSE OS QUADROS

Já parou para pensar que o que você pendura na parede é responsável por uma boa parcela do que sua casa diz sobre você? Consegue imaginar pinturas a óleo com paisagens clássicas na casa de certas pessoas? E um mix de pôsteres de filmes antigos e fotografias dos anos 60 na casa de outras? Com isso quero mostrar que dependendo do que você escolher para suas paredes, conseguirá um estilo diferente.  
Quando for escolher seus quadros, pense no que você deseja para sua sala e no que tem a ver com quem você é.


6) GUARDE AS TRALHAS

Tralhas espalhadas acabam com qualquer decoração. Por mais bonito que seja o seu ambiente, se ele estiver bagunçado, a belezura nem vai aparecer. Essa dica serve para mim também: na sala de jantar, nunca baguncei muito, mas no quarto, acabo deixando roupas e livros se acumularem à vista. Quando a gente guarda tudo, é até inevitável abrir um sorrisinho ao vermos a nossa decoração. Ainda mais, se ela tiver sido feita por nós mesmos e com tanto carinho. 



E aí, qual dessas dicas foi a sua preferida? Segue alguma? Qual?

Fotos e post original: Apartment Therapy. Recomendo ir direto na fonte também.

7 de junho de 2016

Antes e depois: 4 dicas para renovar a sala de jantar - Casa Montada


O antes e depois de hoje vem da casa de uma blogueira de decor que acompanho há tempos, antes mesmo de eu ter um blog: a Rafaela Farjardo, do Casa Montada. Ela se mudou recentemente, e o que não está faltando pelo blog dela são imagens de ambientes repaginados! Lá está um oásis, juro!

Mas aqui, como gostamos de um antes e depois, para ficar com didático como podemos mudar nossas casas a partir de dicas retiradas de makeovers alheios, separei só o antes e depois da sala de jantar, ao invés de mostrar tudo que ela já repaginou, até porque isso vocês podem fazer direto na fonte, certo?




1) A MAIORIA DOS MÓVEIS FORAM TROCADOS. MAS NÃO PRECISA SER SEMPRE ASSIM

A Rafa trocou a mesa e as cadeiras. Mas nem sempre isso é necessário, às vezes repaginar o que você já tem dá conta do recado. Repararam que o aparador ali perto da porta é o mesmo? Apenas foi pintado de branco.


2) FAÇA VOCÊ MESMO SEUS MÓVEIS

Se a grana estiver curta e ainda assim você precisar trocar os móveis, existem alguns que você mesmo pode fazer sem grandes complicações. Essa mesa nova, foi feita pelos próprios moradores, e a Rafa fez até um passo a passo no blog dela. Confira aqui.
Vale lembrar que tem muito canal no Youtube que ensina a fazer diversos móveis, como o Diycore com Karla Amadori e o E ai, vamos decorar? com Darlene Bertolini
A Karla Amadori inclusive mostra quanto ela gastou para fazer cada peça.



3) TENTE IMAGINAR A COMPOSIÇÃO

Quando você imagina a composição, fica mais fácil acertar nas mudanças que você quer fazer. Se você acha que não tem imaginação, tente rascunhar, buscar imagens no Pinterest que sejam mais ou menos parecidas com o que você está pensando. Você também pode pegar fotos de móveis iguais aos seus e de objetos que você gostaria de comprar, imprimir, recortar e depois colar num papel, como você imagina compor e ver se gosta.
Repare que a Rafa manteve o centro de mesa, mas na atual composição, com paredes e mesa mais claras, a bandeja e as flores se sobressaíram e ganharam mais vivacidade.



4) PREENCHA AS PAREDES

Não precisa se assustar se você tiver uma vibe mais clássica ou minimalista. Para preencher as paredes, você não precisa ter uma parede como a minha do Rio, cheeeeia de coisas. A Rafa resolveu o problema com espelhos delicados e super discretos.



E aí, de qual dica você mais gostou? Segue alguma delas em casa?

Fotos e post original: Rafaela Fajardo/ Casa Montada.

18 de abril de 2016

Tour pelo apê + Mudança



Mais de um mês sem postar nada, quem diria!

Creio que o último mês foi o mais tumultuado da minha vida: reta final do curso de design de interiores, burocracia, papelada, acampamento na casa da mãe...
Sim, é isso mesmo que vocês leram. Não moro mais no apê que vocês conhecem tão bem por aqui. E é claro que antes de desmontar o apartamento, gravamos - minha diretora Gabi e eu - um tour, já que algumas coisas já tinham mudado desde o primeiro, em 2014. 

Quem adivinha para onde estou me mudando??? Pra saber a reposta, só vendo o vídeo! ; p

Bora dar o play?





Além de gravar, fiz algumas fotos também! ;)











Para não ficar muita foto num post só, subi agora as da sala e do quarto. Depois mostro mais do resto do apê. =)

Agora eu prometo que voltei pra ficar!

23 de março de 2015

Reforma de móvel: antes e depois do pseudo-buffet

Móveis com a nossa cara é tudo de bom, né? Por isso fiquei tão feliz quando ganhei esse buffet. Além da pegada meio antiguinha, ele é mais largo e estreito que o anterior, o que fez com que acomodasse melhor os meus materiais de artesanato (por isso que chamo de pseudo-buffet, hehe). Fora que ele é de muito melhor qualidade! =D
Para ser sincera, eu gosto da cor original. Acho que ficaria lindo numa decor inspirada na escandinava. Mas além do meu piso ser bem escuro, tem esse sapo ali ao lado, então, eu achava que esse canto ficava meio pesado, sabe? E isso me incomodava.


Confesso: não foi tão simples decidir o que eu queria. Só sabia que queria azul. Mas não desejava pintar tudo por igual. Cheguei a cogitar pintar o móvel de um tom, e as portas e gavetas, de outro. Depois tive a ideia de colorir só a estrutura. Só que eu só tinha visto isso em móveis mais modernos, e não tive muita certeza se ficaria bom no meu.

Imagem: TINI Furniture/ @thisisnotikea
  Mas o Universo às vezes conspira a favor, e a internet e os aplicativos de celular também. Passeando pelo Instagram, encontrei o perfil da TINI (@thisisnotikea), uma loja de móveis usados que fica em Los Angeles. Achei o perfil deles tão, mas tão bacana, e já que eles estão longe demais para eu comprar alguma coisa para minha casa, saí fuçando todas as fotos só para sorrir (eu não sou normal, já disse isso para vocês?) e me inspirar. Eis que dou de cara com essa belezura aí ao lado! GENTE! Não bastasse o móvel da foto ser pintado exatamente do jeito que eu tive a ideia, mas que estava insegura, ele ainda era azul! Um golpe de sorte e tanto, né não?


Depois dessa foto, eu não tive mais dívidas! =D Tive certeza de que funcionaria! Ó só:


Não, não vai ter passo a passo. Primeiro, porque já há milhões na internet. Mas se você estiver com preguiça de procurar, posso te dar dois links bem mastigados - clique aqui ou aqui. Segundo, porque reformei da forma mais "errada" possível. Errada entre aspas, porque foi um erro proposital. Como eu gosto da cor original do móvel, e conto com a possibilidade de querer voltar a ela um dia, não lixei. Justamente para a madeira não absorver a tinta, e me permitir voltar ao original no futuro.

Pintar o móvel não era suficiente. Senti necessidade de tampar o vidro, porque o que guardo ali não é muito bonito. São materiais armazenados em caixas de sapato, e isso não combina com sala de jantar! Apelei para um papel adesivo de florzinha, como vocês podem ver na foto abaixo. Mas de longe, parece que é branco.  =/  Não curti muito isso. Vou ver se acho outro com estampa maior, mas por enquanto, vou deixar quieto.


Mais fotos, do ambiente e dos detalhes, só porque eu estou apaixonada!!! <3




Não se assustem com o acetato. Ele não vai ficar aí, vou encomendar um tampo de vidro. Mas enquanto não tenho tempo de providenciar isso, ele protege a pintura - afinal, eu pintei da forma "errada", né?





O móvel não é meu único amor. Os objetos também são meus queridinhos! 

- A câmera gigante registrou a minha infância no final dos anos 80 e início de 90, não só as brincadeiras, mas também o meu processo de adquirir a linguagem. 
- O boneco articulável, comprado na Ikea de Lisboa - Portugal, eu coloquei numa posição que me lembra um salto que tem na ginástica artística e eu espero conseguir fazer um dia! 
- A máscara do teatro me é muito preciosa, acho que já comentei aqui que o teatro foi o primeiro contato que eu tive com a arte.  
- A pintura é de minha autoria, e me remetem às ruínas incas que vi em Cusco - Peru, para onde fiz a melhor viagem da vida até agora. 
- E os livros são todos sobre arte.

Ou seja, eu olho para esse canto, e me encontro!

E vocês, se encontram em pelo menos um canto da casa?

25 de fevereiro de 2014

Inspiração: luminárias de teto

Como muitos de vocês sabem, eu faço ginástica artística. Não para competir, é só uma forma de fazer exercício e me divertir. Mas que acabou se tornando uma grande paixão. O engraçado é que eu comecei já adulta, com 22 anos, mas acho que não sei mais viver sem.
Recentemente, percebi que estava cada vez mais difícil treinar: meu pé doía e eu saía do ginásio quase mancando. Procurei um médico e descobri que estou com fascite plantar. Tomei antiinflamatório por 5 dias e comecei a fazer fisioterapia. Não parei de treinar esses dias, parei só as acrobacias e tudo que envolve impacto. Tem outros exercícios que dá para eu fazer, como barras, fortalecimento de braço e abdômen, ponte. Mas como o que eu gosto mesmo é de pular, fazer mortais, eu estou fazendo tudo bonitinho, indo para a fisio duas vezes por semana.
Essa historinha toda é só para dizer que no caminho para a clínica tem uma loja de lustres e luminárias. Daí, me deu vontade de pesquisar inspirações de luminárias de teto (estou usando o termo teto, porque nem todas são pendentes). Confesso que eu não pensei muito quando comprei a minha. Na época, eu meio que comprei correndo, porque queria aproveitar que o pedreiro viria pintar a casa e fazer uns pequenos reparos que foram necessários e pedir para ele instalar para mim. Eu sabia que queria uma pendente neutra, mas não cheguei a pesquisar modelos (uma vergonha, eu sei). Até que deu certo, eu gosto bastante da minha, mas não recomendo que você faça a mesma coisa, o risco de se arrepender é grande, a menos que você bata o olho e se apaixone, o que não foi o meu caso.

Tem modelos mais clássicos, mais clean, ao estilo faça-você-mesmo. Inspire-se:

















E aí, qual te agrada mais? Eu gosto de praticamente todas! =)


Imagens: Casa Chaucha e Pinterest (1,2,3,4,5)

13 de fevereiro de 2014

Inspiração para abraçar!

Quando eu vi esse apê na Decorar mais por menos, eu me senti acolhida. Como se o apê dissesse para mim: vem, vem me dar um abraço, vou te afogar nos meus braços e exalar o cheiro do meu carinho, sinta no paladar os momentos doces da vida.
Tá bem, eu sei que dei uma viajada, mas foi algo por aí que eu senti. Por isso não resisti e tive que vir aqui mostrar para vocês!





Imagens: Decorar mais por menos

Do que eu gostei?

  •  Tem objetos moderninhos e divertidos, na medida, sem que isso interfira no aconchego.
  •  Um montão de almofadas! Adoro!
  •  Sofá cinza e mesa lateral amarela. Não é à toa que também tenho essa combinação aqui em casa.
  •  Frigobar retrô. 
  •  Estampa do buffet e da toalha da mesa de jantar.
  •  Composição da mesa de jantar com essas cadeiras fofas e um baleiro! Adoro balas! Iria me deliciar! rsrs
  •  Prateleira com livros. Já contei para vocês que tenho um caso de amor com livros?
  •  Luminária de bolinhas!
  •  Poltrona fofa e puffs coloridos.
  •  E por último, ladrilhos hidráulicos, como não amar?


Estou sozinha nessa ou mais alguém teve a mesma sensação que eu?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...