Personare Ads

24 de julho de 2017

Canais do Youtube que me Inspiram: Senhora Bagunça DIY


Quando aluguei o meu apê, antes de ir para a Argentina, me dei conta de que eu tinha muita coisa que nunca tinha usado, ou que usava muito raramente. Isso me incomodou. Para que ter coisas que eu não usava, se eu podia viver com menos? Para a Argentina, eu fui com pouca coisa, e mais do que nunca, ficou claro que eu não preciso de muito para viver. A partir daí, comecei a buscar um estilo de vida não exatamente, mas um pouco mais minimalista.
A Layde, do Senhora Bagunça DIY, segue a linha do minimalismo e tem bastante conteúdo sobre o tema. É por isso que hoje trago o canal dela para mostrar a vocês. Tem muito DIY, mas também dicas de decoração minimalista, como começar a introduzir o minimalismo na sua vida. Super recomendo! ;)
Espia só a amostra que selecionei:






Como vocês já sabem, não recomendo ficar só na amostra, e sim, ir ao canal e conhecer tudinho! =) A propósito, além do canal, a Layde Linhares comanda o blog, que é bem bacana, e recomendo também.
Agora conta pra mim: qual o seu vídeo preferido?

20 de julho de 2017

Archie - Como reformar seus ambientes a custo bem acessível


Imagens: Archie

Por mais que existam vários blogs de decoração por aí, mostrando mil possibilidades de decorarmos nossa casa nós mesmos, a custo acessível, ainda há quem mistifica o processo de ter uma casa bonita e bem decorada. Muita gente ainda acha que ter uma relação de amor com a casa é coisa de gente rica, dessas que aparecem nas novelas. Mas não, não é, e nem precisa ser assim.
Pensando nisso, a arquiteta Vanessa Prado e a empreendedora Fernanda Leão tiveram a ideia de criar a Archie, uma plataforma online de consultoria de decoração. 
A proposta é democratizar o processo de decorar, oferecendo serviços a preços mais acessíveis.  Para contratar um profissional para decorar um cômodo, a Archie cobra o valor fixo de 299, para mais ambientes, você pode conferir os preços no site deles.

E como funciona esse processo no site da Archie? Primeiro você faz o teste de estilo que tem na plataforma e é gratuito - eu já fiz e é divertido! E a partir do seu teste, a Archie seleciona o profissional que mais dialoga com o seu estilo. Sim, os profissionais também fazem o teste de estilo, assim, a plataforma consegue combiná-los com os clientes.




Através da plataforma, você envia as imagens e medidas do seu ambiente para o profissional, e ele então fará um painel de estilo, uma planta e uma proposta para o seu cômodo. O processo é democrático, e você pode conversar com seu archie - que é como os profissionais são chamados na plataforma - e dar seus pitacos. Afinal, estamos falando da sua casa, aquela que deve te abraçar! ;)
E ao final, você recebe uma lista de compras, com indicações de onde encontrar os itens sugeridos pelo seu profissional. 
E então, está nas suas mãos: ame sua casa e coloque em prática as propostas do projeto! 




Te convido a conhecer toda a plataforma da Archie, tem bem mais informação lá, fotos de antes e depois, depoimentos, e até um blog!

Por um mundo onde mais pessoas amem suas casas e se identifiquem com elas! Afinal, nada como ter uma relação de amor com aquela que nos abriga todos os dias, não é mesmo? =)

17 de julho de 2017

Antes e depois da cozinha da Carmen: de cozinha de pastilhas a cozinha de azulejos fofos


Carmen é uma amiga da minha mãe, aquele tipo de pessoa super fofa, sabe? Outro dia, ela me contou a história da cozinha dela:
O apartamento veio com esse azulejo bege estampado, que você vê logo acima da faixa decorada. Ela se apaixonou pelos azulejos originais e não quis modificá-los, porém, numa reforma, os que ficam próximos à pia tiveram que ser quebrados, e ela não encontrou para repor nem em cemitério de azulejos. A solução foi mandar fazer um modelo igual, só que.... não ficou igual. Fizeram com fundo branco, quando o original era bege. Como uma coisa é parecer que você comprou o azulejo errado, e outra é assumir a diferença, a Carmen resolveu recorrer às pastilhas adesivas, como você pode ver abaixo.


E ficou assim por um bom tempo. Eu na verdade, nem sou fã assumida de pastilhas, mas essas da Carmen, eu super teria. Até penso em pôr na minha cozinha. =)

Porém, ela acabou se arrependendo de não ter colocado as pastilhas até a altura do armário. Então, aproveitou a oportunidade para dar uma renovada no ambiente, e optou pela compra de azulejos adesivos, lindos por sinal! Eu particularmente, AMO essa combinação de cores.

DICA: Nem tudo que fica lindo funciona na prática. A Carmen colou esses azulejos adesivos há cerca de dois meses, e alguns deles já estão começando a soltar, enquanto as pastilhas já aguentavam há alguns anos, e aguentariam mais alguns.
Evite colocar esses adesivos de azulejos muito próximos da pia ou de áreas molhadas. O contact do meu banheiro, por exemplo, aguentou bem, mas eles ficavam no armário abaixo da pia, ou seja, sem contato direto com a água. Opte por colocá-lo em outras paredes que não tenham contato tão direto com a água, como eu fiz com a minha cozinha. Você pode brincar com a parede oposta, com as laterais.
Eu nunca testei, mas pelo visto, pastilhas adesivas aguentam bem áreas molhadas. ;) 



A gente não consegue viver todas as experiências que dão certo e/ou errado, por isso, nesse blog, sempre que tenho a oportunidade de trazer essas informações, eu trago. Porque o objetivo aqui é aprendermos todos juntos, e encontrarmos as soluções mais viáveis para nossas casas.
Vale lembrar que eu continuo apoiando a ideia dos azulejos adesivos, que eu compraria para mim (como já comprei para colocar na geladeira da minha mãe), apenas recomendo que você evite colocá-lo tão próximo da pia, em contato direto com a água.

O antes e depois está valendo, porque a gente pode adaptar tudo. O lance é pegarmos a ideia, vermos que podemos fazer muita coisa, sem grandes esforços.

Espero que você saia daqui munido de uma dica das boas, e com a inspiração aflorada! 

10 de julho de 2017

Antes e depois: 4 Dicas para ter uma sala colorida como a da Tha, do Casa Design Studio


Uma casa decorada para mim está intimamente relacionada ao bem viver. Não só pelo quesito estético, mas porque acredito que quando decoramos levando em conta nosso estilo, nossa essência, nossa relação com nossa casa muda, ficamos mais "amigos"e nossa casa nos abraça. Em outras palavras, decorar nossas casas é trazer conforto e aconchego. É por isso que eu procuro trazer a decoração para cá da forma mais didática possível, e dessa forma, te ajudar a ter uma casa com a sua cara. 
Hoje nós vamos falar de ambiente beeeeem colorido. Um tipo de ambiente que não é meu estilo, a minha forma de colorir é diferente. Mas é o estilo de muita gente, que às vezes se sente insegura de ir adiante e não sabe por onde começar. 
Essa é a sala da Thamyrez, do Casa Design Studio, que também trabalha comigo na Lápiz Decor. Ela mora com a mãe, e a sala era um ambiente onde a Tha não podia mexer, fazer nenhuma intervenção. Mas, assim como a Tha, a mãe também é uma pessoa bem colorida e o branco dominante não combinava com a personalidade de nenhuma das duas. Dessa forma, a sala foi inscrita no programa Mais cor, por favor. E em cinco dias, a sala era outra, alinhada com a personalidade das moradoras. =)

Agora presta atenção nas fotos do antes e depois e vamos às dicas!





1) DEFINA A SUA PALETA DE CORES

Isso aqui não é uma regra, porque decoração não tem muita regra, tem emoção e identificação. Mas é uma dica que facilita muito quem está meio perdido e inseguro. Quando a paleta é bem definida, você repete as cores nos ambientes integrados, e eles acabam conversando mais entre si.
Note que nessa sala as cores predominantes são o roxo, o vermelho e o turquesa. A parede azul se estende do estar até o jantar. O vermelho da parede de jantar se repete na mesa de centro no estar. O turquesa das banquetas próximas ao janelão aparecem também na manta do sofá. 
Reparou que apesar do ambiente ser bem colorido, na realidade, foram usadas poucas cores?


2) VOCÊ NÃO PRECISA COLORIR TODOS OS SEUS MÓVEIS

Se você já está colocando cores fortes nas paredes e nos acessórios, pode poupar seus móveis de intervenções mais drásticas, se assim preferir. Reparem que a única coisa que pintaram foi os pés das cadeiras e a mesinha de centro, que não existia na sala antiga. No sofá, foi colocado uma manta de crochê, ou seja, uma solução simples e facilmente reversível. 


3)  APOSTE NAS TEXTURAS

Ambientes com cores fortes podem acabar ficando visualmente pesados. Para dar uma quebrada e não perder o aconchego, invista em texturas. Nessa sala, a textura está na manta de crochê, no tapete, na mesinha suspensa de madeira. 


4) NÃO SE ESQUEÇA DAS PLANTAS

Com plantas não tem como errar! Elas levam vida a qualquer ambiente, nos dizem que tem alguém morando ali, ainda que sejam artificiais ou permanentes, como estão chamando agora. Nessa sala, as plantas são de verdade, mas caso você prefira as artificiais, seja por não ter o dedo verde, seja por morar numa casa difícil de cuidar de plantas (como apartamentos sem luz natural), se liberte do preconceito contra elas. Hoje em dia, existem versões artificiais com acabamentos bem bacanas. ;) 


Fotos e post original: Casa Design Studio. Recomendo beber na fonte, tem mais fotos desse ambiente, e mais detalhes da história dessa modificação. 


6 de julho de 2017

As maravilhas do Bazar do Desapego de Blogueiras - quero mais!

Fotos: Thamyrez Aguiar - Casa Design Studio


Quem leu o último post e acompanha o blog no instagram e facebook ficou sabendo: rolou um bazar do amor. Ou Bazar do desapego de blogueiras. 
Nós acreditamos piamente que não se deve acumular em casa coisas que a gente não usa mais, ou então, coisas que temos além da conta. Coisas demais viram tralha, atrapalham a funcionalidade de nossas casas. Porém, o que já não tem mais serventia para um, pode ser o paraíso para outro. Foi num dia em que estávamos tomando café e conversando sobre isso que surgiu a ideia de um bazar. Com um bazar, liberaríamos espaço nos nossos armários, fazendo a energia circular, e vendendo a precinhos de desapego mesmo, seríamos mais sustentáveis, já que nossas coisas ganhariam novos lares ao invés de serem descartadas! Foi por isso que apesar de sermos blogueiras da área de decoração, decidimos não nos limitar a coisas de casa, e levar tudo que já não queríamos mais: roupas, sapatos, livros, bijuterias. 




Nós éramos sete: eu, Glenda (Ateliê Bora pra Casa), Iná (Nosso Apê), Karen (Pot Pourri da Karen), Tha (Casa Design Studio), Ana (Annima) e Vivi (Decorviva). Mas depois, a Dani, do Comida de Verdade e Maria Quituteira se juntou a nós e ficou a encargo das tapiocas maravilhosas que só ela faz! Sim, além de coisas a preço de desapego, tivemos comida. E das boas! <3  Vivi comentou que a da Dani é a melhor tapioca que já comeu na vida. E eu tô super de acordo. 


Além da Dani, que ajudou a abrilhantar o evento, temos que bater palmas para a Karen, que ficou com aquela que talvez tenha sido a tarefa mais difícil e desafiadora desse bazar: o caixa. Até porque era um caixa único para sete vendedoras. Ela, além de receber todos os pagamentos, bolou um esquema simples, e ao mesmo tempo, incrível para sabermos quanto cada uma vendeu. Sério, gente: muitas, muitas palmas para a Karen! Ouvi palmas aí?  



Fora o clima do ateliê da Glenda- que muitas vezes oferece teto para os nossos cafés- que é maravilhoso, e super acolhedor. Apesar de ter sido fisicamente cansativo, eu saí de lá com o coração tão leve, sorrindo. Com gostinho de quero mais. Sabe quando você não se importaria se o tempo congelasse? Então, eu me senti assim! <3
Gratidão a todas as meninas que estiveram nesse projeto, porque trabalhamos todas juntas numa sinergia tão boa! E gratidão a cada pessoa que apareceu por lá, levando seus sorrisos e dando novos lares aos nossos antigos objetos. Gratidão! Porque repetir essa palavra nunca é demais!



Quem ficou desejando pelo próximo, levanta a mããããooo!  o/



26 de junho de 2017

Vai ter Bazar do desapego de blogueiras!


Sempre que tenho a oportunidade, comento aqui que uma das melhores coisas que a blogosfera me deu foram as pessoas que ela colocou no meu caminho. Quem acompanha o blog no instagram já deve ter visto que volta e meia, a gente se reúne para um café da manhã ou café da tarde.
Num desses cafés, já não me lembro como, surgiu a ideia de fazermos um bazar do desapego, já que o que está virando entulho para um, pode ser a solução para outro. 
Somos sete participantes do desapego: eu, Glenda (Ateliê Bora pra Casa), Iná (Nosso Apê), Tha (Casa Design Studio), Ana (Annima), Karen (Pot pourri da Karen) e Vivi (Decorviva). E vai ter também a Dani, do Natural Chef, com comidinhas boas! =)



No nosso bazar vai ter de tudo, não só objetos de decor. Vamos desapegar também de roupas, acessórios. A Iná está comandando o evento do nosso bazar no facebook, e você pode acompanhar por lá. Aqui abaixo, você pode ver algumas coisas que estarão no desapego, mas lá você encontrará mais fotos! A Iná está sempre postando coisinhas novas! =)

Desapego da Ana (Annima)

Desapego meu

Desapego da Iná (Nosso Apê)

Desapego da Glenda (Ateliê Bora pra Casa)

Desapego da Vivi (Decorviva)

Desapego meu

Desapego da Iná (Nosso Apê)


As informações estão todas na primeira imagem, aí em cima, mas se você só pegou a caneta agora, anota aí:

DIA 01 DE JULHO

DAS 10 ÀS 19 HRS

NO ATELIÊ BORA PRA CASA

RUA JORGE RUDGE, 37 - SALA 125 - VILA ISABEL - RIO DE JANEIRO


Quem vai lá dar um abraço na gente no próximo sábado?

20 de junho de 2017

Oficina de cordas do Nosso Apê - aprendendo a fazer cesto de corda e hanger para plantas

Foto: Iná Barros/ Nosso Apê.

Quem me acompanha pelo instagram ficou sabendo que dia 10 de junho foi um dia lindo! Foi o dia da oficina de cordas que a Iná, do blog Nosso Apê ofereceu. Cheguei a divulgar que faria essa oficina por aqui, no dia que mostrei o ateliê do Bora pra Casa, mas não voltei depois para contar como tinha sido.
Apesar de esse ser um blog com forte pegada do faça você mesmo, e da minha casa ter sido toda decorada com muita mão na massa, acreditam que eu nunca tinha feito uma oficina criativa? Sempre aprendi tudo ou olhando tutoriais na internet, ou na base do tentar, errar, tentar de novo e acertar.  Mas quando a Iná anunciou que daria essa oficina, resolvi fazer, por 2 motivos: nunca tinha me aventurado a trabalhar com cordas, e seria bem legal descobrir as possibilidades com a ajuda de alguém que não é ninguém menos que a Rainha das Cordas da internet. Segundo, porque a Iná é só amor, e só poderia sair coisa linda da oficina! Como de fato aconteceu: só teve amor e muita energia boa! 


Imagem: Iná Barros/ Nosso Apê


Porque estou falando isso? Porque eu realmente recomendo que você acompanhe o trabalho da Iná e fique de olho para se inscrever quando ela abrir a próxima oficina. Ela costuma divulgar no instagram, então fique ligado também na conta dela - @blognossoape . É uma garantia de quatro horas prazerosas, e de quebra, a gente ainda aprende uma técnica nova e volta pra casa com os produtinhos que criamos! <3
Eu fiz esse cestinho que você vê nas fotos aí acima - sim, com lacinhos, porque amo um detalhezinho fofo - e um hanger. 




Além de amor, muitas cordas, teve petisco delícia. Eu particularmente nunca resisto a torradinhas com pastinha! <3

Olha essa foto abaixo: a aluna, a professora e a cria. Só felicidade!


O mais legal é que eu saí dessa oficina direto para um almoço de família. Ficou todo mundo querendo roubar o meu cestinho. É... talvez tenha uma produção pesada por aqui... hehe.


E você, já fez alguma oficina de mão na massa? Qual? Tem vontade de fazer alguma?

6 de junho de 2017

Canais do Youtube que me inspiram: Me poupe!


Imagem: Nathalia Arcuri / Me Poupe!


Quem me conhece mais de pertinho sabe que eu não sou fã só da galera de decor, mas que acompanho também o povo das finanças. Acho que já falei aqui, em dicas para morar sozinho, que eu sempre gastei menos do que ganho. Já foi meio caminho andado, mas nem sempre eu compreendi a dinâmica de fazer meu dinheiro trabalhar para mim, que eu não precisava ter um rendimento alto para isso. E sério, sou muito grata a esse povo por isso! Youtube me ajudou muito a saber por onde começar. 
É por isso que hoje eu quero indicar um canal de finanças. Porque cá entre nós, quando estamos com a vida financeira equilibrada, a gente curte mais a nossa casa, simplesmente pelo fato de termos uma preocupação a menos, não é mesmo? Fora que aqui eu gosto de compartilhar coisas boas que me ajudaram e ainda ajudam. 
O Me Poupe! Talvez seja o canal mais palatável para quem está começando e não gosta de ler/ estudar sobre finanças. Isso porque é um canal de entretenimento financeiro. Ou seja, você vai se divertir lá! Sério! Tem coisa mais legal que aprender se divertindo, que nem as crianças? 
E tem algumas dicas para casa também: tem a reforma do escritório, dicas de organização gastando pouco, dicas para morar sozinho... recomendo muito! Sério!

Espia só um pouquinho do que você vai encontrar por lá:




E aí, já foi lá escarafunchar tudo? Acho que desses 4 que mostrei aí em cima, o meu preferido é o da renda fixa, porque foi o que me fez compreender melhor cada uma das opções, que até então parecia tudo mandarim para mim. Sabe quando uma informação é um divisor de águas para você? Então! Esse vídeo é isso para mim!

Já conhecia a Nath? Tem mais algum canal de finanças que você acompanha e adora? Conta aí pra gente! =)

31 de maio de 2017

Pausa para o café: Deli Bar - um café com decoração industrial em Rosario - Argentina



Pode parecer patético vir falar da decoração de uma cafeteria e não ter fotos decentes dela. E de certa forma, é. Mas o Deli Bar era um lugar de rotina para mim em Rosario, e eu não pensei em publicar um post sobre ele aqui no blog na época. É um lugar difícil de fazer fotos, devido à pouca luz, ser uma planta estreita e um lugar movimentado, de qualquer ângulo, você pega pessoas circulando. Fiz essas fotos antes de voltar ao Brasil, como recordação de um lugar que era quase a minha segunda casa na Argentina. 
Mas, mesmo tendo fotos que nem de longe refletem a beleza do lugar e não retratam bem a decoração deste, hoje eu acho que vale o post. Porque esse blog não é só um blog de decoração. Aqui a gente também fala de aconchego. 



Quem me conhece sabe que apesar de não beber café puro, eu não abro mão de uma cafeteria. Não sei em outros estados, mas no Rio de Janeiro, frequentar cafés é um programa caro,  então eu os faço com uma certa parcimônia. Mas em Rosario, fazer isso era bem mais viável. Então toda semana eu ia a algum café, onde eu passava um tempo lendo e trabalhando. E o Deli se tornou o lugar onde eu mais ia, a ponto dos funcionários já me conhecerem. hehe.
Para falar a verdade, o Deli não é exatamente uma cafeteria. É meio bar, meio café. Como ele fica na Peatonal Cordoba, uma rua cuja maior parte é de pedestres, eles têm umas mesas do lado de fora, que funciona como bar. Mas no cardápio também tem coisas de cafeteria. E o ambiente interno é bem aconchegante, assim como os cafés costumam ser. 



Sobre a decoração do Deli: tem uma pegada mais industrial, com madeira, ferro, tons de preto e cinza escuro, balcão com banquetas altas. É um lugar pequeno, estreito, então o balcão  favorece a circulação. Tem também algumas plantas em pontos estratégicos. Espero que dê para ter uma ideia por essas fotos. É uma das decorações de café que achei mais bonita em Rosario. 

Sobre a comida: eu super aprovo! Eu costumava pedir aquele combo da primeira foto. Custava 40 pesos (o equivalente a uns 10 reais na época, hoje o câmbio já mudou e o peso está quase 5 reais) e vinha 2 pães, queijo cremoso, geléia caseira, café com leite, suco de laranja e água com gás. Adoraaaaava! Às vezes eu variava, para provar as outras coisas e nunca me decepcionei. Aliás, foi nesse lugar que eu aprendi a gostar de chá com leite! <3 


Acho que é um lugar que vale a pena conhecer se você estiver passeando por Rosario. Além de você não ter que vender o rim para comer lá, ele tem uma localização bem estratégica, numa rua de pedestres bem no centro da cidade. Anota aí:

Peantonal Cordoba, 1472. Fica quase na esquina com a rua Paraguay.


Quer ver mais um café apaixonante em Rosario? Então veja aqui meu post sobre o Amélie Petit Café.
E para conhecer o Luludi, a delicatessen mais fofa e deliciosa de Rosario, vem por aqui!

29 de maio de 2017

Xeretando casas alheias - o ateliê do Bora pra Casa

Em sentido horário: Karen (Pot Pourri da Karen e Revista Oca Pop), Ana (Annima), Glenda (Ateliê Bora pra Casa), Iná (Nosso Apê), Thamyrez (Casa Design Studio e Lápiz Decor), e ao centro, eu. 

Uma das melhores coisas que a blogosfera me deu foram as amizades, as pessoas lindas que ela colocou no meu caminho. Foi assim que eu conheci as meninas da foto acima e fizemos uma bonita amizade! 
Volta e meia a gente se encontra. Seja apenas para curtirmos o dia, seja para trocarmos ideias para um determinado projeto - a propósito, fique de olho, em breve anunciaremos uma novidade! E ultimamente o ateliê da Glenda, do Bora pra casa, tem sido o nosso ponto de encontro. Também pudera! Num lugar criativo e acolhedor como esse, é impossível não sairmos inspiradas de lá.
Não tinha como não tirar o meu celular do bolso e fotografar tudo para o Xeretando casas alheias, mesmo não sendo uma casa, e sim, um espaço de trabalho. Mas como estamos falando de decoração autentica, com a cara da pessoa e muito faça você mesmo, tá valendo!

Hoje eu não tenho exatamente dicas, como eu costumo dar. Eu tenho é um convite para você olhar tudo com calma, absorver os detalhes e tirar as suas próprias dicas. ;) 



A Glenda é artista e faz pinturas em diversos suportes: banquetas (eu tenho uma com o desenho de uma ginasta! <3 ), vasinhos, garrafas, pratos, etc. E as prateleiras que ocupam uma parede do ateliê mostram vários desses produtos.


Do outro lado, a estante herdada da mãe foi pintada, e expõe mais alguns produtos. A geladeira quebrada ganhou uma pintura colorida e virou armário. Repararam na escada botânica? É... qualquer lugar é lugar para soltar a criatividade! 
E o que falar da cadeirinha suspensa, com uma planta? Só amor!


O ateliê tem uma área externa com uma mini cozinha, que também recebeu carinho. As pastilhas foram pintadas com formas geométricas e cores fortes, criando um efeito bem interessante. E a Frida na geladeira, feita com fita crepe, notaram? 



A combinação dessa portinha amarela que dá para o lavabo com esse vasinho suspenso enche meu coração de amor! Não é a coisa mais linda?





A parede da área externa também não foi esquecida, e a Glenda aproveitou para fazer uma pintura com stêncil. 

E uma coisa que a gente pode reparar em todas as fotos, e em todos os cantinhos é a quantidade de plantas. Tem plantas por todo o lado! Lugar com mais vida que isso? Impossível!



Aproveitando a oportunidade: no dia 10 de junho, a Iná, do blog Nosso Apê, ou a Rainha das Cordas, para os mais íntimos, vai dar uma oficina com cordas no Ateliê. Custa R$ 120,00 com o material incluso e você ainda leva o que produzir pra casa. 
Eu farei essa oficina! Bora? É a oportunidade perfeita para conhecer esse ateliê maravilhoso e de quebra, aprender a fazer coisas com cordas!
Isso não é um publi, okay? É só uma pessoa empolgada, querendo compartilhar uma coisa boa! =) Sim,  eu sou dessas que se empolga! 



Imagem: Iná Barros/ Nosso Apê

Quem vai participar da oficina, levanta a mão! o/ 

E pra quem não vai, qual foi o cantinho do ateliê que você mais curtiu? Eu adoro tudo, mas a quantidade de plantas, e a portinha amarela com o vaso suspenso ganham meu coração! =)

23 de maio de 2017

Antes e depois: 5 dicas para um quarto infantil onde ninguém bota defeito!


Fotos: Fran Bagnati/ Lá de Casa 


Quando vi uma foto desse quarto pela primeira vez, fiquei assim.... de queixo caído, sabe? Não deveria, porque faz tempo que eu sei que a Fran, do Lá de Casa, que decorou esse quarto para a sobrinha, arrasa, e muito. Mas sabe como é... mesmo sabendo que dela só pode vir coisa linda, não pude evitar um monte de suspiros - suspiros mesmo, não a comida, okay? 
E sabe o que é mais legal? Muitos móveis foram reaproveitados de outras pessoas da família, e quase tudo foi feito em casa, no melhor estilo handmade. Em outras palavras: a demonstração de que não é necessário ter verbas astronômicas para decorar o quartinho das crianças. Boa vontade e mão na massa já ajudam pra caramba!
Foi por isso que assim que vi esse quarto, tive certeza de que ele seria o ambiente escolhido para o próximo antes e depois desse blog. =)


Observe bem as fotos do antes, do depois e bora às dicas!






1) FUJA DO LUGAR COMUM!

Tradicionalmente os quartos de criança são tão padronizados. Base branca ou bege e elementos em rosa ou azul. Os móveis, se não forem todos iguaizinhos, costumam ser bem similares. A consequência disso é um quarto sem personalidade alguma, desses que parecem ter saído de showroom. Se permita sair do lugar comum. Se não souber por onde começar, busque inspirações na internet, o Pinterest é cheio de ideias. O mais bacana é que muitas soluções bacanas são economicamente viáveis.


2) REAPROVEITE MÓVEIS DE OUTRAS GERAÇÕES

Em geral, os móveis de décadas passadas tem bem mais qualidade que os de hoje. Então, se tiver móveis dando sopa na sua família, aproveite. Se tiver medo do quarto da criança ficar com cara de quarto de vó, relaxe. É só dar uma cara nova a eles, e cuidar para que a composição fique agradável aos olhos infantis. Nesse quarto da Giulia foram reaproveitados a cama, mantida na madeira, e o guarda roupa, pintado de verde-menta. 


3) PINTURA GEOMÉTRICA CRIA UM EFEITO INTERESSANTE

Quase ninguém pensa em formas geométricas para quarto de criança, e quando coloca papel de parede, é de bichinhos, bonequinhas, etc. Mas se parar para pensar, nesses quartos costumam ter muita imagem figurativa: nos brinquedos, nos livros, na roupa de cama.... e inserir uma pintura geométrica cria um contraponto bem interessante


4) CRIE UM CANTO DE LEITURA

Muitos pais sonham em ter um filho que goste de ler. Para estimular o hábito, é bem interessante colocar os livros bem ao alcance da criança, de forma que ela não precise pedir a um adulto. Mas, além de deixar os livros num lugar baixo, de fácil acesso, é bacana criar um espaço relax perto para que ela possa curti-los. Não precisa de muito: alguns quartos têm uma cabaninha, mas aqui foram usados colchonete e algumas almofadas, e isso já deu conta do recado. 
Claro que nem todo mundo terá espaço para ter um canto de leitura + uma mesa de estudos. É por isso que nessa fase, eu não recomendaria fazer armário embutido, desses que ocupam 1 parede e meia, 2 paredes no quarto da criança. Avalie a sua real necessidade. Muita gente tende a achar que precisa, mas se for avaliar meeeeesmo, com calma, verá que não é tão necessário assim no momento. Esses armários tiram o espaço de lazer das crianças. Acredite, falo por experiência própria. Fui uma menina que brincava a maior parte do tempo na sala, atrapalhando a circulação de todo mundo, porque devido ao excesso de armários, eu não tinha espaço no meu quarto.


5) INSIRA OBJETOS INUSITADOS

Qual criança que não gosta de ter algo diferente? Nesse quarto, o inusitado fica por conta das luminárias: as de nuvem, a de estrela, da bonequinha do abajur e até da fairy light que dá o toque de aconchego. 
Na falta de ideias, busque elementos do universo infantil para o toque final. Podem ser bichinhos, seres mitológicos (como sereias e unicórnios, por exemplo), personagens de historinhas. Uma boa é sondar do que a criança gosta e pontuar os gostos dela na decor. Ela vai ficar feliz e se identificar com o ambiente. 


Essas fotos foram retiradas do blog da Fran, e eu suuuuuuper recomendo que você visite a fonte original, que além de ter mais fotos, tem um vídeo e também, mais detalhes de como esse quarto foi reformado. Basta clicar aqui. ;)

9 de maio de 2017

Vi.vre - 16 dicas da decoração mais bonita e acolhedora da serra fluminense



Quem já conhece e acompanha o Vi.vre no instagram levanta a mão! o/

Para quem ainda não conhece, o Vi.vre é um apartamento de campo localizado em Itaipava, distrito de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. Eles alugam por temporada, e de tempos em tempos, eles mudam toda a decoração do apê, com a ajuda de parceiros desse maravilhoso mundo da decor e do faça você mesmo. Foi o que aconteceu recentemente. Remodelaram a decoração, e lançaram a temporada Poésie. O lançamento aconteceu no último sábado, e eu estive presente. E que honra! Além de poder conferir de pertinho cada detalhe maravilhoso da curadoria da Elaine Vidal, que comanda o Vivre, tive um sábado delícia ao lado de pessoas queridas - além da própria Elaine, a Karen (do Pot Pourri da Karen e Revista Oca Pop), a Iná (Nosso Apê), a Tha (Casa Design Studio e que também trabalha comigo na Lápiz Decor), e a Talita (Inside the Office). Sabe um daqueles dias que a gente vai guardar com carinho no coração? Pois é, esse sábado foi um desses!

Trouxe algumas fotos para esse post! Tem muito mais que isso, e vou liberando aos poucos no Instagram. Vejam com calma, porque a Elaine é muito cuidadosa com os detalhes, então tem muita ideia boa por aqui! ;)

A começar, pela primeira foto aí em cima, o que você notou?

1) A PORTA PODE SER PINTADA DE UMA COR DIFERENTE

Tradicionalmente as portas são de madeira ou brancas. Ou então, em menor escala, pintadas da mesma cor que a parede. Mas destacar a porta com uma cor diferente pode criar um efeito bem interessante. No Vi.vre, foi usada uma cor mais discreta, mas se você preferir, também pode recorrer a cores mais vibrantes. 


2) RACK FEITO COM ENGRADADOS DE PLÁSTICO

Quando não se tem tanta coisa para guardar, engradados podem resolver o problema. Sejam colocados diretamente sobre o chão, seja colocando pés - existem tutoriais na internet que te ajudam nessa tarefa. Podem ser usados em pé ou deitados, fica ao gosto do freguês. 


3) VASINHOS MENORES PODEM SER COLOCADOS NO CHÃO, PORQUE NÃO?

Quando falamos em plantas dentro de casa, imaginamos logo uma planta maior apoiada no chão, ou então, em vasinhos menores colocados em janelas, mesas, etc. Mas sair do lugar comum costuma ser bem legal. Que tal uma composição de pequenos vasos no chão? Só tome cuidado para que esteja fora de circulação, afinal, a gente não quer ninguém caindo e levando tombos, não é mesmo? 

4) SIM, VOCÊ PODE TER DUAS PAREDES COM ESTAMPAS DIFERENTES NUM MESMO AMBIENTE

Tudo bem que nesse caso, uma estampa está na sala, e outra na cozinha, mas como os ambientes são integrados, elas se misturam. Porém, sem perder a harmonia. Não é regra - eu não defendo regras, você sabe - mas uma dica que pode ajudar é escolher pontos em comum entre as estampas: nesse caso, as mesmas cores e uma padronagem geométrica. 



5) PARA QUEM AMA COBRE E TONS METÁLICOS, ELES NÃO PRECISAM VIR NOS DETALHES. ELES PODEM APARECER NOS MÓVEIS

Sim, tons metálicos podem vir nos móveis, mesmo que não sejam cromados. É que nem eu e aaaaaaamaaaa cobre? Porque não um banco cobre na sua cozinha? Hein, hein? Se estiver com medo de criar um ambiente frio, cheio de "não me toques" , basta atentar à composição e misturar com elementos mais acolhedores, como a madeira, por exemplo.

6) HÁ QUEM DIGA QUE PAREDE DE LOUSA JÁ DEU. MAS.... E DAÍ?

De tempos em tempos surgem umas modas na decoração. Nada contra, elas nos ajudam a descobrir novas possibilidades. Mas elas não devem ditar as regras da nossa casa. Então, se a moda passar, pouco importa. O importante é o que funciona para você, para sua casa. Se tem algo que faça você sorrir cada vez que olha, mantenha, mesmo que já esteja "ultrapassado". Entre aspas, porque quando se trata de estética na decor, isso não existe. Existe o que te faz feliz. 


7) COZINHA PODE TER CORES FORTES SEM SEREM EXCESSIVAMENTE COLORIDAS

Nem todo mundo é um fã assumido de múltiplas cores. E está tudo bem. Mas isso não significa que, necessariamente, você precisa ter uma cozinha toda branca se for desse time. Note que nessa cozinha o armário é amarelo, mas apesar de ser um "detalhe grande", ela é predominantemente p&b. 


8) TEXTURAS NATURAIS TRAZEM ACONCHEGO

Para eu me sentir bem num ambiente, a decoração para mim tem que trazer algum aconchego. Gosto muito de ambientes que me façam me sentir abraçada, sabe? 
Texturas naturais ajudam muito nisso! Madeira é a forma mais simples e fácil de inserir essa textura no ambiente, mas não é o único caminho. Há quem tenha um quarto todo branco e aposta nas mantas para aquecer, por exemplo. 

9) APOSTE NO FAÇA VOCÊ MESMO E TENHA UMA DECOR CHEIA DE AMOR

O faça você mesmo, além de tornar a decoração muitas vezes mais acessível, levam ao cômodo uma pegada única, mais original, já que raramente alguém terá um igual. Na "mesinha de cabeceira", você pode ver o cesto feito pela Iná, do blog Nosso Apê. Lá tem um tutorial de um cesto similar, e você pode conferir aqui.

10) DETALHES INUSITADOS CHAMAM A ATENÇÃO E FAZEM O CORAÇÃO SORRIR

Sério, quem não gosta de uma coisa diferente, que vai ser o ponto alto daquele ambiente? Reparem na luminária suspensa do quarto. Já viu uma igual? Eu não. Além dela provocar pelo encantamento pelo diferente, como tem folhas e flores, remete ao campo, à floresta, trazendo uma sensação de aconchego.


11) DESVIO DE FUNÇÃO MUITAS VEZES É BEM VINDO

Quem disse que a sua mesa de cabeceira precisa ser um criado mudo ou uma mesa lateral? Se tiver um baú dando sopa, porque não? Fora que se você estiver precisando de mais um lugarzinho para guardar coisas, pode ser uma mão na roda!


12) PLANTAS LEVAM MAIS VIDA AO AMBIENTE

Já contei aqui que meu pai dizia que casa de verdade tem que ter livros e plantas. E eu super concordo! Uma casa com verde tem tão mais vida! 
Se você é daqueles que não ousa por achar que não tem o dedo verde, busque espécies mais fáceis de cultivar, ou então ceda às artificiais (ou permanentes, como estão chamando agora), e faça pouco caso do preconceito contra essas últimas. Até porque, hoje em dia, já existem algumas versões que nâo tem muita cara de plástico.
Mas as plantas também podem vir nas estampas! Olhem só que lindos os quadros e as almofadas com as aquarelas da Diana Gondim


13) PINTURAS NÃO PRECISAM SER CERTINHAS. QUE TAL UMA DIAGONAL?

Pinturas na diagonal não são exatamente uma novidade na decoração, mas ainda não muito pouco experimentadas. O que é uma pena, porque o efeito é bacana, e pode quebrar a monotonia de qualquer ambiente. É uma maneira simples e relativamente barata de destacar a decor. 




14) BANHEIRO TAMBÉM PODE FUGIR DA MESMICE

Pobre do banheiro que é praticamente igual em todas as casas e ninguém liga pra ele na hora de decorar. Não sei de onde tiraram que ele deveria ser relegado a segundo plano, ou esquecido. Mas gente, banheiro faz parte da casa, e pede amor e carinho também, tadinho!
Você pode pintar meia parede, meia porta, ter uma bancada/armário que não foram feitos originalmente para isso... não importa. O lance é: lembre do seu banheiro. Ele vai ficar feliz de fugir de mesmice, acredite!



15) AS CORES NEUTRAS DO BANHEIRO PODEM SER QUEBRADAS COM UM CHÃO ESTAMPADO

Nem todo mundo gosta de um banheiro coloridão, e não há problema algum nisso. Eu mesma não sou muito fã de cores fortes no banheiro. Mas a monotonia pode - e deve - ser quebrada, até porque estamos falando de um ambiente que em geral é mais frio. Inserir elementos estampados ou com imitações de textura de madeira - ou mesmo, madeira de verdade com tratamento adequado - podem ajudar muito. Olhem esse piso DI-VI-NO! Quero pra mim!



16) NÃO SE ESQUEÇA DO CORREDOR, ELE TAMBÉM FAZ PARTE DA CASA

Aqui tem até um post só com dicas para decorar corredor. Assim como o banheiro, ele também fica super feliz quando você não o exclui. Afinal, todo mundo ama inclusão, não é mesmo? No apartamento Vi.vre, o pôster do argentino Fer, do Don Terrenal leva amor para o corredor. Se for para o site do Don Terrenal, não se assustem com os preços, estão em peso argentino, okay?



Ufa! O apê é tão maravilhoso que rendeu muitas dicas, né? Você aplica alguma dessas em casa? Agora conta pra mim: qual foi o seu cômodo preferido? Eu não consegui escolher! Amei tuuuudoooooo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...